So­pa de Le­tras

Jornal de Angola - - LAZER -

Con­de­na­do à mor­te, um sol­da­do im­plo­rou ao juiz que o per­do­as­se.

- Não pos­so con­sen­tir no que me pe­des - res­pon­deu o juiz.

- Se­nhor, con­fes­so ter per­pe­tra­do o cri­me de que me acu­sam e re­co­nhe­ço que de­vo ser cas­ti­ga­do; mas o gé­ne­ro de mor­te que me des­ti­nais é hor­ro­ro­so.

- Sen­do só is­so o que te in­qui­e­ta, pos­so con­ce­der-te um fa­vor. - Qual, se­nhor? - Es­co­lhe­res a ma­nei­ra co­mo pre­fe­res mor­rer.

- Mui­to obri­ga­do, se­nhor. Acei­to. Eu que­ro mor­rer de ve­lhi­ce. En­con­tre as se­guin­tes pa­la­vras:

pro­mo­ção, re­gu­la­ção e su­per­vi­são.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.