Je­sus tem re­gis­to ne­ga­ti­vo

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Com o em­pa­te di­an­te do Na­ci­o­nal, na Ma­dei­ra, o Spor­ting ele­vou pa­ra três o nú­me­ro de jo­gos con­se­cu­ti­vos sem ga­nhar pa­ra a Li­ga. Em no­ve pon­tos pos­sí­veis, os leões só al­can­ça­ram três, (em­pa­tes com V. Gui­ma­rães, Ton­de­la e ago­ra, o Na­ci­o­nal) e es­tão já a se­te pon­tos do lí­der Ben­fi­ca.

Até es­ta sex­ta-fei­ra, Je­sus nun­ca ti­nha es­ta­do mais do que dois jo­gos con­se­cu­ti­vos sem ven­cer pa­ra o cam­pe­o­na­to des­de que che­gou ao Spor­ting: acon­te­ceu na épo­ca pas­sa­da, nas jor­na­das 24 e 25, quan­do em­pa­tou em Gui­ma­rães (0-0) e per­deu de­pois em ca­sa com o Ben­fi­ca, per­mi­tin­do a ul­tra­pas­sa­gem das águi­as na com­pe­ti­ção.

Es­tar três jo­gos se­gui­dos sem ven­cer pa­ra a Li­ga não é iné­di­to pa­ra o ago­ra téc­ni­co dos leões, mas não dei­xa de ser ra­ro des­de que em 2009/10 deu o sal­to pa­ra um dos cha­ma­dos "gran­des" do fu­te­bol por­tu­guês.

Du­ran­te os seis anos em que es­te­ve no Ben­fi­ca, só por uma vez te­ve um hi­a­to de triun­fos igual: em 2011/12, en­tre a 19ª e a 21ª ron­das, si­tu­a­ção que fez com que os en­car­na­dos dei­xas­sem es­ca­par du­ran­te es­te pe­río­do uma van­ta­gem de cin­co pon­tos em re­la­ção ao FC Por­to, en­tão trei­na­do por Ví­tor Pe­rei­ra, que vi­ria a se sa­grar cam­peão na­ci­o­nal. A par­te boa é que nun­ca, em oi­to épo­cas, es­te­ve qua­tro jo­gos sem qual­quer triun­fo.

Olhan­do pa­ra os nú­me­ros das equi­pas de Jor­ge Je­sus à no­na jor­na­da, é pre­ci­so re­cu­ar até aos tem­pos no Sp. Bra­ga (2008/09), pa­ra en­con­trar pi­or nes­ta fa­se: 13 pon­tos.

Des­de a tal épo­ca de 2009/10, é pos­sí­vel ve­ri­fi­car ain­da tam­bém que só por uma vez che­gou a es­ta ron­da com um re­gis­to pon­tu­al tão bai­xo. Acon­te­ceu em 2010/11, ano em que so­ma­va pre­ci­sa­men­te o mes­mo nú­me­ro de pon­tos que ago­ra (18) e, cu­ri­o­sa­men­te, es­ta­va tam­bém a se­te pon­tos do lí­der, na al­tu­ra o FC Por­to de An­dré Vil­las-Bo­as.

Es­se foi, tal co­mo ago­ra, o mai­or atra­so que Je­sus te­ve pa­ra o to­po do cam­pe­o­na­to nas úl­ti­mas oi­to tem­po­ra­das à no­na ron­da, sen­do que à ex­cep­ção des­sa épo­ca, em que ter­mi­nou a pro­va a 21 pon­tos dos dra­gões, nun­ca es­te­ve tão lon­ge do to­po. Quer is­to di­zer que, pa­ra ser cam­peão na­ci­o­nal, o téc­ni­co dos leões te­rá de en­ce­tar uma re­cu­pe­ra­ção iné­di­ta na car­rei­ra.

Re­cu­pe­ran­do a ideia ini­ci­al, se pa­ra Jor­ge Je­sus é ra­ro es­tar três jo­gos se­gui­dos sem so­mar qual­quer triun­fo pa­ra a Li­ga, es­ta foi a pri­mei­ra vez que tal su­ce­deu des­de que Bru­no de Car­va­lho foi elei­to pa­ra a pre­si­dên­cia do Spor­ting, a 23 de Mar­ço de 2013.

AFP

Trei­na­dor por­tu­guês atra­ves­sa má fa­se

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.