Cri­an­ças mar­cha­ram con­tra abu­sos se­xu­ais

Jornal de Angola - - PARTADA -

Cen­te­nas de cri­an­ças mar­cha­ram on­tem por vá­ri­as ar­té­ri­as da ci­da­de do Uíge em pro­tes­to con­tra os abu­sos se­xu­ais, ex­plo­ra­ção e aban­do­no de que mui­tas são ví­ti­mas an­te a pas­si­vi­da­de das pró­pri­as fa­mí­li­as, que na mai­or par­te dos ca­sos op­tam pe­lo si­lên­cio em vez de de­nun­ci­a­rem o abu­sa­dor. Pre­sen­te na mar­cha, a vi­ce-go­ver­na­do­ra pro­vin­ci­al do Uíge pa­ra o Sec­tor Po­lí­ti­co e So­ci­al con­si­de­rou pre­o­cu­pan­te a si­tu­a­ção na me­di­da em que mui­tos são os ca­sos em que as pró­pri­as fa­mí­li­as, com re­ceio de se ex­po­rem a um ve­xa­me, pre­fe­rem o si­lên­cio à de­nún­cia jun­to dos ór­gãos com­pe­ten­tes.Tra­ta-se de uma si­tu­a­ção que tem me­re­ci­do a aten­ção dos ór­gãos com­pe­ten­tes pa­ra cu­ja re­so­lu­ção é fun­da­men­tal o en­vol­vi­men­to pro­fun­do das fa­mí­li­as dos me­no­res.

Cen­te­nas de cri­an­ças mar­cha­ram on­tem por vá­ri­as ar­té­ri­as da ci­da­de do Uíge, em pro­tes­to con­tra os abu­sos se­xu­ais, ex­plo­ra­ção e aban­do­no de que mui­tas são ví­ti­mas an­te a pas­si­vi­da­de das pró­pri­as fa­mí­li­as que na mai­or par­te dos ca­sos op­tam pe­lo si­lên­cio em vez de de­nun­ci­a­rem o abu­sa­dor.

A vi­ce-go­ver­na­do­ra pro­vin­ci­al do Uíge pa­ra o Sec­tor Po­lí­ti­co e So­ci­al, Ma­ria Fer­nan­des da Sil­va e Sil­va, que par­ti­ci­pou na mar­cha, con­si­de­rou pre­o­cu­pan­te a si­tu­a­ção na me­di­da em que mui­tos são os ca­sos em que são as pró­pri­as fa­mí­li­as, com re­ceio de se ex­po­rem a um ve­xa­me, pre­fe­rem o si­lên­cio à de­nún­cia jun­to dos ór­gãos com­pe­ten­tes.

“Se não tra­tar­mos bem das cri­an­ças, es­ta­mos a des­truir o ali­cer­ce da na­ção, por­que, os fu­tu­ros qua­dros do país são as cri­an­ças e as mães são cha­ma­das de cui­da-las, edu­cá­las e se­rem vi­gi­lan­tes con­tra os vi­o­la­do­res”, dis­se Ma­ria Fer­nan­des, em de­cla­ra­ções à Angop.

A mar­cha vi­sou des­per­tar as cons­ci­ên­ci­as dos adul­tos pa­ra os 11 Com­pro­mis­sos das Cri­an­ças, dan­do o amor e ca­ri­nho aos me­no­res pa­ra se as­se­gu­rar o seu cres­ci­men­to sau­dá­vel, sem vi­o­lên­cia e ga­ran­tir a fe­li­ci­da­de dos mes­mos, com paz e so­li­da­ri­e­da­de.

A vi­ce-go­ver­na­do­ra da pro­vín­cia do Uíge avan­çou que tem cres­ci­do nas úl­ti­mas se­ma­nas o nú­me­ro de ca­sos de cri­an­ças aban­do­na­das, as­sim co­mo o de me­no­res su­jei­tos a abu­sos se­xu­ais ou a ex­plo­ra­ção sob va­ri­a­das for­mas. Ma­ria Fer­nan­des con­si­de­rou a mar­cha uma for­ma de pro­tes­to, mas tam­bém de des­per­tar a cons­ci­ên­cia pa­ra os cui­da­dos a ter com as cri­an­ças e o de­ver que a so­ci­e­da­de tem de cui­dar de­las e do seu fu­tu­ro. Além das cri­an­ças, a mar­cha te­ve a par­ti­ci­pa­ção de res­pon­sá­veis go­ver­na­men­tais, lí­de­res as­so­ci­a­ti­vos, au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais, pro­fes­so­res e di­rec­to­res de es­co­las do en­si­no pri­má­rio do mu­ni­cí­pi­o­se­de da pro­vín­cia do Uíge.

Tam­bém na pro­vín­cia do Uíge, a As­so­ci­a­ção dos Es­tu­dan­tes da Uni­ver­si­da­de Kim­pa Vi­ta tem es­ta­do a pro­mo­ver em di­ver­sas ins­ti­tui­ções es­co­la­res do I e II ci­clo des­ta ci­da­de um cír­cu­lo de pa­les­tras so­bre a gra­vi­dez na ado­les­cên­cia e a Cons­ti­tui­ção da Re­pú­bli­ca de An­go­la.

On­tem, na aber­tu­ra de uma pa­les­tra que te­ve lu­gar na es­co­la de for­ma­ção de Pro­fes­so­res “COR MARIAE”, o pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção dos Es­tu­dan­tes da Uni­ver­si­da­de Kim­pa Vi­ta dis­se que um dos gran­des ob­jec­ti­vos des­sa ini­ci­a­ti­va é pro­mo­ver a tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as en­tre os alu­nos do en­si­no mé­dio e os es­tu­dan­tes do en­si­no su­pe­ri­or.

Almeida Pau­lo Vic­tor con­si­de­rou fun­da­men­tal in­cen­ti­var a prá­ti­ca de in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fi­ca e a prá­ti­ca de lei­tu­ra en­tre os es­tu­dan­tes, bem co­mo de­sen­vol­ver a ex­pe­ri­ên­cia pa­ra a ele­va­ção da qua­li­da­de do en­si­no no país.

O director da Es­co­la de For­ma­ção de Pro­fes­so­res, Pa­dre Jo­a­quim Ca­lom­be, dis­se que a re­a­li­za­ção de pa­les­tras de gé­ne­ro no seio dos alu­nos do II ci­clo ser­ve pa­ra ajus­tar e au­men­tar os co­nhe­ci­men­tos que lhes são mi­nis­tra­dos pe­los pro­fes­so­res.

KINDALA MA­NU­EL

Cen­te­nas de cri­an­ças da ci­da­de do Uíge par­ti­ci­pa­ram on­tem de uma mar­cha de pro­tes­to con­tra abu­sos se­xu­ais e ex­plo­ra­ção de me­no­res

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.