In­glês ini­cia tra­ves­sia pa­ra acção de ca­ri­da­de

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Atra­ves­sar o Oce­a­no Atlân­ti­co ho­je em dia po­de não ser uma ta­re­fa mui­to di­fí­cil por cau­sa das tec­no­lo­gi­as há dis­po­si­ção. Quem qui­ser re­a­li­zar es­ta vi­a­gem, po­de fa­zê-la de avião, na­vio e bar­co. Mas Ben Ho­o­per de­ci­diu per­cor­rer a na­do os 3.200 km en­tre Da­kar, no Se­ne­gal, e Na­tal, no Bra­sil. O ob­jec­ti­vo do exa­gen­te da po­lí­cia in­glês, além de en­trar pa­ra o li­vro dos re­cor­des Guin­ness, é ar­re­ca­dar cer­ca de 1 mi­lhão de li­bras que se­rão des­ti­na­das à ca­ri­da­de atra­vés do seu pa­tro­ci­na­dor.

Há três anos a na­dar em ma­res e pis­ci­nas pa­ra en­ca­rar o de­sa­fio, Ben Ho­o­per con­tou com a aju­da de pa­tro­ci­na­do­res du­ran­te es­se tem­po. En­quan­to es­ti­ver na tra­ves­sia, o in­glês te­rá du­as equi­pas de apoio, com­pos­tas por mé­di­co, te­ra­peu­tas e um ob­ser­va­dor, que re­gis­tra­rá tu­do pa­ra os li­vro dos re­cor­des.

“Es­ta­mos aqui de­pois de 12 mi­lhões de me­tros de trei­no, mais de 400 mil li­bras em equi­pa­men­tos e pa­tro­cí­nio, e uma equi­pa in­crí­vel, e nós va­mos jun­tos mos­trar que na­da é im­pos­sí­vel. Eu qu­e­ro ar­re­ca­dar um mi­lhão de li­bras pa­ra ca­ri­da­de, en­quan­to es­ti­ver a na­dar”, afir­mou.

Du­ran­te a mis­são, Ben Ho­o­per vai en­con­trar di­fi­cul­da­des pe­lo ca­mi­nho. En­tre elas, tem­pes­ta­des e tu­ba­rões. Nas zo­nas de mai­or pe­ri­go, o in­glês vai usar um equi­pa­men­to de mer­gu­lho ca­mu­fla­do, além de la­tas de car­ti­la­gens po­dres de tu­ba­rão, que ser­vem co­mo re­pe­len­te na­tu­ral aos ani­mais. Mas o in­glês não é da­que­les que fin­ge não se aba­lar com os pro­ble­mas. O ex-agen­te da po­lí­cia ad­mi­te es­tar can­sa­do, mas quer re­a­li­zar o de­sa­fio por cau­sa de tu­do o que a aven­tu­ra en­vol­ve.

“Eu es­tou psi­co­lo­gi­ca­men­te can­sa­do, mas é as­sim mes­mo. Eu não es­ta­rei tão can­sa­do ago­ra, co­mo es­ta­rei pro­va­vel­men­te da­qui uns dois ou três me­ses. En­tão é is­so, te­nho que ir. Es­tou um pou­co ner­vo­so, sou hu­ma­no. Te­nho al­guns me­dos, mas não qu­e­ro de­cep­ci­o­nar a mi­nha equi­pa, nem a mi­nha fi­lha, mui­to me­nos quem aju­do, e os meus se­gui­do­res”, jus­ti­fi­cou.

DR

Ex-agen­te po­li­ci­al pre­ten­de atra­ves­sar o Oce­a­no Atlân­ti­co pa­ra ar­re­ca­dar um mi­lhão de li­bras

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.