Ben­fi­ca de­fron­ta Ma­rí­ti­mo na Luz

Jornal de Angola - - DESPORTO -

O Ben­fi­ca re­ce­be o Ma­rí­ti­mo, ho­je às 21h45, num du­e­lo da quar­ta eli­mi­na­tó­ria da Ta­ça de Portugal, pa­ra o qu­al Rui Vi­tó­ria pa­re­ce já es­tar ad­ver­ti­do. Um ad­ver­sá­rio de qua­li­da­de, que evo­luiu bas­tan­te des­de a mu­dan­ça de trei­na­dor e que, na óp­ti­ca do téc­ni­co ben­fi­quis­ta, pro­me­te cau­sar mui­tas di­fi­cul­da­des na Luz.

“Se­rá um jo­go in­te­res­san­te de se­guir, con­tra uma boa equi­pa, mas que em na­da vai al­te­rar a nos­sa for­ma de pen­sar. In­de­pen­den­te­men­te de ser a eli­mi­nar ou não, é um jo­go em que que­re­mos ga­nhar, co­mo to­dos. Te­mos a cons­ci­ên­cia de que va­mos ter um ad­ver­sá­rio que es­tá a tra­ba­lhar bem e es­tá a fa­zer uma boa cam­pa­nha de­pois da tro­ca de trei­na­dor, com a che­ga­da do Da­ni­el. A equi­pa es­tá mui­to bem or­ga­ni­za­da de­fen­si­va­men­te e sou­be re­e­qui­li­brar-se. Vai ser uma equi­pa com­pli­ca­da. Mas is­so não mu­da a pos­tu­ra do Ben­fi­ca. O Ben­fi­ca tem de ter no­ção da sua gran­de­za e va­mos que­rer ga­nhar, res­pei­tan­do o va­lor do ad­ver­sá­rio. Que­re­mos mui­to ven­cer”, co­me­çou por di­zer o téc­ni­co, em de­cla­ra­ções à BTV.

“O Ma­rí­ti­mo tem jo­ga­do­res de qua­li­da­de. Tem man­ti­do des­de há anos vá­ri­os jo­ga­do­res, tem es­sa organização de­fen­si­va que me­lho­rou bas­tan­te com a en­tra­da do Da­ni­el Ra­mos. E em ter­mos ofen­si­vos tem jo­ga­do­res que a qual­quer mo­men­to po­dem fa­zer um go­lo. Não é uma equi­pa que mar­que mui­to, mas é mui­to efi­caz do pon­to de vis­to de­fen­si­vo e ofen­si­vo. Jo­gar na Luz é uma mo­ti­va­ção acres­ci­da, mas tam­bém é di­fí­cil. É uma equi­pa que tem vin­do a cres­cer e es­tá a fa­zer um bom cam­pe­o­na­to”, elo­gi­ou.

O em­pre­sá­rio de Victor Lin­de­lof as­su­me que o cen­tral do Ben­fi­ca é al­vo do in­te­res­se de vá­ri­os clu­bes eu­ro­peus. Em de­cla­ra­ções ao si­te su­e­co Fot­bolls­ka­na­len, Ha­san Ce­tin­kaya ex­pli­cou que é al­go que se ve­ri­fi­ca há mais de um ano.

“Des­de que as pes­so­as o co­nhe­ce­ram no Eu­ro­peu de Sub-21 até ago­ra, ele foi sem­pre evo­luin­do e tem si­do as­so­ci­a­do a clu­bes ca­da vez mai­o­res. Não há fu­mo sem fo­go e na­da dis­to é es­tra­nho. O in­te­res­se no Victor exis­te e é gran­de”, afir­mou.

A im­pren­sa su­e­ca fez as con­tas e che­gou à con­clu­são que Lin­de­lof foi as­so­ci­a­do a 40 clu­bes di­fe­ren­tes. “É si­nal que os jor­na­lis­tas têm más fon­tes”, brin­cou Ce­tin­kaya. “Mais a sé­rio: é a pro­va de que o úl­ti­mo ano do Victor tem si­do in­crí­vel.”

O agen­te ga­ran­tiu que o cen­tral es­tá to­tal­men­te fo­ca­do no Ben­fi­ca. “É um gran­de clu­be na Eu­ro­pa, o me­lhor em Portugal e jo­ga a Li­ga dos Cam­peões. É es­pe­cu­la­ção, e al­go que não vou co­men­tar, di­zer que o clu­be quer pro­lon­gar o con­tra­to por mais um ano. Nes­ta al­tu­ra, o Victor es­tá sa­tis­fei­to com o clu­be tal co­mo es­tá ago­ra”, ex­pli­cou.

AFP

Rui Vi­tó­ria es­pe­ra en­fren­tar ho­je à noi­te di­fi­cul­da­des acres­ci­das na re­cep­ção ao Ma­rí­ti­mo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.