Co­mu­ni­ca­ções elec­tró­ni­cas mais aces­sí­veis

NOS MU­NI­CÍ­PI­OS E COMUNAS Con­se­lho Con­sul­ti­vo re­co­men­da me­lho­ria da qua­li­da­de dos ser­vi­ços

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - ANA PAU­LO |

A me­lho­ria das con­di­ções de aces­so dos ser­vi­ços de co­mu­ni­ca­ções elec­tró­ni­cas nos mu­ni­cí­pi­os e comunas é uma das prin­ci­pais re­co­men­da­ções saí­das do Sex­to Con­se­lho Con­sul­ti­vo do Mi­nis­té­rio das Te­le­co­mu­ni­ca­ções e Tec­no­lo­gi­as de In­for­ma­ção.

O en­con­tro, que de­cor­reu no Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or pa­ra as Tec­no­lo­gi­as de In­for­ma­ção e Co­mu­ni­ca­ção, em Lu­an­da, re­co­men­dou a im­ple­men­ta­ção dos Pro­gra­mas de Cobertura das co­mu­ni­ca­ções elec­tró­ni­cas nas zo­nas ru­rais e trans­fron­tei­ri­ças.

Ori­en­ta­do pe­lo ti­tu­lar da pas­ta, Jo­sé Car­va­lho da Ro­cha, o con­se­lho con­sul­ti­vo de­fen­deu que se deve au­men­tar a qua­li­da­de de cobertura e de ser­vi­ços das co­mu­ni­ca­ções elec­tró­ni­cas, em to­do ter­ri­tó­rio na­ci­o­nal.

Aces­so à internet

Os par­ti­ci­pan­tes de­ci­di­ram con­ti­nu­ar a co­la­bo­rar com os Ope­ra­do­res e Pres­ta­do­res de Ser­vi­ços de Co­mu­ni­ca­ções Elec­tró­ni­cas na dis­po­ni­bi­li­za­ção do aces­so a internet, de mo­do a di­na­mi­zar o pro­ces­so de in­clu­são di­gi­tal.

O en­con­tro de­fi­niu que se deve as­se­gu­rar a par­ti­lha das infra-es­tru­tu­ras de te­le­co­mu­ni­ca­ções ap­tas ao alo­ja­men­to de re­des de co­mu­ni­ca­ções elec­tró­ni­cas, nas no­vas ur­ba­ni­za­ções, edi­fí­ci­os pú­bli­cos e pri­va­dos. Pa­ra­le­la­men­te a is­so, o Ins­ti­tu­to An­go­la­no das Co­mu­ni­ca­ções (INACOM) deve con­ti­nu­ar a tra­ba­lhar com as re­pre­sen­ta­ções re­gi­o­nais, no sen­ti­do de me­lho­rar as in­fra­es­tru­tu­ras, equi­pa­men­tos e for­ma­ção de qua­dros.

Ao pro­ce­der ao en­cer­ra­men­to do con­se­lho con­sul­ti­vo, o mi­nis­tro das Te­le­co­mu­ni­ca­ções e Tec­no­lo­gi­as de In­for­ma­ção re­al­çou as prin­ci­pais ac­ções do Exe­cu­ti­vo na me­lho­ria e cres­ci­men­to do sec­tor.

De­sa­fi­os do sec­tor

Jo­sé Car­va­lho da Ro­cha des­ta­cou tam­bém os de­sa­fi­os do sec­tor ao ní­vel das re­des e dos ser­vi­ços, pa­ra uma con­tí­nua pres­ta­ção de ser­vi­ços aos ci­da­dãos com qua­li­da­de e a pre­ços aces­sí­veis.

“De­vem ser gi­za­das so­lu­ções e con­tri­bui­ções na ges­tão do es­pec­tro Rá­dio Eléc­tri­co, im­ple­men­ta­ção da go­ver­na­ção elec­tró­ni­ca e ad­mi­nis­tra­ção cen­tral e lo­cal do Es­ta­do, pa­ra atin­gir ob­jec­ti­vos co­mo a so­ci­e­da­de de in­for­ma­ção.”

O pre­si­den­te da Ad­mi­nis­tra­ção do Ins­ti­to Na­ci­o­nal de Co­mu­ni­ca­ções (INACOM), Pau­lo Ben­je, apre­sen­tou o te­ma “Re­for­ma Le­gis­la­ti­va do Sec­tor das TIC”, e re­fe­riu que o pacote le­gis­la­ti­vo dá o en­qua­dra­men­to pa­ra a en­tra­da em vi­gor de um no­vo re­gi­me de li­cen­ci­a­men­to no sec­tor, as­se­gu­ran­do, no Pla­no Es­tra­té­gi­co de Frequên­ci­as e Nu­me­ra­ção, o aces­so das em­pre­sas de te­le­fo­nia mó­veis, que de­fi­nem as li­nhas das ori­en­ta­ções ge­rais de frequên­ci­as.

“Tam­bém foi in­tro­du­zi­da a mo­da­li­da­de de li­cen­ças mul­ti-ser­vi­ços, ins­tru­men­to que dá a pos­si­bi­li­da­de a um mai­or nú­me­ro de ci­da­dãos de abri­rem mais em­pre­sas e pres­ta­ção de ser­vi­ços”, re­fe­riu Pau­lo Ben­je, que acres­cen­tou que o INACOM vai dar ini­cio da im­ple­men­ta­ção de no­vas li­cen­ças no pri­mei­ro tri­mes­tre de 2017. O co­or­de­na­dor da Co­mis­são de Ges­tão da An­go­laTe­le­com, Ma­nu­el An­tó­nio, re­ve­lou que a em­pre­sa es­tá a pre­pa­rar mais ser­vi­ços e pro­du­tos a ser im­ple­men­ta­dos em pro­jec­tos de me­lho­ri­as nas infra-es­tru­tu­ras.

Pa­ra o efeito, dis­se Ma­nu­el An­tó­nio, o Exe­cu­ti­vo con­tri­buiu com um fi­nan­ci­a­men­to que re­sul­tou num pro­gra­ma de mul­ti-ser­vi­ços de re­des, já em fa­se con­clu­si­va.

O Con­se­lho Con­sul­ti­vo Alar­ga­do Mi­nis­té­rio das Te­le­co­mu­ni­ca­ções ter­mi­nou na na sex­ta-fei­ra.

JO­SÉ CO­LA

Con­se­lho Cun­sul­ti­vo do Mi­nis­té­rio das Te­le­co­mu­ni­ca­ções e Tec­no­lo­gi­as de In­for­ma­ção de­fi­niu os de­sa­fi­os do sec­tor pa­ra os pró­xi­mos tem­pos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.