Le­gis­la­ção co­mer­ci­al em aná­li­se na re­gião

SE­MI­NÁ­RIO METODOLÓGICO NO CU­AN­DO CU­BAN­GO Com­ba­te à es­pe­cu­la­ção e à fu­ga ao fis­co es­tão en­tre as prioridades

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - LOU­REN­ÇO BULE |

Um to­tal de 200 téc­ni­cos do Co­mér­cio, Ser­vi­ço de In­ves­ti­ga­ção Cri­mi­nal (SIC), Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de De­fe­sa do Con­su­mi­dor (INADEC), Ins­pec­ção da Saú­de, em­pre­sá­ri­os e co­mer­ci­an­tes oriun­dos dos no­ve mu­ni­cí­pi­os do Cu­an­do Cu­ban­go par­ti­ci­pa­ram, até on­tem, na ci­da­de de Me­non­gue, num se­mi­ná­rio metodológico pro­vin­ci­al so­bre o co­mér­cio e ser­vi­ços mer­can­tis.

A ac­ção for­ma­ti­va, que te­ve a du­ra­ção de dois di­as, vi­sou do­tar os téc­ni­cos de no­vos co­nhe­ci­men­tos so­bre a le­gis­la­ção co­mer­ci­al em An­go­la, bem co­mo a re­co­lha de con­tri­bui­ções pa­ra a ac­tu­a­li­za­ção da ac­tu­al lei.

O se­mi­ná­rio per­mi­tiu co­lher dos par­ti­ci­pan­tes im­por­tan­tes con­tri­bui­ções so­bre a mo­der­ni­za­ção das in­fra-es­tru­tu­ras co­mer­ci­ais, a des­cen­tra­li­za­ção na emis­são e im­pres­são de al­va­rás co­mer­ci­ais em ca­da uma das 18 pro­vín­ci­as do país, o co­mér­cio am­bu­lan­te e fei­ran­te e a re­du­ção do mer­ca­do in­for­mal.

O Mi­nis­té­rio do Co­mér­cio apro­vou re­cen­te­men­te um re­gu­la­men­to pa­ra o exer­cí­cio do ne­gó­cio de pe­que­na di­men­são e pre­cá­rio, com o in­tui­to de de­fi­nir no­vos li­mi­tes e atri­bui­ções no de­sem­pe­nho das ac­ti­vi­da­des mer­can­tis, que de­vem ser ajus­ta­dos à re­a­li­da­de de ca­da pro­vín­cia.Du­ran­te dois di­as, os pre­lec­to­res Ar­man­do Se­gun­da, Carlos Vic­tor, Carlos Ar­man­do, Edu­ar­do dos Santos e Adri­a­no Martins fa­la­ram so­bre a Lei 01/07 de 14 de Maio so­bre as ac­ti­vi­da­des co­mer­ci­ais, o re­gu­la­men­to de li­cen­ci­a­men­to da ac­ti­vi­da­de co­mer­ci­al, ser­vi­ços mer­can­tis, co­mér­cio a gros­so e a re­ta­lho. O pa­pel da ins­pec­ção no exer­cí­cio da ac­ti­vi­da­de co­mer­ci­al, o re­gu­la­men­to so­bre o li­cen­ci­a­men­to da ac­ti­vi­da­de e me­ca­nis­mos de acom­pa­nha­men­to e con­tro­lo de pro­du­tos da ces­ta bá­si­ca (DNAD) fo­ram as­pec­tos ana­li­sa­dos no se­mi­ná­rio.

O di­rec­tor na­ci­o­nal do Co­mér­cio e Ser­vi­ços Mer­can­tis, Ar­man­do Jor­ge Se­gun­da, dis­se que na ac­ção for­ma­ti­va hou­ve um ape­lo aos agen­tes eco­nó­mi­cos da re­gião no sen­ti­do de res­pei­ta­rem a lei co­mer­ci­al em vi­gor no país.

Me­lhor pre­pa­ra­dos

O vi­ce-go­ver­na­dor pro­vin­ci­al do Cu­an­do Cu­ban­go pa­ra a Es­fe­ra Po­lí­ti­ca e So­ci­al, Pe­dro Ca­me­lo, dis­se que a re­a­li­za­ção do se­mi­ná­rio metodológico pro­vin­ci­al so­bre o co­mér­cio e ser­vi­ços mer­can­tis a ní­vel da re­gião foi bas­tan­te pro­vei­to­so, por­que a par­tir de ago­ra to­dos os ele­men­tos que li­dam com as ma­té­ri­as so­bre as ac­ti­vi­da­des co­mer­ci­ais na pro­vín­cia es­tão me­lhor pre­pa­ra­dos.

“A re­a­li­za­ção de even­tos do gé­ne­ro, pa­ra além de ca­pa­ci­ta­rem os fun­ci­o­ná­ri­os e agen­tes ad­mi­nis­tra­ti­vos que ac­tu­am no pro­ces­so de li­cen­ci­a­men­to da ac­ti­vi­da­de co­mer­ci­al e da pres­ta­ção de ser­vi­ços mer­can­tis, aju­dam os co­mer­ci­an­tes a ser­vi­rem me­lhor os cli­en­tes.

O di­rec­tor pro­vin­ci­al do Co­mér­cio, Ho­te­la­ria e Tu­ris­mo, Is­ra­el Da­la, dis­se que a ins­ti­tui­ção que di­ri­ge tem re­a­li­za­do, nos no­ve mu­ni­cí­pi­os do Cu­an­do Cu­ban­go, cam­pa­nhas de sen­si­bi­li­za­ção jun­to dos agen­tes eco­nó­mi­cos so­bre o pa­ga­men­to obri­ga­tó­rio de im­pos­tos, bem co­mo das con­sequên­ci­as da fu­ga ao fis­co e do res­pei­to no aten­di­men­to dos cli­en­tes.

“A ní­vel da re­gião foi cri­a­da uma co­mis­são mul­tis­sec­to­ri­al, in­te­gra­da pe­los efec­ti­vos da di­rec­ção pro­vin­ci­al do Co­mér­cio, Fi­nan­ças, Ga­bi­ne­te de Es­tu­do e Pla­ne­a­men­to do Go­ver­no da Pro­vín­cia, Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de De­fe­sa do Con­su­mi­dor (INADEC) e dos Ser­vi­ços de In­ves­ti­ga­ção Cri­mi­nal (SIC), pa­ra o com­ba­te à es­pe­cu­la­ção de pre­ços nos mer­ca­dos da re­gião”, dis­se Is­ra­el da­la, pa­ra acres­cen­tar: “Va­mos con­ti­nu­ar a tra­ba­lhar pa­ra re­du­zir­mos o pre­ço dos pro­du­tos que com­põem a ces­ta bá­si­ca”.

ED­SON FABRÍZO

For­ma­ção vi­sou do­tar os téc­ni­cos de co­nhe­ci­men­tos so­bre a le­gis­la­ção co­mer­ci­al bem co­mo a re­co­lha de con­tri­bui­ções pa­ra a sua ac­tu­a­li­za­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.