Ga­ran­ti­do ser­vi­ço pú­bli­co mais efi­ci­en­te

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - EDIVALDO CRIS­TÓ­VÃO |

O Mi­nis­té­rio da Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca, Tra­ba­lho e Se­gu­ran­ça So­ci­al re­a­li­za até De­zem­bro, em Lu­an­da, no âm­bi­to do Pro­gra­ma de Va­lo­ri­za­ção do Ser­vi­ço Pú­bli­co, um ci­clo de se­mi­ná­ri­os des­ti­na­dos aos de­par­ta­men­tos mi­nis­te­ri­ais, com o ob­jec­ti­vo de ver me­lho­ra­do o aten­di­men­to pú­bli­co, in­for­mou on­tem o mi­nis­té­rio em co­mu­ni­ca­do.

Nos se­mi­ná­ri­os são abor­da­dos te­mas co­mo a “Ges­tão Vi­ra­da pa­ra o Ci­da­dão: Re­gras e Téc­ni­cas de Aten­di­men­to na Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca”, “Ima­gem e Téc­ni­cas de Co­mu­ni­ca­ção na Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca”, “De­on­to­lo­gia Pro­fis­si­o­nal no Ser­vi­ço Pú­bli­co”, “Pau­ta De­on­to­ló­gi­ca do Ser­vi­ço Pú­bli­co” e “Re­la­ção en­tre Ad­mi­nis­tra­ção e Ci­da­dãos: pro­ce­di­men­to ad­mi­nis­tra­ti­vo”.

O pro­gra­ma de for­ma­ção te­ve iní­cio há dois me­ses nas ad­mi­nis­tra­ções mu­ni­ci­pais de Lu­an­da, ten­do si­do lan­ça­dos na oca­sião dois li­vros, “Re­gras e Téc­ni­cas de Aten­di­men­to na Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca” e “Ima­gem e Téc­ni­cas de Co­mu­ni­ca­ção na Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca”. As du­as obras ser­vem co­mo ins­tru­men­tos de su­por­te às ac­ções de ca­pa­ci­ta­ção a se­rem re­a­li­za­das ate De­zem­bro.

O Mi­nis­té­rio da Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca, Tra­ba­lho e Se­gu­ran­ça So­ci­al en­ten­de que, pa­ra se ter uma ad­mi­nis­tra­ção pú­bli­ca de qua­li­da­de, é ne­ces­sá­rio mai­or com­pe­tên­cia, ri­gor e efi­ci­ên­cia.

O Pro­gra­ma de Va­lo­ri­za­ção do Ser­vi­ço Pú­bli­co pre­ten­de res­ga­tar a ima­gem do ser­vi­dor pú­bli­co, pro­mo­ven­do uma re­la­ção de con­fi­an­ça e par­ce­ria en­tre a Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca e os ci­da­dãos, dis­se ao Jor­nal de An­go­la o di­rec­tor-ge­ral da Es­co­la Na­ci­o­nal de Ad­mi­nis­tra­ção (ENAD), Hu­go Brás.

Os pon­tos fo­cais do se­mi­ná­rio de­fi­nem que os uten­tes pas­sam a par­ti­ci­par na ava­li­a­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos, atra­vés do pre­en­chi­men­to da fi­cha de re­cla­ma­ções dis­po­ní­veis nos balcões de aten­di­men­to de ca­da ins­ti­tui­ção pú­bli­ca, com o pro­pó­si­to de co­lher, tra­tar e clas­si­fi­car a in­for­ma­ção da­da pa­ra a in­tro­du­ção de me­lho­ri­as a ní­vel da pres­ta­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos.

Ava­li­a­ção de de­sem­pe­nho

A uti­li­za­ção do car­tão de iden­ti­fi­ca­ção e si­na­li­za­ção das áre­as in­ter­nas dos ser­vi­ços é tam­bém um dos pon­tos fo­cais da agen­da, a fim de tor­nar efec­ti­va a obri­ga­to­ri­e­da­de da uti­li­za­ção do car­tão, bem co­mo a apli­ca­ção da si­na­li­za­ção no in­te­ri­or das ins­ti­tui­ções. O re­co­nhe­ci­men­to dos fun­ci­o­ná­ri­os pú­bli­cos com ava­li­a­ção po­si­ti­va no de­sem­pe­nho das ac­ti­vi­da­des po­de ser fei­to em ac­ti­vi­da­des in­ter­nas dos ser­vi­ços ou por al­tu­ra dos con­se­lhos con­sul­ti­vos co­mo tam­bém nas ce­ri­mó­ni­as de cum­pri­men­tos de fim de ano ou ain­da atra­vés de ou­tras ac­ti­vi­da­des e me­ca­nis­mos que o ti­tu­lar de ca­da sec­tor con­si­de­re apro­pri­a­do.

O Pro­gra­ma de Va­lo­ri­za­ção do Ser­vi­ço Pú­bli­co pre­ten­de con­tri­buir pa­ra o al­can­ce de uma Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca do­ta­da de uma vi­são fi­na­lís­ti­ca, com uma cul­tu­ra de bons re­sul­ta­dos e um sen­ti­do de mis­são cum­pri­da, pers­pec­ti­var um con­jun­to de me­di­das e ac­ções com vis­ta à for­ma­ção pe­da­gó­gi­ca, cí­vi­ca e téc­ni­ca do ser­vi­dor pú­bli­co vol­ta­da pa­ra a me­lho­ria da qua­li­da­de e aco­lhi­men­to e re­cep­ti­vi­da­de do uten­te do ser­vi­ço pú­bli­co. Um dos prin­ci­pais pon­tos dos ob­jec­ti­vos glo­bais do pro­gra­ma é re­for­çar a au­to-es­ti­ma, atra­vés da re­cu­pe­ra­ção da mo­ti­va­ção dos fun­ci­o­ná­ri­os pú­bli­cos e da sua va­lo­ri­za­ção pro­fis­si­o­nal.

O pro­gra­ma de­ve, pe­la sua na­tu­re­za e ob­jec­ti­vos, com­bi­nar me­di­das sim­ples, mes­mo que apa­ren­te­men­te su­per­fi­ci­ais, mas que pro­du­zam re­sul­ta­dos ime­di­a­tos ou a cur­to pra­zo.es­se con­tex­to, uma ad­mi­nis­tra­ção de qua­li­da­de é aque­la que es­tá ap­ta a as­su­mir uma ati­tu­de que se mo­der­ni­za con­ti­nu­a­men­te, pro­ac­ti­va e de cor­te­sia pe­ran­te o ci­da­dão, que pro­mo­ve o de­sen­vol­vi­men­to, que usa ca­da vez mais mé­to­dos de ges­tão ori­en­ta­dos pa­ra re­sul­ta­dos que sim­pli­fi­cam e fa­ci­li­tam as re­la­ções com os ope­ra­do­res eco­nó­mi­cos e so­ci­ais.

PAU­LO MULAZA

O Es­ta­do quer res­ga­tar a ima­gem do ser­vi­dor pú­bli­co atra­vés de uma re­la­ção de con­fi­an­ça en­tre a Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca e os ci­da­dãos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.