CONTRATOS

Jornal de Angola - - PARTADA - JOÃO PEDRO |

As­si­na­do acor­do de in­ves­ti­men­to pa­ra pro­du­ção de mas­sa ali­men­tar

Qua­tro pro­jec­tos de in­ves­ti­men­to pri­va­do ava­li­a­dos em 27.026.613 dó­la­res pa­ra a pro­du­ção de bens ali­men­ta­res fo­ram apro­va­dos on­tem, em Luanda, pe­la Uni­da­de Téc­ni­ca de Apoio ao In­ves­ti­men­to Pri­va­do (UTAIP) do Mi­nis­té­rio da In­dús­tria.

Os qua­tro contratos de in­ves­ti­men­tos as­si­na­dos se­rão im­ple­men­ta­dos nas pro­vín­ci­as de Luanda e Cu­an­za Sul. Os do­cu­men­tos fo­ram as­si­na­dos pe­lo di­rec­tor da UTAIP do Mi­nis­té­rio da In­dús­tria, Jo­sé Sa­la, e pre­vêem cri­ar 119 no­vos pos­tos de tra­ba­lho di­rec­tos, dos quais 107 pa­ra ci­da­dãos na­ci­o­nais.

Um dos contratos de in­ves­ti­men­to pri­va­do as­si­na­do foi da em­pre­sa AP FOODS, LDA, que pre­vê fa­bri­car mas­sas ali­men­ta­res num in­ves­ti­men­to de 8 mi­lhões e 25 mil dó­la­res. Pre­vê pro­du­zir 14.310 to­ne­la­das por ano.

A Fa­zen­da Ma­xi-Pro­jec­to AgroIn­dus­tri­al, Lda pre­vê pro­du­zir uma mé­dia anu­al de 9.440 to­ne­la­das de mi­lho e de 1.533 to­ne­la­das de fei­jão, um in­ves­ti­men­to de 9 mi­lhões e 467 mil dó­la­res. A em­pre­sa Li­ven­ti­co, Lda vai in­ves­tir 1 mi­lhão e 500 mil dó­la­res na pro­du­ção de bens ali­men­ta­res di­ver­sos.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do da In­dús­tria, Ki­a­la Ga­bri­el, dis­se que com a im­ple­men­ta­ção des­tes pro­jec­tos de in­ves­ti­men­to dos sec­to­res de pro­du­ção ali­men­tar e pro­du­tos quí­mi­cos pa­ra o apoio à agri­cul­tu­ra pre­vê-se o fo­men­to da pro­du­ção na­ci­o­nal. “Te­mos a cer­te­za de que vai au­men­tar a pro­mo­ção do em­pre­go e qua­li­fi­ca­ção da mão-de-obra na­ci­o­nal bem co­mo pro­por­ci­o­nar o abas­te­ci­men­to efi­caz do mer­ca­do in­ter­no e a subs­ti­tui­ção das im­por­ta­ções”, fri­sou o se­cre­tá­rio de Es­ta­do. Ki­a­la Ga­bri­el in­for­mou que os pro­jec­tos en­qua­dram-se na es­tra­té­gia do Exe­cu­ti­vo pa­ra a saí­da da cri­se, com a pro­mo­ção da pro­du­ção in­ter­na de pro­du­tos da ces­ta bá­si­ca.

“Os pro­jec­tos que te­mos vin­do a apro­var es­tão li­ga­dos, na sua mai­o­ria, à in­dús­tria ali­men­tar e à agri­cul­tu­ra, um sec­tor que cons­ti­tui uma das gran­des pri­o­ri­da­des da ins­ti­tui­ção no qua­dro do Pro­gra­ma Na­ci­o­nal de De­sen­vol­vi­men­to (PND) 2012/2017”, ga­ran­tiu. O Mi­nis­té­rio da In­dús­tria, no qua­dro da ce­le­bra­ção des­tes contratos, ga­ran­te o apoio ins­ti­tu­ci­o­nal atra­vés de me­ca­nis­mos de acom­pa­nha­men­to, em ar­ti­cu­la­ção com os de­mais ór­gãos do Es­ta­do in­ter­ve­ni­en­tes em ma­té­ria de in­ves­ti­men­to pri­va­do.

Pe­lo me­nos qua­tro pes­so­as mor­re­ram quar­ta-fei­ra num ata­que sui­ci­da con­tra um car­ro das for­ças de se­gu­ran­ça afe­gãs, na ca­pi­tal do país, Ca­bul. Ou­tras 11 pes­so­as fi­ca­ram fe­ri­das du­ran­te o ata­que, que acon­te­ceu na zo­na de Pu­li Moh­mo­od Kahn, per­to do com­ple­xo do Mi­nis­té­rio da De­fe­sa afe­gão, dis­se um por­ta-voz do Mi­nis­té­rio do In­te­ri­or. A in­ves­ti­da ain­da não foi rei­vin­di­ca­da por nin­guém, adi­an­tam as for­ças de se­gu­ran­ça do Afe­ga­nis­tão.

CONTREIRAS PIPAS

Ce­ri­mó­nia de as­si­na­tu­ra de contratos de in­ves­ti­men­to pa­ra a im­ple­men­ta­ção em An­go­la de pro­jec­tos li­ga­dos ao sec­tor ali­men­tar

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.