Re­gis­to elei­to­ral é ins­pec­ci­o­na­do

RE­GIS­TO ELEI­TO­RAL PROS­SE­GUE EM TO­DO O PAÍS

Jornal de Angola - - PARTADA -

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do pa­ra os As­sun­tos Ins­ti­tu­ci­o­nais e Elei­to­rais, Adão de Al­mei­da, vi­si­tou na quar­ta-fei­ra a co­mu­na da Can­ja­la, mu­ni­cí­pio do Lo­bi­to, pa­ra ava­li­ar co­mo de­cor­re o pro­ces­so de re­gis­to elei­to­ral. Na Can­ja­la, o go­ver­nan­te cons­ta­tou que o pos­to fi­xo tra­ba­lha den­tro das pos­si­bi­li­da­des téc­ni­cas exis­ten­tes.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do pa­ra os As­sun­tos Ins­ti­tu­ci­o­nais e Elei­to­rais, Adão de Al­mei­da, vi­si­tou na quar­ta-fei­ra a co­mu­na da Can­ja­la pa­ra cons­ta­tar co­mo ca­mi­nha o pro­ces­so do re­gis­to elei­to­ral.

Adão de Al­mei­da, que se fez acom­pa­nhar do di­rec­tor na­ci­o­nal de Tec­no­lo­gi­as de Apoio aos Pro­ces­sos Elei­to­rais do Mi­nis­té­rio da Ad­mi­nis­tra­ção do Ter­ri­tó­rio, pas­sou pe­la Ad­mi­nis­tra­ção co­mu­nal da Can­ja­la, on­de es­tá a fun­ci­o­nar o pos­to fi­xo do re­gis­to elei­to­ral da lo­ca­li­da­de.

No fi­nal da vi­si­ta, An­tó­nio Le­mos te­ceu al­gu­mas con­si­de­ra­ções à im­pren­sa. “Ben­gue­la é uma das prin­ci­pais pra­ças elei­to­rais do país, ra­zão pe­la qual foi pro­gra­ma­da a vi­si­ta pa­ra que o se­cre­tá­rio de Es­ta­do pu­des­se ava­li­ar o an­da­men­to do pro­ces­so”, dis­se, pa­ra acres­cen­tar: “Na Can­ja­la tra­ba­lha-se den­tro das pos­si­bi­li­da­des téc­ni­cas e hu­ma­nas exis­ten­tes e que com um pou­co mais de em­pe­nho po­de-se an­dar mais rá­pi­do”.

An­tó­nio Le­mos pre­co­ni­zou o au­men­to dos es­for­ços pa­ra que ha­ja ca­pa­ci­da­de de res­pon­der à pro­cu­ra, alar­gan­do um pou­co mais as bri­ga­das on­de não era pos­sí­vel che­gar, nu­ma al­tu­ra que já se atin­giu a ca­pa­ci­da­de má­xi­ma das bri­ga­das e de bri­ga­dis­tas com que o país tem que fun­ci­o­nar.

Ain­da no Lo­bi­to, a de­le­ga­ção do se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ad­mi­nis­tra­ção do Ter­ri­tó­rio vi­si­tou a bri­ga­da que es­tá a fun­ci­o­nar na zo­na al­ta da ci­da­de, mais con­cre­ta­men­te na Be­la Vis­ta. No mu­ni­cí­pio do Lo­bi­to es­tão a fun­ci­o­nar três bri­ga­das com oi­to bri­ga­dis­tas, no­me­a­da­men­te uma no bair­ro da Res­tin­ga (Cor­rei­os), ou­tra na Be­la Vis­ta (Zo­na Al­ta) e a úl­ti­ma na co­mu­na da Can­ja­la. De­pois de Ben­gue­la, a de­le­ga­ção se­gue pa­ra o Hu­am­bo e a Huí­la, ten­do em con­ta que a pri­o­ri­da­de nes­se mo­men­to é cons­ta­tar o an­da­men­to do pro­ces­so nas mai­o­res pra­ças elei­to­rais do país.

Im­por­tân­cia do re­gis­to

O co­or­de­na­dor do Fó­rum An­go­la­no de Jo­vens Em­pre­en­de­do­res (FAJE), João Di­o­go Gas­par, fa­lou so­bre a im­por­tân­cia do re­gis­to elei­to­ral co­mo pri­mei­ro pas­so pa­ra a par­ti­ci­pa­ção nas elei­ções. O lí­der as­so­ci­a­ti­vo, que fa­la­va no Qués­sua du­ran­te um en­con­tro com jo­vens es­tu­dan­tes em ida­de elei­to­ral, no Ins­ti­tu­to Mé­dio Agrá­rio de Ma­lan­je, lem­brou que o ci­da­dão, pa­ra fa­zer a es­co­lha do par­ti­do do seu co­ra­ção nas elei­ções, de­ve fa­zer o re­gis­to ou ac­tu­a­li­zar os seus da­dos.

“Nes­te e nou­tros pro­ces­sos, de­ve­mos agir com res­pon­sa­bi­li­da­de e cons­ci­ên­cia, pe­lo fac­to de ser­mos a mai­o­ria e o ga­ran­te da con­so­li­da­ção da paz, da de­mo­cra­cia e do cres­ci­men­to so­ci­o­e­co­nó­mi­co do nos­so país”, dis­se João Gas­par, que ape­lou os jo­vens em­pre­en­de­do­res as­so­ci­a­dos no FAJE e a ju­ven­tu­de de Ma­lan­je em ida­de elei­to­ral pa­ra par­ti­ci­par sem re­ser­vas no pro­ces­so. O co­or­de­na­dor do FAJE con­si­de­rou ain­da que o re­gis­to re­pre­sen­ta o compromisso per­ma­nen­te e ir­re­ver­sí­vel de to­dos os an­go­la­nos e das ins­ti­tui­ções do Es­ta­do com a paz e a de­mo­cra­cia. Aos lí­de­res tra­di­ci­o­nais, re­li­gi­o­sos e to­dos os ac­to­res da so­ci­e­da­de, João Gas­par ape­lou pa­ra de­sem­pe­nha­rem um pa­pel ac­ti­vo na mo­bi­li­za­ção pa­ra o êxi­to do pro­ces­so.

Pre­sen­te no ac­to, o di­rec­tor pro­vin­ci­al dos Re­gis­tos de Ma­lan­je in­for­mou que se en­con­tram já em Ma­lan­je dois he­li­cóp­te­ros da For­ça Aé­rea Na­ci­o­nal que es­tão a fa­ci­li­tar a des­lo­ca­ção em zo­nas de di­fí­cil aces­so, no­me­a­da­men­te Lu­quem­bo, Qui­ri­ma, Cam­bun­di-Ca­tem­bo, Ma­rim­ba, Mas­san­go e Cun­da dya Ba­se, per­fa­zen­do um to­tal de 24 lo­ca­li­da­des iden­ti­fi­ca­das. Des­sas lo­ca­li­da­des, 14 apre­sen­tam mais de­bi­li­da­des que as res­tan­tes em ter­mos de cir­cu­la­ção. Os bri­ga­dis­tas des­ta­ca­dos nes­sas zo­nas vão ser apoi­a­dos por mo­to­ri­za­das pa­ra fa­ci­li­tar o seu tra­ba­lho. Em ter­mos de nú­me­ros, re­ve­lou que nes­te mo­men­to a pro­vín­cia tem já ac­tu­a­li­za­dos mais de 153 mil ci­da­dãos. Em ter­mos de no­vos re­gis­tos, fo­ram ca­das­tra­dos oi­to mil pes­so­as. No que to­ca à mo­bi­li­za­ção, dis­se, a ca­da dia que pas­sa cres­ce o nú­me­ro de or­ga­ni­za­ções que se ali­am ao tra­ba­lho de sen­si­bi­li­za­ção da po­pu­la­ção, com vis­ta à sua par­ti­ci­pa­ção no pro­ces­so.

Ca­zen­ga sa­tis­faz

O co­or­de­na­dor do gru­po de acom­pa­nha­men­to do co­mi­té pro­vin­ci­al de Lu­an­da do MPLA pa­ra o mu­ni­cí­pio do Ca­zen­ga, Cel­so Ro­sas, ma­ni­fes­tou-se on­tem sa­tis­fei­to pe­lo nú­me­ro de jo­vens que ade­rem aos lo­cais de re­gis­to elei­to­ral. Em de­cla­ra­ções à im­pren­sa, o po­lí­ti­co dis­se que o in­cen­ti­vo ao re­gis­to elei­to­ral é uma das prin­ci­pais ta­re­fas do MPLA, ten­do em con­ta a re­a­li­za­ção das pró­xi­mas elei­ções, pre­vis­tas pa­ra 2017.

“As pró­xi­mas elei­ções são pri­mor­di­ais e fun­da­men­tais. Por is­so, os jo­vens de­vem con­ti­nu­ar a con­fir­mar os re­gis­tos elei­to­rais pa­ra o bem da de­mo­cra­cia e es­ta­bi­li­da­de so­ci­al”, dis­se. A Co­mis­são Elei­to­ral Mu­ni­ci­pal diz que, no Ca­zen­ga, o tra­ba­lho de­cor­re a bom rit­mo, por­que os mu­ní­ci­pes con­ti­nu­am a acor­rer em mas­sa aos pos­tos.

Cel­so Ro­sas re­fe­riu-se igual­men­te aos jo­vens que com­ple­tam 18 anos e que pe­la pri­mei­ra vez vão par­ti­ci­par nas elei­ções. No­tou que o nú­me­ro de re­gis­tos é ra­zoá­vel, mas ape­lou pa­ra que con­ti­nu­em a par­ti­ci­par nes­ta ta­re­fa de for­ma cons­ci­en­te e vo­lun­tá­ria.

JE­SUS SIL­VA| LO­BI­TO

Adão de Al­mei­da es­te­ve no pos­to do re­gis­to elei­to­ral co­lo­ca­do na ad­mi­nis­tra­ção da Can­ja­la

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.