Adão de Al­mei­da pe­de mais ac­ção dos par­ti­dos

Jornal de Angola - - POLÍTICA -

Um mai­or en­vol­vi­men­to das au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais, re­li­gi­o­sas e po­lí­ti­cas na mo­bi­li­za­ção dos ci­da­dãos para o re­gis­to elei­to­ral foi pe­di­do pe­lo se­cre­tá­rio de Es­ta­do para os As­sun­tos Ins­ti­tu­ci­o­nais, na se­gun­da-fei­ra, no Hu­am­bo,

Adão de Al­mei­da fez es­te pro­nun­ci­a­men­to du­ran­te um en­con­tro com os res­pon­sá­veis lo­cais, na co­mu­na do Al­to-Ha­ma, mu­ni­cí­pio do Lon­duim­ba­li, e na se­de mu­ni­ci­pal do Bai­lun­do, on­de ma­ni­fes­tou a ne­ces­si­da­de de se di­vul­gar mais a men­sa­gem so­bre o re­gis­to elei­to­ral.

“To­da a po­pu­la­ção tem de sa­ber que o re­gis­to elei­to­ral já es­tá a acon­te­cer e deve fa­zê-lo, sen­do que, nes­te do­mí­nio, as au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais, re­li­gi­o­sas e os par­ti­dos po­lí­ti­cos têm a mis­são de mo­bi­li­zar e tra­zer os jo­vens mai­o­res de 18 anos para fa­ze­rem o re­gis­to e efec­tu­a­rem a pro­va de vi­da”, fri­sou Adão de Al­mei­da. Nas men­sa­gens, re­al­çou Adão de Al­mei­da, é ne­ces­sá­rio re­fe­rir que a Pá­tria es­tá aci­ma de qual­quer de­ver e, por is­so, o re­gis­to elei­to­ral cons­ti­tui um dos de­ve­res fun­da­men­tais que une os an­go­la­nos na busca do bem co­mum.

Du­ran­te a sua vi­si­ta de tra­ba­lho ao Hu­am­bo, Adão de Al­mei­da ex­pli­cou que o exer­cí­cio des­te de­ver cí­vi­co e pa­trió­ti­co con­tri­bui no de­sen­vol­vi­men­to do país e na con­so­li­da­ção da de­mo­cra­cia na­ci­o­nal, para que os an­go­la­nos con­ti­nu­em a vi­ver em cli­ma de paz, de se­re­ni­da­de e de es­ta­bi­li­da­de so­ci­al e po­lí­ti­ca.

Adão de Al­mei­da re­co­nhe­ceu a in­fluên­cia das au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais, das igre­jas e dos par­ti­dos po­lí­ti­cos nes­ta ta­re­fa, e afir­mou ser com es­te pro­pó­si­to que o Mi­nis­té­rio da Ad­mi­nis­tra­ção do Ter­ri­tó­rio quer con­tar com o apoio dos mes­mos para per­mi­tir que, den­tro dos pra­zos es­ta­be­le­ci­dos, se­ja possível re­gis­tar to­da a po­pu­la­ção em ida­de elei­to­ral. Por seu tur­no, o rei do Bai­lun­do, Ar­min­do Ka­lu­pe­te­ca, pro­me­teu res­pon­der com efi­cá­cia a es­te ape­lo, e ga­ran­tiu que vai ser in­ten­si­fi­ca­da a cam­pa­nha de sen­si­bi­li­za­ção. Já o so­ba gran­de da co­mu­na do Al­to-Ha­ma, An­tó­nio Pin­to, dis­se que vai tra­ba­lhar para con­ti­nu­ar a in­cu­tir nos ci­da­dãos a ne­ces­si­da­de e im­por­tân­cia de par­ti­ci­par nes­ta ac­ti­vi­da­de, pois quem faz um país são os seus ci­da­dãos com os seus bons ac­tos.

Au­men­to das bri­ga­das

A di­rec­to­ra pro­vin­ci­al dos Re­gis­tos na pro­vín­cia do Hu­am­bo anun­ci­ou, para a próxima se­ma­na, a en­tra­da em ac­ção de 18 no­vas bri­ga­das de re­gis­to elei­to­ral, com o ob­jec­ti­vo de dar mai­or ce­le­ri­da­de ao pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção, emis­são de se­gun­da via e re­gis­to de no­vos elei­to­res. Em de­cla­ra­ções à An­gop, Luí­sa Ngue­ve dis­se que, nes­ta al­tu­ra, es­tá na fa­se fi­nal uma for­ma­ção dos che­fes das re­fe­ri­das bri­ga­das.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.