Ben­fi­ca so­ma cen­te­ná­rio na Eu­ro­pa

Jornal de Angola - - DESPORTO -

A vi­tó­ria por 1-0 so­bre o Dí­na­mo de Ki­ev va­leu a li­de­ran­ça re­par­ti­da – com o Ná­po­les – do Gru­po B ao Ben­fi­ca, que noi­te na de terça-fei­ra ga­ran­tiu des­de já a Li­ga Eu­ro­pa, e tam­bém um mar­co na his­tó­ria do clu­be.

Os en­car­na­dos tor­nam-se no sé­ti­mo clu­be eu­ro­peu a atin­gir as 100 vi­tó­ri­as em to­da a his­tó­ria con­jun­ta da Li­ga/Taça dos Cam­peões.

À sua fren­te, ape­nas meia dú­zia de colossos eu­ro­peus: Re­al Ma­drid, Bayern de Mu­ni­que, Bar­ce­lo­na, Man­ches­ter Uni­ted, Ju­ven­tus e Mi­lan. A 29 de Se­tem­bro de 1960 acon­te­ceu o pri­mei­ro triun­fo fo­ra na Es­có­cia fren­te ao He­arts, na pri­mei­ra pré-eli­mi­na­tó­ria da gran­de pro­va de clu­bes da UEFA, que vi­ria a ven­cer nes­sa edi­ção.

Daí em di­an­te o Ben­fi­ca aver­bou 68 vi­tó­ri­as na Taça dos Cam­peões Eu­ro­peus, a que so­mou 32 na era da Li­ga dos Cam­peões, num to­tal de 218 jo­gos – bem per­to se­gue o FC Por­to, que tem me­nos se­te jo­gos e me­nos se­te vi­tó­ri­as.

Rui Vi­tó­ria su­bli­nhou o fei­to lo­go após a par­ti­da, ao afir­mar que o re­gis­to de 100 vi­tó­ri­as na Li­ga/Taça dos Cam­peões de­mons­tra a gran­de­za e a di­men­são do Ben­fi­ca: “É uma his­tó­ria enor­me bem pa­ten­te por es­sa Eu­ro­pa fo­ra e que­ro fa­zer es­sa li­ga­ção aos mais de 50 mil adep­tos que es­ti­ve­ram na Luz”.

A noi­te de terça-fei­ra foi his­tó­ri­ca na Luz tam­bém pa­ra Eder­son, que ga­ran­tiu os três pon­tos dos en­car­na­dos ao sal­var uma gran­de pe­na­li­da­de que ele pró­prio co­me­teu.

Ao de­fen­der o cas­ti­go má­xi­mo co­bra­do por Jú­ni­or Mo­ra­es – ir­mão do ex-por­tis­ta Bru­no Mo­ra­es – o guar­da-re­des bra­si­lei­ro con­se­guiu um fei­to nun­ca vis­to na úl­ti­ma dé­ca­da. O úl­ti­mo guar­da-re­des a con­se­guir de­fen­der uma gran­de pe­na­li­da­de pe­los en­car­na­dos foi o tam­bém bra­si­lei­ro Mo­ret­to, a 5 de Abril de 2006, di­an­te do Bar­ce­lo­na, em Camp Nou, quan­do tra­vou lo­go aos 5 mi­nu­tos a co­bran­ça de Ro­nal­di­nho Gaú­cho.

A de­fe­sa de Eder­son con­tri­buiu tam­bém pa­ra um re­gis­to in­co­mum nes­ta edi­ção da Li­ga dos Cam­peões: ape­nas 12 dos 23 pe­nal­tis fo­ram con­ver­ti­dos. Ou se­ja, pou­co mais de me­ta­de. E o re­gis­to me­lho­rou sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te na noi­te de terça, já que o guar­dião en­car­na­do foi o úni­co a de­fen­der dos cin­co pe­nal­tis apon­ta­dos. Po­si­ti­va­men­te pa­ra es­te re­gis­to con­tri­buiu Edu­ar­do Sal­vio, que de­ci­diu o jo­go da mar­ca dos 11 me­tros e se tor­nou no pri­mei­ro jo­ga­dor do Ben­fi­ca a con­ver­ter mais do que uma gran­de pe­na­li­da­de no for­ma­to Li­ga dos Cam­peões. Com o triun­fo na Luz o Ben­fi­ca eli­mi­nou des­de já o Dí­na­mo de Ki­ev – que na úl­ti­ma épo­ca afas­tou o FC Por­to de Lo­pe­te­gui na fa­se de gru­pos – e dis­cu­te ago­ra o apu­ra­men­to pa­ra os oi­ta­vos-de­fi­nal da Li­ga dos Cam­peões com Ná­po­les e Be­sik­tas (com me­nos um pon­to), que em­pa­ta­ram a uma bo­la em Is­tam­bul, com Qu­a­res­ma a con­ver­ter o go­lo dos tur­cos de gran­de pe­na­li­da­de.

AFP

Ar­gen­ti­no Edu­ar­do Sal­vio mar­cou de gran­de pe­na­li­da­de o úni­co go­lo do triun­fo das águi­as

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.