De­fen­di­da mai­or co­o­pe­ra­ção en­tre Es­ta­dos

Jornal de Angola - - POLÍTICA - EDNA DALA |

O me­mo­ran­do de en­ten­di­men­to, des­ti­na­do a me­lho­rar as re­la­ções de co­o­pe­ra­ção en­tre os pro­cu­ra­do­res de di­fe­ren­tes Es­ta­dos africanos, foi as­si­na­do quin­ta-fei­ra úl­ti­ma, em Lu­an­da, à mar­gem da con­fe­rên­cia anu­al da As­so­ci­a­ção dos Pro­cu­ra­do­res de Áfri­ca (APA), que en­cer­rou on­tem, em Lu­an­da.

O do­cu­men­to foi ru­bri­ca­do pe­lo pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca e pre­si­den­te da as­so­ci­a­ção, o an­go­la­no João Ma­ria de Sou­sa, e a re­pre­sen­tan­te do Es­cri­tó­rio das Na­ções Uni­das so­bre Dro­gas e Cri­mes (UNODC), Zwedjz Arshe­va. O me­mo­ran­do es­ta­be­le­ce um qua­dro de co­o­pe­ra­ção en­tre os paí­ses mem­bros da as­so­ci­a­ção afri­ca­na, con­si­de­ran­do que os mes­mos par­ti­lham os mes­mos ob­jec­ti­vos em re­la­ção aos ser­vi­ços de jus­ti­ça cri­mi­nal.

Em de­cla­ra­ções à im­pren­sa o pro­cu­ra­dor-ad­jun­to das For­ças Ar­ma­das An­go­la­nas, ge­ne­ral Hél­der Pi­tra Grós, dis­se que An­go­la, na pre­si­dên­cia da APA, con­ti­nua a de­fen­der uma re­la­ção ho­mo­gé­nea en­tre os paí­ses mem­bros da or­ga­ni­za­ção. Sa­li­en­tou que o me­mo­ran­do as­si­na­do quin­ta-fei­ra vai per­mi­tir à or­ga­ni­za­ção olhar com mai­or abran­gên­cia pa­ra os fe­nó­me­nos so­ci­ais que afli­gem o con­ti­nen­te.

Du­ran­te a con­fe­rên­cia, os pro­cu­ra­do­res africanos apre­sen­ta­ram vá­ri­as pro­pos­tas pa­ra me­lho­rar o fun­ci­o­na­men­to da or­ga­ni­za­ção. A pro­cu­ra­do­ra-ge­ral da Zâm­bia, Li­li­an For­tu­na­to, de­fen­deu a lu­ta con­tra a cor­rup­ção em Áfri­ca, con­si­de­ran­do o fe­nó­me­no co­mo “um mal com­ple­xo”, que afec­ta o de­sen­vol­vi­men­to eco­nó­mi­co e so­ci­al dos Es­ta­dos. Li­li­an For­tu­na­to pe­diu um mai­or en­tro­sa­men­to en­tre os paí­ses mem­bros da or­ga­ni­za­ção, e a cri­a­ção de si­ner­gi­as ju­rí­di­cas pa­ra o es­ta­be­le­ci­men­to de uma ba­se le­gal, que per­mi­ta jul­gar os cri­mi­no­sos fo­ra­gi­dos da lei e que os mes­mos se­jam con­de­na­dos on­de quer que es­te­jam.

Re­for­ço da co­o­pe­ra­ção

Os pro­cu­ra­do­res africanos pro­pu­se­ram a cri­a­ção de uma re­de de par­ti­lha de in­for­ma­ção com os paí­ses mem­bros da As­so­ci­a­ção dos Pro­cu­ra­do­res de Áfri­ca . O pro­cu­ra­dor de Moçambique fa­lou so­bre a “pe­que­na cor­rup­ção” vi­ven­ci­a­da no quo­ti­di­a­no dos ci­da­dãos.

O ma­gis­tra­do ad­mi­tiu a pos­si­bi­li­da­de de in­cluir uma dis­ci­pli­na so­bre o fe­nó­me­no nos pro­gra­mas cur­ri­cu­la­res do sec­tor da Edu­ca­ção em Moçambique. Al­guns pro­cu­ra­do­res de­fen­de­ram ain­da acor­dos bi­la­te­rais pa­ra as­se­gu­rar as­sis­tên­cia ju­rí­di­ca en­tre os Es­ta­dos, com vis­ta ao con­fis­co de bens fur­ta­dos e em pos­se dos cri­mi­no­sos. So­bre os ser­vi­ços ban­cá­ri­os, os pro­cu­ra­do­res de­fen­de­ram um mai­or aces­so aos do­cu­men­tos si­gi­lo­sos.

VIGAS DA PURIFICAÇÃO

Pro­cu­ra­dor-Ge­ral da Re­pú­bli­ca João Ma­ria de Sou­sa nu­ma das in­ter­ven­ções na con­fe­rên­cia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.