Re­des de água e ener­gia eléc­tri­ca no Pó­lo de Vi­a­na

INFRA-ES­TRU­TU­RA Obras es­tão es­ti­ma­das em de­ze­nas de mi­lha­res de mi­lhões de kwan­zas

Jornal de Angola - - PARTADA -

O pro­jec­to de im­plan­ta­ção de uma re­de de abas­te­ci­men­to de água pa­ra abas­te­cer di­rec­ta­men­te as em­pre­sas ins­ta­la­das no pó­lo In­dus­tri­al de Vi­a­na ini­cia as obras em 2017, se­gun­do o se­cre­tá­rio de Es­ta­do da In­dús­tria.

O Pó­lo de De­sen­vol­vi­men­to In­dus­tri­al de Vi­a­na pro­jec­ta o ar­ran­que, em 2017, do pro­jec­to de im­plan­ta­ção de uma re­de de abas­te­ci­men­to de água pa­ra abas­te­cer di­rec­ta­men­te as em­pre­sas ins­ta­la­das no re­cin­to, no­ti­ci­ou quin­ta­fei­ra a An­gop.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do da In­dús­tria anun­ci­ou que o tra­ba­lho re­la­ti­vo à re­de de elec­tri­ci­da­de tam­bém já co­me­çou e, em 2017, é es­pe­ra­do o res­ta­be­le­ci­men­to da su­bes­ta­ção pa­ra co­me­çar a dis­tri­bui­ção de ener­gia pe­los em­pre­en­di­men­tos ins­ta­la­dos no pó­lo.

Ki­a­la Gabriel re­ve­lou que o cus­to es­ti­ma­do do pro­jec­to de in­fra­es­tru­tu­ra­ção do pó­lo é de cer­ca de 500 mi­lhões de dó­la­res (mais de 83 mil mi­lhões de kwan­zas), o que con­si­de­rou es­tar ali­nha­do às di­men­sões do pro­jec­to.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do da In­dús­tria de­cla­rou que o pó­lo vai jo­gar um pa­pel im­por­tan­te na di­mi­nui­ção das im­por­ta­ções e no au­men­to do nú­me­ro de pos­tos de tra­ba­lho dis­po­ní­veis na eco­no­mia an­go­la­na.

Aliás, lem­brou, o ob­jec­ti­vo da cons­tru­ção dos pó­los é o da re­po­si­ção da ca­pa­ci­da­de pro­du­ti­va, a con­cen­tra­ção das pe­que­nas e mé­di­as em­pre­sas, o apro­vei­ta­men­to das si­ner­gi­as e das ma­té­ri­as-pri­mas, o au­men­to do va­lor acres­cen­ta­do e o in­cre­men­to da pro­du­ti­vi­da­de e ino­va­ção tec­no­ló­gi­ca.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do re­fe­riu tam­bém o ac­tu­al mo­men­to que o país atra­ves­sa, apon­tan­do a es­tra­té­gia do Exe­cu­ti­vo pa­ra a saí­da da cri­se co­mo uma das for­mas de se subs­ti­tuir as im­por­ta­ções, apos­tan­do no au­men­to da pro­du­ção lo­cal.

Com 291 em­pre­sas e 3.900 pos­tos de tra­ba­lho, o Pó­lo de De­sen­vol­vi­men­to In­dus­tri­al de Vi­a­na (PDI/Vi­a­na) é uma zo­na de de­sen­vol­vi­men­to de pro­jec­tos in­dus­tri­ais, apro­va­da pe­la Co­mis­são Per­ma­nen­te do Con­se­lho de Mi­nis­tros, na Re­so­lu­ção nº 4/98, de 27 de Mar­ço.

Pos­sui uma co­mis­são de ges­tão que tem por mis­são co­or­de­nar, com ou­tras ins­ti­tui­ções, a con­ces­são, por par­te do Exe­cu­ti­vo, dos in­cen­ti­vos atri­buí­dos às em­pre­sas que se quei­ram ins­ta­lar no Pó­lo, es­ta­be­le­cer re­la­ci­o­na­men­to es­trei­to com as em­pre­sas in­dus­tri­ais ins­ta­la­das, ga­ran­tir a dis­po­ni­bi­li­da­de dos ser­vi­ços e pro­mo­ver o sur­gi­men­to de opor­tu­ni­da­des de em­pre­go pa­ra os an­go­la­nos, bem co­mo a ofer­ta do pri­mei­ro em­pre­go. Cri­a­do em 1998, tem uma área de 2.700 hec­ta­res.

O Pó­lo de De­sen­vol­vi­men­to In­dus­tri­al de Vi­a­na es­tá dis­po­ní­vel pa­ra in­te­grar no­vas in­dús­tri­as, anun­ci­ou em Ju­lho o co­or­de­na­dor da sua Co­mis­são de Ges­tão, Luís Ribeiro. Par­ce­la­do em du­as áre­as, a zo­na A es­ta­va, em Ju­lho, en­vol­ta em ques­tões ju­rí­di­cas e des­pro­vi­da do nú­me­ro ne­ces­sá­rio de em­pre­sas, co­mo tam­bém es­tá a zo­na B, con­sa­gra­da a pro­jec­tos de lo­gís­ti­ca, ex­pli­cou Luís Ribeiro.

JOÃO GO­MES

Di­men­sões do Pó­lo de De­sen­vol­vi­men­to In­dus­tri­al de Vi­a­na obri­gam a um co­los­sal in­ves­ti­men­to pa­ra a pro­vi­são de bens pú­bli­cos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.