Arou­ca aban­do­na a cau­da

Jornal de Angola - - DESPORTO -

O Arou­ca, equi­pa ori­en­ta­da pe­lo an­go­la­no Li­to Vi­di­gal, re­ce­beu e der­ro­tou on­tem o Ma­rí­ti­mo por 1-0 e aban­do­na a zo­na de des­pro­mo­ção, sen­do dé­ci­mo quin­to clas­si­fi­ca­do, en­quan­to que Da­ni­el Ra­mos so­freu a pri­mei­ra der­ro­ta no car­go de trei­na­dor da equi­pa da Ma­dei­ra, que ocu­pa ago­ra o no­no lu­gar no cam­pe­o­na­to por­tu­guês.

Num jo­go mui­to po­bre (a pri­mei­ra par­te da par­ti­da nem se­quer te­ve opor­tu­ni­da­des de go­lo), em que as du­as equi­pas de­mons­tra­ram ser mui­to re­ce­o­sas na ho­ra de ata­car, o úni­co re­ma­te de su­ces­so da par­ti­da se­ria de Wal­ter, que de­pois de um er­ro de Mau­rí­cio, re­ce­beu um cru­za­men­to de Ma­teus e ape­nas te­ve de em­pur­rar pa­ra o fun­do da ba­li­za de Got­tar­di.

A equi­pa de Da­ni­el Ra­mos ten­tou res­pon­der ao go­lo da equi­pa do Arou­ca, mas es­ta de­mons­trou sa­ber de­fen­der e ser se­gu­ra em ter­mos de­fen­si­vos, ga­ran­tin­do, des­sa ma­nei­ra, o triun­fo.

“Era im­por­tan­tís­si­mo pa­ra nós ga­nhar. Fa­la­mos so­bre is­so es­ta se­ma­na, pre­pa­rá­mo-nos bem pa­ra es­te jo­go. O Ma­rí­ti­mo é for­te, to­dos os anos apos­ta pa­ra es­tar nos seis pri­mei­ros da Li­ga. Es­sa al­ma que ti­nha fa­la­do an­tes do jo­go apa­re­ceu. É dis­to que pre­ci­sa­mos. So­mos o Arou­ca e te­mos de per­ce­ber que só com mui­to tra­ba­lho e de­di­ca­ção po­de­mos fa­zer re­sul­ta­dos po­si­ti­vos.”

“Le­são do Ku­ca? Vai ser re­a­va­li­a­do. Foi uma ad­ver­si­da­de ex­tra. Mas o que pas­so pa­ra os meus jo­ga­do­res é que te­mos de en­con­trar so­lu­ções pa­ra os pro­ble­mas.”

“Re­sul­ta­do in­jus­to? Ra­ra­men­te fa­lo de jus­ti­ças do fu­te­bol. Aten­den­do ao nos­so mo­men­to, fi­ze­mos um jo­go sé­rio. Ain­da não se sol­ta­ram co­mo eu que­ro, mas os en­ten­do (aos jo­ga­do­res). A nos­sa épo­ca já vais mais lon­ga, com­pe­ti­mos em com­pe­ti­ções di­fe­ren­tes. A Li­ga Eu­ro­pa fez al­gu­ma mos­sa em al­guns jo­ga­do­res. Mas nun­ca nin­guém fi­cou em de­ses­pe­ro. Nos pró­xi­mos jo­gos vão es­tar um pou­co mais sol­tos.”

“Não te­mos tem­po pa­ra sa­bo­re­ar as vi­tó­ri­as. O pró­xi­mo jo­go é o Spor­ting. Va­mos tra­ba­lhar pa­ra nos re­e­qui­li­brar.”

DR

Trei­na­dor an­go­la­no mo­ti­va os jo­ga­do­res

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.