Pro­va de vi­da aca­ba com fal­sos pen­si­o­nis­tas

Jornal de Angola - - POLÍTICA -

O pro­ces­so de di­na­mi­za­ção da pro­va de vi­da dos pen­si­o­nis­tas da Cai­xa de Se­gu­ran­ça So­ci­al das FAA (CSS/FAA), ini­ci­a­do na quin­ta-fei­ra, em Luanda, es­tá já a ser exe­cu­ta­do em to­do o país, com o ob­jec­ti­vo eli­mi­nar os fal­sos be­ne­fi­ciá­ri­os.

Em Luanda, o pro­ces­so de­cor­re na de­le­ga­ção pro­vin­ci­al da CSS/FAA, si­ta no Ta­la­to­na, on­de têm acor­ri­do vá­ri­os ci­da­dãos be­ne­fi­ciá­ri­os de pen­são de re­for­ma e que de­vem ago­ra pro­var, atra­vés de do­cu­men­tos ou tes­te­mu­nhas o seu vín­cu­lo an­te­ri­or com as For­ças Ar­ma­das.

O di­rec­tor-ge­ral da Cai­xa de Se­gu­ran­ça So­ci­al das FAA, Ja­cin­to Ca­vun­ga, dis­se re­cen­te­men­te que a ins­ti­tui­ção gas­ta men­sal­men­te mais de no­ve mil mi­lhões de kwan­zas. Apon­tou as pen­sões de re­for­ma, in­va­li­dez e de so­bre­vi­vên­cia co­mo o des­ti­no dos va­lo­res gas­tos.

Ja­cin­to Ca­vun­ga afir­mou que há um registo de apro­xi­ma­da­men­te 50 mil pen­si­o­nis­tas em to­do o país. “Com o pro­ces­so de pro­va de vi­da pre­ten­de-se ve­ri­fi­car quan­tos pen­si­o­nis­tas exis­tem no país e aca­bar com os fan­tas­mas”, dis­se.

Ape­nas a pro­vín­cia do Zai­re não pos­sui de­le­ga­ção da Cai­xa de Se­gu­ran­ça So­ci­al das For­ças Ar­ma­das An­go­la­nas e ga­ran­tiu que tu­do es­tá a ser fei­to pa­ra acau­te­lar a si­tu­a­ção dos pen­si­o­nis­tas lo­cais.

Re­cen­te­men­te, o mi­nis­tro da De­fe­sa Na­ci­o­nal, João Lou­ren­ço, dis­se que o Es­ta­do gas­ta re­cur­sos ele­va­dos com a pen­são de re­for­ma dos ex-mi­li­ta­res, mas apro­vei­ta­do­res há que re­ce­bem va­lo­res in­de­vi­da­men­te. “Com a pro­va de vi­da, pen­sa­mos que pas­sa­rão a re­ce­ber, efec­ti­va­men­te, a sua pen­são aque­les que re­al­men­te reú­nem as con­di­ções”, sa­li­en­tou, além de re­co­nhe­cer que a ní­vel das ou­tras pro­vín­ci­as a si­tu­a­ção é idên­ti­ca à de Luanda.

O mi­nis­tro da De­fe­sa Na­ci­o­nal lem­brou que o mai­or nú­me­ro de pen­si­o­nis­tas es­tá con­cen­tra­do na ca­pi­tal e ga­ran­tiu que o pro­ces­so vai co­brir to­do o país, por­que os fan­tas­mas exis­tem pra­ti­ca­men­te em to­do o la­do.

“Acre­di­ta­mos que o Es­ta­do vai pou­par bas­tan­te di­nhei­ro, e só vão pas­sar a re­ce­ber a pen­são aque­les que de­pois de pas­sa­rem pe­lo sis­te­ma con­ce­bi­do com­pro­va­rem que es­tão no di­rei­to de re­ce­ber”, re­for­çou o mi­nis­tro da De­fe­sa Na­ci­o­nal, João Lou­ren­ço.

A Cai­xa de Se­gu­ran­ça So­ci­al é o ór­gão de ges­tão do Sis­te­ma de Se­gu­ran­ça So­ci­al das For­ças Ar­ma­das que ga­ran­te o pro­ces­so nor­mal de atri­bui­ções dos di­rei­tos aos be­ne­fi­ciá­ri­os, co­mo pro­tec­ção na do­en­ça e aci­den­te co­mum, na ma­ter­ni­da­de, na in­va­li­dez, na ve­lhi­ce, pen­sões de so­bre­vi­vên­cia ao côn­ju­ge so­bre­vi­vo, des­cen­den­tes e as­cen­den­tes, pro­tec­ção no de­sem­pre­go, em aci­den­tes de tra­ba­lho e do­en­ças pro­fis­si­o­nais.

EDU­AR­DO PE­DRO

Mi­nis­tro da De­fe­sa Na­ci­o­nal qu­an­do ava­li­a­va con­di­ções pa­ra ar­ran­que do pro­ces­so

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.