Com­ba­te ao cri­me e à cor­rup­ção dis­cu­ti­da na con­fe­rên­cia anu­al

Jornal de Angola - - POLÍTICA -

An­go­la aco­lhe a par­tir de quar­ta­fei­ra até sá­ba­do a XI Con­fe­rên­cia Anu­al e a As­sem­bleia-Ge­ral de Mem­bros da As­so­ci­a­ção dos Procuradores de Áfri­ca (APA), que vai de­cor­rer sob o le­ma “Procuradores de Áfri­ca Uni­dos no Com­ba­te à Cor­rup­ção e ao Cri­me Trans­na­ci­o­nal”.

De acor­do com uma no­ta de im­pren­sa da Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca, o en­con­tro, que de­cor­re no Pa­lá­cio da Jus­ti­ça, em Lu­an­da, vai dis­cu­tir te­mas co­mo “O com­ba­te à cor­rup­ção: pre­ven­ção e edu­ca­ção”; “Com­ba­te à cor­rup­ção. In­ves­ti­ga­ção e acu­sa­ção”; “O com­ba­te à cor­rup­ção: co­o­pe­ra­ção in­ter­na­ci­o­nal”; “A in­ves­ti­ga­ção e acu­sa­ção nos cri­mes trans­na­ci­o­nais or­ga­ni­za­dos. Li­ções apre­en­di­das”.

No pro­gra­ma tam­bém cons­ta a dis­cus­são dos te­mas “O com­ba­te ao cri­me trans­na­ci­o­nal: es­pe­ci­fi­ci­da­des pa­ra pro­ces­sar cri­mes es­pe­ci­a­li­za­dos: fi­nan­ci­a­men­to ao ter­ro­ris­mo, bran­que­a­men­to de ca­pi­tais e cri­mes ci­ber­né­ti­cos”; “Me­ca­nis­mos efec­ti­vos de com­ba­te ao bran­que­a­men­to de ca­pi­tais. In­ves­ti­ga­ção e acu­sa­ção”; “Bran­que­a­men­to de ca­pi­tais, ex­tor­são e o ras­tre­a­men­to de fi­nan­ci­a­men­to de ac­tos ter­ro­ris­tas”.

Es­tra­té­gi­as pa­ra o su­ces­so da acu­sa­ção nos cri­mes in­for­má­ti­cos é ou­tro te­ma que vai me­re­cer aten­ção dos procuradores de Áfri­ca, além de um se­mi­ná­rio com o te­ma “Apre­en­são e con­fis­co de bens pro­ve­ni­en­tes de cri­mes. As­sis­tên­cia mú­tua le­gal, apre­en­são e con­fis­cos”.

Tam­bém se re­a­li­za a As­sem­blei­aGe­ral de mem­bros da As­so­ci­a­ção dos Procuradores de Áfri­ca. O en­con­tro con­ta com ora­do­res do Ugan­da, Botswa­na, Na­mí­bia, Rwan­da, Gui­né-Bis­sau, Zâm­bia, União Afri­ca­na, Ca­bo Ver­de, Gui­né Co­na­cri, Áfri­ca do Sul, Tan­zâ­nia, Ni­gé­ria e do Pro­gra­ma das Na­ções Uni­das pa­ra o De­sen­vol­vi­men­to.

Em Ju­lho, João Ma­ria de Sou­sa propôs aos procuradores uma mai­or apro­xi­ma­ção da le­gis­la­ção dos paí­ses mem­bros da APA pa­ra o com­ba­te mais acer­ta­do de to­do o ti­po de cri­mi­na­li­da­de em Áfri­ca. Lem­brou que o trá­fi­co de se­res hu­ma­nos cons­ti­tui um dos fe­nó­me­nos mais com­ple­xos da hu­ma­ni­da­de e a ter­cei­ra prá­ti­ca cri­mi­no­sa mais ren­tá­vel, a par do trá­fi­co de dro­gas e de ar­mas.

No ca­so de An­go­la, dis­se, foi ra­ti­fi­ca­da a Con­ven­ção das Na­ções Uni­das con­tra a Cri­mi­na­li­da­de Trans­na­ci­o­nal Or­ga­ni­za­da e os seus pro­to­co­los adi­ci­o­nais pa­ra a pre­ven­ção, re­pres­são e pu­ni­ção do trá­fi­co de pes­so­as, em par­ti­cu­lar de mu­lhe­res e de cri­an­ças, e con­tra o trá­fi­co ilí­ci­to de mi­gran­tes por via ter­res­tre, ma­rí­ti­ma e aé­rea.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.