Fo­co nas elei­ções ge­rais

Mi­nis­té­rio do In­te­ri­or pre­ten­de que as for­ças da or­dem con­cen­trem to­das as su­as aten­ções no as­se­gu­ra­men­to do pro­ces­so elei­to­ral pa­ra que es­te de­cor­ra sem qual­quer ti­po de so­bres­sal­tos

Jornal de Angola - - PARTADA - An­dré da Cos­ta

O Mi­nis­té­rio do In­te­ri­or re­co­men­dou aos go­ver­nos pro­vin­ci­ais a proi­bi­ção de reu­niões e ma­ni­fes­ta­ções por or­ga­ni­za­ções não con­cor­ren­tes às elei­ções ge­rais, até à con­clu­são do pro­ces­so elei­to­ral. A me­di­da, ex­pres­sa nu­ma no­ta do Ga­bi­ne­te de Co­mu­ni­ca­ção Ins­ti­tu­ci­o­nal e Im­pren­sa do Mi­nis­té­rio do In­te­ri­or, sur­ge pe­lo fac­to de te­rem che­ga­do ao co­nhe­ci­men­to des­te de­par­ta­men­to mi­nis­te­ri­al in­for­ma­ções so­bre a in­ten­ção de or­ga­ni­za­ções não con­cor­ren­tes ao plei­to elei­to­ral re­a­li­za­rem ac­ções de rua nes­te pe­río­do, al­gu­mas pró­xi­mas de ins­ta­la­ções dos ór­gãos de so­be­ra­nia, com o ris­co de co­li­dir com as le­va­das a ca­bo pe­los par­ti­dos po­lí­ti­cos e a co­li­ga­ção de par­ti­dos con­cor­ren­tes, co­lo­can­do as­sim em cau­sa a se­gu­ran­ça do pro­ces­so.

A che­fe da Mis­são de Ob­ser­va­ção Elei­to­ral da SADC que vai acom­pa­nhar o plei­to do dia 23 de Agos­to, dis­se ter re­ce­bi­do, do seu con­se­lho con­sul­ti­vo elei­to­ral, ga­ran­ti­as de que An­go­la es­tá pre­pa­ra­da pa­ra re­a­li­zar elei­ções ge­rais. Su­san Alphon­ce Ko­lim­ba fez es­tas de­cla­ra­ções du­ran­te o lan­ça­men­to ofi­ci­al da Mis­são de Ob­ser­va­ção Elei­to­ral da SADC, que te­ve lu­gar no Cen­tro de Con­ven­ções de Ta­la­to­na, na ca­pi­tal do país, na pre­sen­ça de ou­tros ob­ser­va­do­res da CEEAC. A mis­são é com­pos­ta por 70 ob­ser­va­do­res de no­ve es­ta­dos mem­bros: Botswa­na, Le­so­to, Ma­lawi, Mo­çam­bi­que, Áfri­ca do Sul, Tan­zâ­nia, Zâm­bia, e Zim­babwe. A equipa vai tra­ba­lhar em 15 das 18 pro­vín­ci­as do país, de­vi­do ao nú­me­ro de ob­ser­va­do­res que in­te­gram a mis­são. A che­fe da Mis­são de Ob­ser­va­ção Elei­to­ral da SADC, sus­ten­tou que a Co­mis­são Na­ci­o­nal Elei­to­ral (CNE) e os ac­to­res re­le­van­tes des­te pro­ces­so, to­ma­ram me­di­das ne­ces­sá­ri­as que ga­ran­tem que os prin­cí­pi­os pa­ra a re­a­li­za­ção de elei­ções de­mo­crá­ti­cas, es­te­jam em con­for­mi­da­de com as di­rec­tri­zes des­ta or­ga­ni­za­ção da Áfri­ca Aus­tral. Su­san Ko­lim­ba acal­mou ain­da as pre­o­cu­pa­ções de al­guns mem­bros de par­ti­dos po­lí­ti­cos e in­te­gran­tes da so­ci­e­da­de ci­vil, que le­van­ta­ram sus­pei­tas so­bre a li­su­ra do pro­ces­so, bem co­mo al­gu­mas re­ti­cên­ci­as em re­la­ção à trans­pa­rên­cia da SADC no pro­ces­so. A di­plo­ma­ta ga­ran­tiu que os ob­ser­va­do­res vão re­gis­tar to­das as ocor­rên­ci­as que vi­e­rem a acon­te­cer me­di­an­te a apre­sen­ta­ção de re­la­tó­ri­os diá­ri­os pro­du­zi­dos pe­los ob­ser­va­do­res. Su­san Ko­lim­ba ex­pli­cou que a ob­ser­va­ção vai ser fei­ta com ba­se no res­pei­to à Lei.

MO­TA AMBRÓSIO | EDIÇÕES NOVEMBRO Co­or­de­na­do­ra da Mis­são de Ob­ser­va­do­res da Áfri­ca Aus­tral

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.