An­sel­mo Ralph ba­teu re­cor­de

Jornal de Angola - - CULTURA - MÁ­RIO COH EN|

Cin­quen­ta mil có­pi­as é o to­tal de exem­pla­res ven­di­dos do dis­co "Amor é cego", de An­sel­mo Ralph, em ses­são de ven­da e au­tó­gra­fo re­a­li­za­do no fim-de-se­ma­na no Par­que da In­de­pen­dên­cia, em Lu­an­da.

O lan­ça­men­to do dis­co fi­cou mar­ca­do por uma en­chen­te de pes­so­as sen­ta­das no chão à es­pe­ra de opor­tu­ni­da­de pa­ra en­trar no Par­que e ob­ter o CD con­ten­do 15 fai­xas, en­tre as quais “Não vou Con­tar”, “Vi­rou Amor”, “Ca­sa Co­mi­go”, “O Pe­di­do”, “O nos­so Amor não Aca­ba Aqui”. Ma­dli­ce Cor­dei­ro, res­pon­sá­vel das ven­das, in­for­mou que até às 12h00 An­sel­mo Ralph, já ti­nha ven­di­do mais de 25 mil có­pi­as, des­de as 7h00 da ma­nhã.

Lon­gas eram as fi­las den­tro e fo­ra do Par­que da In­de­pen­dên­cia, em que fãs e ad­mi­ra­do­res do can­tor es­pe­ra­vam pa­ci­en­te­men­te pa­ra a com­pra do CD, as­sim co­mo au­to­gra­far o dis­co. San­dra João, fã de An­sel­mo Ralph, es­pe­rou mais de se­te ho­ras na fi­la pa­ra ob­ter uma as­si­na­tu­ra no dis­co, fei­ta por An­sel­mo Ralp, não quis aban­do­nar o lo­cal sem au­to­gra­far o CD do can­tor do amor. Mar­ce­la Ma­nu­el re­cla­mou da en­chen­te no pá­tio, on­de se des­lo­cou às 7h00, pois até às 12h00 não ti­nha o seu de­se­jo de ver au­to­gra­fa­do o seu dis­co.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.