Trio as­su­me can­di­da­tu­ra à par­ti­da

BIC-BASKET CO­ME­ÇA HO­JE 1.º de Agos­to é o de­ten­tor do tro­féu de cam­peão na­ci­o­nal de bas­que­te­bol

Jornal de Angola - - DESPORTO - ANAXIMANDRO MAGALHÃES |

1º de Agos­to, nas ves­tes de cam­peão em tí­tu­lo, Pe­tro de Lu­an­da e Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo, can­di­da­tos as­su­mi­dos à con­quis­ta do tro­féu dis­tan­ci­am-se li­gei­ra­men­te das se­te, de um to­tal de 10 equi­pas, nos prog­nós­ti­cos de for­ma­ções fa­vo­ri­tas a er­guer o tí­tu­lo da 39ª edi­ção do Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal sé­ni­or mas­cu­li­no de bas­que­te­bol, BIC-Basket, cu­jo ar­ran­que acon­te­ce ho­je, e a jor­na­da re­ser­va pa­ra às 18h00, o ali­ci­an­te In­ter­clu­be - Atlé­ti­co Sport Avi­a­ção (ASA).

Com o plan­tel in­tac­to e re­for­ça­do com a che­ga­da do ba­se Many Qu­e­za­da, mas cu­ja uti­li­za­ção es­tá de­pen­den­te da re­so­lu­ção de pro­ble­mas ad­mi­nis­tra­ti­vos, os mi­li­ta­res do Rio Se­co, co­man­da­dos por Ri­card Ca­sas, che­gam-se mais à fren­te em re­la­ção aos pe­tro­lí­fe­ros, li­de­ra­dos por La­za­re Adin­go­no, e cu­ja de­fi­ni­ção do plan­tel es­tá en­vol­ta em in­cóg­ni­ta, so­bre­tu­do pe­la in­de­fi­ni­ção na con­tra­ta­ção do se­gun­do jo­ga­dor es­tran­gei­ro.

A per­da de Qu­e­za­da pa­ra o eter­no ri­val re­duz, de al­gum mo­do, as ex­pec­ta­ti­vas dos tri­co­lo­res do Ei­xo Viá­rio. Já os li­bo­len­ses, mol­da­dos ago­ra à ima­gem do es­pa­nhol Hu­go Ló­pez, e for­ta­le­ci­dos com as en­tra­das de Ja­kel Fos­ter e An­dre Har­ris, pa­ra além da ma­nu­ten­ção no seu plan­tel dos atle­tas mas in­flu­en­tes, che­gam com uma ba­ga­gem di­fe­ren­te e cré­di­tos mais aci­ca­ta­dos. A ida de Carlos Mo­rais pa­ra o Sport Lis­boa e Ben­fi­ca, e de Bráu­lio Mo­rais pa­ra o 1º de Agos­to não re­du­zem as pro­ba­bi­li­da­des dos ca­lu­len­ses.

A ron­da de es­treia abre, às 16h00, com os não me­nos atrac­ti­vos Pro­gres­so Sam­bi­zan­ga - Uni­ver­si­da­de Lu­sía­da, no Pa­vi­lhão Ane­xo II da Ci­da­de­la Des­por­ti­va, e Ma­ri­nha de Guer­ra - Uni­ver­si­da­de Lu­sía­da, no Victorino Cunha.

Às 18h00, no Pa­vi­lhão Dre­am Spa­ce, o Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo de­fron­ta o Vi­la Clo­til­de, e à mes­ma ho­ra, em Ben­gue­la, o Spor­ting lo­cal re­ce­be a vi­si­ta do Pe­tro de Lu­an­da.

In­ter­clu­be, pre­ten­so can­di­da­to à con­quis­ta do tí­tu­lo, e ASA, cam­peão na dé­ca­da de 90, cen­tra­li­zam no Pa­vi­lhão 28 de Fe­ve­rei­ro as aten­ções da jor­na­da inau­gu­ral.

Di­ver­gen­tes em ter­mos de ob­jec­ti­vos, a ates­tar es­tá o fac­to de os po­lí­ci­as, às or­dens de Al­ber­to Ba­bo, te­rem con­tra­ta­do os nor­te-ame­ri­ca­nos Ce­dric Isom e Ro­de­rick Ne­aly, con­tra­ri­a­men­te aos avi­a­do­res, ori­en­ta­dos por Carlos Di­nis, que con­tam ape­nas com a pre­sen­ça de atle­tas an­go­la­nos, pa­ra além de te­rem de li­dar com a saí­da de ou­tros, con­ver­gem no mes­mo por­me­nor: es­ta­rem ain­da dis­tan­tes da for­ma des­por­ti­va ide­al, pois só ho­je ar­ran­ca a com­pe­ti­ção mais im­por­tan­te do ca­len­dá­rio de pro­vas da Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Bas­que­te­bol (FAB).

Mes­mo pri­va­dos de em­pres­tar o me­lhor da sua for­ma fí­si­ca, os dois an­ta­go­nis­tas tu­do hão-de fa­zer pa­ra so­mar os dois pon­tos, e des­te mo­do co­me­çar da me­lhor ma­nei­ra o per­cur­so ru­mo aos in­ten­tos tra­ça­dos pa­ra a épo­ca 2016-2017.

Pe­tro, 1.º de Agos­to e Li­bo­lo de­vem, con­tra to­das as di­fi­cul­da­des, su­plan­tar os seus ad­ver­sá­ri­os. Mas a es­tes exi­ge-se que en­ca­rem os jo­gos com a se­ri­e­da­de exi­gi­da. Ta­re­fa mas di­fí­cil têm Pro­gres­so e Lu­sía­da, equi­pas cu­jo ní­vel é equi­pa­ra­do, ra­zão pe­la qual re­tri­bu­em em cin­quen­ta por cen­to as hi­pó­te­ses de vi­tó­ria. De ho­je até Maio pró­xi­mo, as re­fe­ri­das equi­pas dis­pu­tam en­tre si o tí­tu­lo de cam­peã na­ci­o­nal. Na fa­se re­gu­lar, jo­ga­da a du­as vol­tas são re­a­li­za­dos 18 jo­gos.

A pos­te­ri­or, em fun­ção da clas­si­fi­ca­ção, as seis pri­mei­ras for­ma­ções apu­ram-se pa­ra a fa­se de gru­pos, e in­te­gram a sé­rie A, as res­tan­tes qua­tro com­põem a sé­rie B.

As cin­co me­lhor clas­si­fi­ca­das apu­ram-se pa­ra a fa­se de qua­li­fi­ca­ção, de on­de sa­em as qua­tro pa­ra jo­gar as mei­as-fi­nais dos play-off a me­lhor de cin­co par­ti­das. Os ven­ce­do­res dis­cu­tem a fi­nal a me­lhor de se­te jo­gos. Dos dez, dois clu­bes des­cem de di­vi­são.

JOSÉ SOARES

Tri­co­lo­res e ca­lu­len­ses pro­cu­ram a par­tir de ho­je re­cu­pe­rar o tí­tu­lo de cam­peão na­ci­o­nal per­di­do pa­ra os mi­li­ta­res do Rio Se­co

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.