Jo­vens têm bol­sas in­ter­nas de es­tu­do

Pla­no do Go­ver­no é aju­dar os mais ne­ces­si­ta­dos e ve­lar pe­lo mé­ri­to es­tu­dan­til

Jornal de Angola - - PARTADA - ARÃO MAR­TINS | Lu­ban­go

O Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Ges­tão de Bol­sas de Es­tu­do con­ce­deu es­te ano 1.190 bol­sas a es­tu­dan­tes ma­tri­cu­la­dos em ins­ti­tui­ções pú­bli­cas e pri­va­das do En­si­no Su­pe­ri­or na pro­vín­cia da Huí­la. Be­ne­fi­ci­am de bol­sas in­ter­nas es­tu­dan­tes de di­ver­sas unidades or­gâ­ni­cas da Uni­ver­si­da­de Man­du­me e do Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or de Ci­ên­ci­as da Edu­ca­ção.

O Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Ges­tão de Bol­sas (Ig­na­be) con­ce­deu, es­te ano, 1.190 bol­sas a es­tu­dan­tes ma­tri­cu­la­dos em ins­ti­tui­ções pú­bli­cas e pri­va­das do en­si­no su­pe­ri­or na pro­vín­cia da Huí­la, dis­se ao Jor­nal de An­go­la o che­fe de de­par­ta­men­to de re­cru­ta­men­to e selecção, Mil­ton Chi­ve­la.

Be­ne­fi­ci­am de bol­sas in­ter­nas, es­tu­dan­tes de di­ver­sas unidades or­gâ­ni­cas da Uni­ver­si­da­de Man­du­me ya Nde­mu­fayo (UMN), do Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or de Ci­ên­ci­as da Edu­ca­ção (Is­ced) e de ins­ti­tui­ções pri­va­das do en­si­no su­pe­ri­or na pro­vín­cia.

Mil­ton Chi­ve­la acres­cen­tou que, pa­ra o ca­so da Huí­la, fo­ram atri­buí­das bol­sas de es­tu­do do ti­po A, des­ti­na­das a es­tu­dan­tes que ter­mi­na­ram o en­si­no se­cun­dá­rio do II Ci­clo fo­ra da Huí­la e fre­quen­tam ali o en­si­no su­pe­ri­or, e do ti­po B, des­ti­na­das a es­tu­dan­tes que ter­mi­na­ram o en­si­no se­cun­dá­rio e dão se­gui­men­to na mes­ma pro­vín­cia.

A Huí­la pos­sui um nú­me­ro ele­va­do de ins­ti­tui­ções do en­si­no su­pe­ri­or pú­bli­co e pri­va­do. A re­gião tem si­do o des­ti­no de vá­ri­os es­tu­dan­tes oriun­dos de ou­tras pro­vín­ci­as do país, daí, a atri­bui­ção des­se nú­me­ro de bol­sas de es­tu­do in­ter­nas, que con­tem­plam es­tu­dan­tes de En­ge­nha­ria, Ci­ên­ci­as da Saú­de, Edu­ca­ção, Ar­tes e Li­te­ra­tu­ra.

De­pois de Lu­an­da e Ben­gue­la, a Huí­la é a pro­vín­cia com mais es­tu­dan­tes que be­ne­fi­ci­am de bol­sas de es­tu­do. “Mui­tos es­tu­dan­tes de ou­tras pro­vín­ci­as vêm à Huí­la fa­zer a sua for­ma­ção e o Go­ver­no es­tá aten­to a es­se por­me­nor”, afir­mou.

Be­ne­fi­cia de bol­sa in­ter­na to­do o es­tu­dan­te ma­tri­cu­la­do no pri­mei­ro ou se­gun­do ano de uma ins­ti­tui­ção do en­si­no su­pe­ri­or pú­bli­ca ou pri­va­da, des­de que te­nha um com­por­ta­men­to exem­plar, apro­vei­ta­men­to aca­dé­mi­co de re­fe­rên­cia nas clas­ses an­te­ri­o­res e ida­de não su­pe­ri­or a 25 anos.

O che­fe de de­par­ta­men­to do Inag­be sa­li­en­tou que a bol­sa de es­tu­do é re­gu­la­men­ta­da pe­lo De­cre­to Pre­si­den­ci­al 154/14 de 13 de Ju­nho e é um con­tri­bu­to va­li­o­so no Pla­no de For­ma­ção de Qu­a­dros e do re­co­nhe­ci­men­to da ex­ce­lên­cia.

São con­si­de­ra­das no­tas de re­fe­rên­cia um mí­ni­mo de 10 va­lo­res no pri­mei­ro ano e 14 no se­gun­do pa­ra a atri­bui­ção de bol­sas in­ter­nas. O Inag­be tra­ba­lha com ba­se no Pla­no de For­ma­ção de Qu­a­dros gi­za­do pe­lo Exe­cu­ti­vo. É da­da pri­ma­zia aos es­tu­dan­tes dos cur­sos con­si­de­ra­dos pri­o­ri­tá­ri­os. A atri­bui­ção de bol­sas tem tam­bém a ver com o nú­me­ro de ins­ti­tui­ções, on­de é fei­ta a co­mu­ni­ca­ção pré­via com as unidades que de­têm es­tu­dan­tes be­ne­fi­ci­a­dos.

En­si­no su­pe­ri­or cres­ce

A po­pu­la­ção de 24 anos com for­ma­ção su­pe­ri­or na Huí­la cor­res­pon­de a 9.489 es­tu­dan­tes, ou se­ja, um por cen­to da po­pu­la­ção da pro­vín­cia, apu­rou o re­cen­se­a­men­to ge­ral da Po­pu­la­ção e Ha­bi­ta­ção, re­a­li­za­do em 2014.

O re­la­tó­rio do Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Es­ta­tís­ti­ca (INE) na pro­vín­cia da Huí­la re­fe­re que 5.659 são ho­mens, dois por cen­to, en­quan­to 3.830 são mu­lhe­res (1%).

O mu­ni­cí­pio do Lu­ban­go apre­sen­ta a mai­or pro­por­ção da po­pu­la­ção com o en­si­no su­pe­ri­or con­cluí­do, com 3%, se­gui­do da Hum­pa­ta com 2. As res­tan­tes lo­ca­li­da­des apre­sen­tam pro­por­ções in­fe­ri­o­res a 0,5. Os da­dos de­fi­ni­ti­vos do Cen­so 2014 in­di­cam que os gru­pos etá­ri­os de­no­tam uma pre­do­mi­nân­cia sig­ni­fi­ca­ti­va de ra­pa­ri­gas fo­ra do sis­te­ma de en­si­no su­pe­ri­or.

O re­la­tó­rio in­di­ca que o nú­me­ro de alu­nos que con­cluí­ram o en­si­no su­pe­ri­or ten­de au­men­tar, em fun­ção da aber­tu­ra de ins­ti­tui­ções do en­si­no su­pe­ri­or, pú­bli­cas e pri­va­das.

Na Huí­la, exis­tem três ins­ti­tu­tos su­pe­ri­o­res po­li­téc­ni­cos pri­va­dos - In­de­pen­den­te, Tun­da­va­la, Gre­gó­rio Se­me­do - e um es­ta­tal, o Po­li­téc­ni­co da Huí­la.

Aco­lhe ain­da a se­de da Uni­ver­si­da­de Man­du­me ya Nde­mu­fayo e o Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or de Ci­ên­ci­as da Edu­ca­ção (Is­ced).

Satisfação dos es­tu­dan­tes

Es­tu­dan­tes abran­gi­dos pe­las bol­sas in­ter­nas de es­tu­do mos­tra­ram-se sa­tis­fei­tos pe­lo fac­to, que vi­sa mi­ni­mi­zar os cus­tos e pro­mo­ver a ex­ce­lên­cia.

An­der­son San­tos, es­tu­dan­te do pri­mei­ro ano de His­to­ria, no Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or de Ci­ên­ci­as da Edu­ca­ção (Is­ced-Huí­la), e um dos be­ne­fi­ciá­ri­os, dis­se que a bol­sa tem enor­mes van­ta­gens. “Um es­tu­dan­te tem mui­tas ne­ces­si­da­des e, com a bol­sa de es­tu­do, es­sas ne­ces­si­da­des são su­pri­das”, afir­mou.

A mes­ma opi­nião foi cor­ro­bo­ra­da por es­tu­dan­tes ou­vi­dos pe­la re­por­ta­gem do Jor­nal de An­go­la, que acres­cen­ta­ram que o Exe­cu­ti­vo “tem es­ta­do a aten­der a pre­o­cu­pa­ção dos jo­vens, e não só, em to­dos os do­mí­ni­os, em par­ti­cu­lar o da Edu­ca­ção com a con­ces­são de bol­sas de es­tu­do, on­de os fi­lhos dos an­ti­gos com­ba­ten­tes e ve­te­ra­nos de guer­ra têm pri­o­ri­da­de.”

A bol­sa in­ter­na de es­tu­do é uma com­par­ti­ci­pa­ção do Es­ta­do e ser­ve pa­ra o es­tu­dan­te cus­te­ar os es­tu­dos. “O pla­no do Exe­cu­ti­vo é aju­dar os ne­ces­si­ta­dos e ve­lar pe­lo mé­ri­to”, re­fe­riu.

A pro­vín­cia da Huí­la tem 2.497.422 ha­bi­tan­tes, sen­do que 1.310.833 são re­pre­sen­ta­dos pe­lo gé­ne­ro fe­mi­ni­no.

ARÃO MAR­TINS | LU­BAN­GO

A pro­vín­cia da Huí­la tem um ele­va­do nú­me­ro de ins­ti­tui­ções de en­si­no su­pe­ri­or pú­bli­cas e pri­va­das e tem si­do o des­ti­no de mui­tos es­tu­dan­tes vin­dos de ou­tras lo­ca­li­da­des

ARÃO MAR­TINS | LU­BAN­GO

A bol­sa de es­tu­do in­ter­na é um pla­no do Exe­cu­ti­vo pa­ra aju­dar os es­tu­dan­tes a cus­te­a­rem a sua for­ma­ção aca­dé­mi­ca e con­tri­bui pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to in­te­gral do país

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.