Mos­qui­to foi dis­tin­gui­do no Bra­sil

Jornal de Angola - - DESPORTO -

O empresário an­go­la­no An­tó­nio Mos­qui­to aca­ba de ser dis­tin­gui­do, em São Paulo, co­mo empresário do ano pe­la co­mu­ni­da­de afro-bra­si­lei­ra, nu­ma ce­ri­mó­nia que ho­me­na­ge­ou tam­bém o ex-se­na­dor e re­ve­ren­do ame­ri­ca­no Jes­se Jack­son, a presidente da Su­pre­ma Cor­te do Bra­sil, Car­men Lú­cia, e a can­to­ra El­za So­a­res, ven­ce­do­ra do Grammy La­ti­no 2016 de me­lhor ál­bum de mú­si­ca.

“Es­tou mui­to fe­liz por re­ce­ber es­te pré­mio. É um ges­to úni­co e uma dis­tin­ção que acei­tei com mui­to pra­zer. Acho be­né­fi­co, mui­to po­si­ti­vo, tra­ba­lhar­mos pe­lo pro­gres­so e a va­lo­ri­za­ção da co­mu­ni­da­de ne­gra. Is­to ain­da é um prin­cí­pio, um tra­ba­lho de anos, mas ten­de a crescer”, dis­se An­tó­nio Mos­qui­to, lí­der do gru­po em­pre­sa­ri­al GAM, com ne­gó­ci­os nas áre­as de co­mér­cio, trans­por­tes, cons­tru­ção ci­vil, ho­te­la­ria, imo­bi­liá­ria, agri­cul­tu­ra e pe­cuá­ria, e tam­bém na co­mu­ni­ca­ção so­ci­al, co­mo ac­ci­o­nis­ta de re­fe­rên­cia do Glo­bal Me­dia Group.

“Que es­te tro­féu se­ja um exem­plo pa­ra as no­vas ge­ra­ções, nas ci­da­des on­de nas­ce­mos e cres­ce­mos. Com ele, mos­tra­mos ao mun­do que, mes­mo nos paí­ses on­de di­zem que a cor­rup­ção é mui­to gran­de, tam­bém exis­tem pes­so­as que pen­sam e tra­ba­lham de ou­tra for­ma. Is­to, pa­ra nós, é um en­gran­de­ci­men­to”, afir­mou Mos­qui­to, que é côn­sul ho­no­rá­rio da Áus­tria em Angola e por­ta­dor de vá­ri­as con­de­co­ra­ções es­tran­gei­ras, en­tre as quais as de ca­va­lei­ro da Or­dem de São Gre­gó­rio Mag­no, pe­lo Pa­pa Ben­to XVI, e co­men­da­dor da Or­dem de Mé­ri­to da Re­pú­bli­ca Ita­li­a­na.

O presidente do jú­ri dos tro­féus, José Vi­cen­te, rei­tor de uma das uni­ver­si­da­des de São Paulo, jus­ti­fi­cou que a dis­tin­ção de Mos­qui­to tem co­mo ob­jec­ti­vo alar­gar as re­fe­rên­ci­as po­si­ti­vas da co­mu­ni­da­de afro­bra­si­lei­ra: “Aqui, 53 por cen­to da po­pu­la­ção é ne­gra, mas não te­mos ne­nhum empresário ou di­rec­tor de gran­de em­pre­sa ne­gro que te­nha ti­do tan­to su­ces­so co­mo An­tó­nio Mos­qui­to. Es­pe­ra­mos que ele se­ja um es­pe­lho pa­ra os bra­si­lei­ros.”

A pre­si­dir à ce­ri­mó­nia, o go­ver­na­dor do Es­ta­do de São Paulo, Ge­ral­do Alck­min, fez ques­tão de des­ta­car que a homenagem a no­mes in­ter­na­ci­o­nais fa­vo­re­ce as po­lí­ti­cas de in­clu­são ra­ci­al no Bra­sil. “É im­por­tan­te que o tro­féu não se li­mi­te aos bra­si­lei­ros, mas que tam­bém dê des­ta­que aos que, no ex­te­ri­or, mi­li­tam em prol da jus­ti­ça so­ci­al, con­tra a dis­cri­mi­na­ção”, co­men­tou.

Es­tas dis­tin­ções, pa­tro­ci­na­das pe­la ONG Afro­bras, fo­ram cri­a­das há 16 anos, por oca­sião das co­me­mo­ra­ções dos 500 anos do des­co­bri­men­to do Bra­sil, des­ti­na­das à “in­clu­são e em­po­de­ra­men­to afroét­ni­co” e em homenagem à pri­mei­ra re­vol­ta de es­cra­vos ne­gros (li­de­ra­da por Zum­bi dos Pal­ma­res) no con­ti­nen­te ame­ri­ca­no.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.