Go­ver­no re­duz cus­tos com con­tra­ta­ção pú­bli­ca

Jornal de Angola - - PRIMEIRA PÁGINA - Ana Paulo

As des­pe­sas pú­bli­cas po­dem di­mi­nuir na or­dem dos 30 por cen­to por ano, em ter­mos de cus­tos, com o lan­ça­men­to do por­tal da con­tra­ta­ção pú­bli­ca elec­tró­ni­ca, um pro­ces­so que de­ve abran­ger to­das as uni­da­des or­ça­men­tais do país até Se­tem­bro de 2019.

O Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças, no âm­bi­to da con­tí­nua des­ma­te­ri­a­li­za­ção dos ac­tos de con­tra­ta­ção pú­bli­ca, efec­tu­ou on­tem, em Lu­an­da, o lan­ça­men­to do Sis­te­ma Na­ci­o­nal de Con­tra­ta­ção Pú­bli­ca Elec­tró­ni­ca (SNCPE) co­mo mais um ins­tru­men­to de su­por­te às ope­ra­ções de aqui­si­ção das En­ti­da­des Pú­bli­cas Con­tra­tan­tes (EPC).

A ce­ri­mó­nia, que de­cor­reu no Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças, foi pre­si­di­da pe­la mi­nis­tra da Saú­de, Síl­via Lou­cu­ra.

A se­cre­tá­ria de Es­ta­do do Or­ça­men­to e In­ves­ti­men­to Pú­bli­co, Aia-Eza e Sil­va, ex­pli­cou, ao in­ter­vir no ac­to, que nu­ma pri­mei­ra fa­se o sis­te­ma vai au­xi­li­ar na ges­tão or­ça­men­tal das di­ver­sas uni­da­des or­ça­men­tais e per­mi­tir que ha­ja al­gu­ma mo­de­ra­ção e a eco­no­mia dos cus­tos na aqui­si­ção dos bens e ser­vi­ços no dia-a-dia e pos­si­bi­li­tar que ha­ja tam­bém o con­tro­lo dos cus­tos, pre­ços e al­gu­mas ocor­rên­cia em ges­tão efi­ci­en­te na aqui­si­ção de bens e ser­vi­ços.

Nes­ta fa­se ex­pe­ri­men­tal fo­ram ape­nas se­lec­ci­o­na­das qua­tro uni­da­des de con­tra­ta­ção pú­bli­ca, das quais três do sec­tor da Saú­de, co­mo Ma­ter­ni­da­de Lu­cré­cia Paim, Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Lu­ta Con­tra a Si­da e Hos­pi­tal Pe­diá­tri­co Da­vid Ber­nar­di­no, e as di­rec­ções na­ci­o­nais da Con­tra­ta­ção Pú­bli­ca e do Pa­tri­mó­nio, ads­tri­tos ao Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças.

Se­gun­do Aia-Eza e Sil­va, o Mi­nis­té­rio da Saú­de é a pri­mei­ra en­ti­da­de con­tra­tan­te es­co­lhi­da, por ser um sec­tor de gran­de im­por­tân­cia, pri­o­ri­tá­rio e fun­da­men­tal nas con­tas pú­bli­cas do Es­ta­do. “Se a fa­se ex­pe­ri­men­tal der cer­to, a nos­sa pre­ten­são é que o ser­vi­ço se alas­tre de for­ma ime­di­a­ta pa­ra to­das as uni­da­des or­ça­men­tais do país”.

A mi­nis­tra da Saú­de su­bli­nhou que o Sis­te­ma Na­ci­o­nal de Con­tra­ta­ção Pú­bli­ca Elec­tró­ni­ca é uma fer­ra­men­ta im­por­tan­te que vai me­lho­rar a pres­ta­ção de ser­vi­ço no sec­tor que ho­je pas­sa por mo­men­tos di­fí­ceis, do pon­to de vis­ta fi­nan­cei­ro. “Acre­di­ta­mos que, com es­ta fer­ra­men­ta, va­mos con­tro­lar cus­tos, pres­tar um me­lhor ser­vi­ço ao pú­bli­co e ge­rir me­lhor os or­ça­men­tos”, dis­se.

Síl­via Lu­tu­cu­ta ga­ran­tiu que o sec­tor da Saú­de e o Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças têm ago­ra con­di­ções ex­ce­len­tes pa­ra for­ta­le­cer as si­ner­gi­as exis­ten­tes ao ser­vi­ço da pá­tria e dos an­go­la­nos e agra­de­ceu à equi­pa téc­ni­ca o em­pe­nho, tra­ba­lho e de­di­ca­ção pa­ra que tu­do se tor­nas­se pos­sí­vel.

Be­ne­fí­ci­os

En­tre os be­ne­fí­ci­os Sis­te­ma Na­ci­o­nal de Con­tra­ta­ção Pú­bli­ca Elec­tró­ni­ca es­tão a trans­pa­rên­cia no pro­ces­so e a ce­le­ri­da­de de exe­cu­ção dos pro­ce­di­men­tos. Ou se­ja, o sis­te­ma de­ve per­mi­tir uma mai­or vi­su­a­li­za­ção dos pro­ce­di­men­tos lan­ça­dos por par­te dos for­ne­ce­do­res e em­prei­tei­ros e, con­se­quen­te­men­te, con­tri­buir pa­ra uma mai­or pou­pan­ça de re­cur­sos fi­nan­cei­ros.

Pa­ra a di­rec­to­ra na­ci­o­nal do Ser­vi­ço de Con­tra­ta­ção Pú­bli­ca, Ro­sá­ria Fi­li­pe, tra­ta­se de uma re­du­ção de cus­tos que, “po­de atin­gir um mí­ni­mo de 30 por cen­to, já que es­te sis­te­ma con­tri­bui so­bre­ma­nei­ra pa­ra a pou­pan­ça”.

Ro­sá­ria Fi­li­pe diz que a no­va fer­ra­men­ta po­de dar mais con­tri­bu­tos à sus­ten­ta­bi­li­da­de nas aqui­si­ções pú­bli­cas e, con­se­quen­te­men­te, à sus­ten­ta­bi­li­da­de das fi­nan­ças pú­bli­cas. Por ago­ra, há ga­ran­ti­as de que até fi­nais de 2019 to­das as en­ti­da­des mi­nis­te­ri­ais li­ga­das ao Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do (OGE) fi­cam ca­das­tra­das no por­tal www.con­tra­ta­ca­o­pu­bli­ca.min­fin.gv.ao.

Ini­ci­al­men­te, vão con­cor­rer pa­ra o su­ces­so do pro­jec­to dois sis­te­mas - o Sis­te­ma Na­ci­o­nal de Con­tra­ta­ção Pú­bli­ca Elec­tró­ni­ca e a con­tra­ta­ção via pa­pel, nas con­di­ções ex­cep­ci­o­nais em que as en­ti­da­des con­tra­ta­das não pos­su­em mei­os téc­ni­cos de su­por­te electrónico. Con­tu­do, dis­se Ro­sa­ria Fi­li­pe, pre­ten­de­se me­dir o sis­te­ma com as pri­mei­ras en­ti­da­des que on­tem fo­ram ins­cri­tas e, lo­go de­pois e ca­so a pri­mei­ra fa­se se­ja bem-su­ce­di­da, es­ten­der as aqui­si­ções a to­das as uni­da­de hos­pi­ta­la­res do Mi­nis­té­rio da Saú­de.

Pa­ra a con­cre­ti­za­ção da pri­mei­ra fa­se, a equi­pa téc­ni­ca fez vi­si­tas às en­ti­da­des pú­bli­cas con­tra­tan­tes, on­de fo­ram cons­ta­ta­dos pro­ble­mas em equi­pa­men­tos, com­pu­ta­do­res ade­qua­dos ao sis­te­ma e In­ter­net com pou­ca ca­pa­ci­da­de.

Com o SNCPE, os for­ne­ce­do­res do Es­ta­do e de­mais in­te­res­sa­dos po­dem ago­ra ace­der ou vi­su­a­li­zar, por um cli­que, o pla­no anu­al de con­tra­ta­ção das En­ti­da­des Pú­bli­cas Con­tra­tan­tes e par­ti­ci­par dos pro­ce­di­men­tos de con­tra­ta­ção pú­bli­ca, o res­pec­ti­vo lei­lão electrónico e a in­te­rac­ção no âm­bi­to da ges­tão de con­tra­tos. O pro­ces­so é dis­po­ní­vel pa­ra qual­quer in­te­res­sa­do in­ter­no ou in­ter­na­ci­o­nal.

As em­pre­sas que quei­ram for­ne­cer ser­vi­ços po­dem ces­sar à pla­ta­for­ma de for­ne­ce­do­res. Acen­den­do a qual­quer um dos por­tais (www.con­tra­ta­ca­o­pu­bli­ca.min­fin.gv.ao e www.for­ne­ce­do­res.min­fin.gv. ao), o for­ne­ce­dor tem aces­so ao anún­cio e de­ta­lhes dos qua­tros pro­ce­di­men­tos lan­ça­dos pa­ra a pri­mei­ra, bem co­mo as pe­ças do pro­ce­di­men­to que são pu­bli­ca­das co­mo anún­ci­os, pro­gra­ma de pro­ce­di­men­to e ca­der­nos de en­car­go.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.