Fa­cul­da­de de Ci­ên­ci­as da UAN co­me­mo­ra se­ma­na de Ge­o­fí­si­ca

Jornal de Angola - - PARTADA - ALEXA SONHI |

A Fa­cul­da­de de Ci­ên­ci­as da Uni­ver­si­da­de Agos­ti­nho Ne­to lan­çou on­tem, em Luanda, o pro­gra­ma de actividades des­ti­na­do a ce­le­brar a Se­ma­na de Ge­o­fí­si­ca que de­cor­re de 7 a 10 des­te mês nas ins­ta­la­ções da ins­ti­tui­ção.

Ao fa­zer a aber­tu­ra das actividades, a de­ca­na da fa­cul­da­de, Su­za­ne­te Cos­ta, dis­se que a Se­ma­na de Ge­o­fí­si­ca é um meio de de­ba­te e pes­qui­sa pa­ra os es­tu­dan­tes e pro­fes­so­res atra­vés de se­mi­ná­ri­os, pa­les­tras, mi­ni-cur­sos e ins­tru­men­tos ge­o­fí­si­cos, on­de os pró­pri­os es­tu­dan­tes vão ter a opor­tu­ni­da­de de de­mons­trar a sua cri­a­ti­vi­da­de.

Su­za­ne­te Cos­ta fri­sou que a Se­ma­na de Ge­o­fí­si­ca é tam­bém um es­pa­ço que va­lo­ri­za e in­cen­ti­va os es­for­ços de in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fi­ca, per­mi­tin­do uma in­te­rac­ção en­tre os for­man­dos e pro­fis­si­o­nais, atra­vés de ex­pe­ri­ên­ci­as, tra­ba­lhos re­a­li­za­dos, fe­nó­me­nos es­tu­da­dos e ob­ser­va­ções de pe­ri­tos na área de Ge­o­fí­si­ca.

A de­ca­na da Fa­cul­da­de de Ci­ên­ci­as su­bli­nhou que faz par­te do ri­tu­al da­que­la uni­da­de or­gâ­ni­ca da Uni­ver­si­da­de Agos­ti­nho Ne­to de­di­car uma se­ma­na ao es­tu­do pro­fun­do de um dos no­ve cur­sos que a ins­ti­tui­ção pos­sui, com o ob­jec­ti­vo de fo­men­tar nos es­tu­dan­tes uma am­pla re­fle­xão no sen­ti­do de re­co­nhe­cer o com­pro­mis­so pes­so­al com a ci­ên­cia e, atra­vés de­la, con­tri­buir de for­ma efec­ti­va na so­lu­ção dos pro­ble­mas da so­ci­e­da­de.

O even­to de­cor­re sob o le­ma “A ge­o­fí­si­ca co­mo vec­tor de de­sen­vol­vi­men­to so­ci­o­e­co­nó­mi­co de An­go­la” e é uma opor­tu­ni­da­de pa­ra tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as. “Co­mo o país es­tá a fa­zer ago­ra um le­van­ta­men­to ge­o­fí­si­co, se­ria bom que hou­ves­se mai­or li­ga­ção en­tre a ge­o­fí­si­ca (co­mo de­par­ta­men­to de en­si­no e in­ves­ti­ga­ção), o Mi­nis­té­rio de Ge­o­lo­gia e to­dos os agen­tes que uti­li­zam a ge­o­fí­si­ca, pa­ra em con­jun­to en­con­trar­mos so­lu­ções pa­ra aju­dar o país a cres­cer”, su­bli­nhou.

O cur­so de Ge­o­fí­si­ca tem cer­ca de 500 es­tu­dan­tes, a mai­o­ria dos quais ra­pa­zes. Pa­ra es­te ano, pre­vê­se co­lo­car no mer­ca­do de tra­ba­lho cer­ca de 60 qua­dros. Além do cur­so de Ge­o­fí­si­ca, a Fa­cul­da­de de Ci­ên­ci­as da Uni­ver­si­da­de Agos­ti­nho Ne­to tem tam­bém os de Ma­te­má­ti­ca, Bi­o­lo­gia, Fí­si­ca, Quí­mi­ca e Ci­ên­ci­as da Com­pu­ta­ção.

JOÃO GO­MES

De­ca­na da fa­cul­da­de abriu o even­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.