Elec­tri­fi­ca­ção do país apre­sen­ta­da no Lo­bi­to

Jornal de Angola - - ECONOMIA - Jesus Sil­va | Lo­bi­to

O pro­jec­to de exe­cu­ção, for­ne­ci­men­to e con­di­ci­o­na­men­to das ins­ta­la­ções in­te­gran­tes da re­de eléc­tri­ca da pro­vín­cia de Ben­gue­la, que vai abran­ger os municípios se­de, Lo­bi­to e Baía Far­ta, es­tá or­ça­do em 30 mi­lhões de dó­la­res e foi lançado, na úl­ti­ma se­ma­na, na ci­da­de do Lo­bi­to pe­lo mi­nis­tro da Ener­gia e Águas, João Bap­tis­ta Bor­ges.

O pro­jec­to vi­sa me­lho­rar o for­ne­ci­men­to de ener­gia eléc­tri­ca e de água po­tá­vel em fun­ção do cres­ci­men­to de­mo­grá­fi­co que se re­gis­ta, so­bre­tu­do nas ci­da­des do li­to­ral. “É um pro­jec­to im­por­tan­te pa­ra a pro­vín­cia e é evi­den­te que Ben­gue­la pre­ci­sa de mais pro­jec­tos de elec­tri­fi­ca­ção, por­que to­dos nós po­de­mos cons­ta­tar o cres­ci­men­to po­pu­la­ci­o­nal que es­ta re­gião re­gis­ta, co­mo em to­das as se­des pro­vin­ci­ais”, sa­li­en­tou.

João Bap­tis­ta Bor­ges, adi­an­tou que to­dos te­mos de re­co­nhe­cer que num pe­río­do de for­tes res­tri­ções or­ça­men­tais co­mo o que vi­ve­mos, mo­bi­li­zar 30 mi­lhões de dó­la­res pa­ra re­a­li­zar um pro­jec­to de elec­tri­fi­ca­ção já é de to­do va­li­o­so. Pa­ra o mi­nis­tro, ho­je o que se sen­te é a fal­ta de vi­a­bi­li­da­de na ex­plo­ra­ção da re­de. As li­nhas são mui­to an­ti­gas, os iso­la­do­res es­tão de­te­ri­o­ra­dos e es­te pro­jec­to vai aju­dar a con­fe­rir es­sa vi­a­bi­li­da­de e fa­zer com que a ener­gia te­nha mai­or re­gu­la­ri­da­de.

“Es­te pro­jec­to não é uma ac­ção iso­la­da, pois, es­ta­mos no fun­do a ca­mi­nhar no sen­ti­do da elec­tri­fi­ca­ção, mas, tam­bém no trans­por­te de ener­gia en­tre Cam­bam­be e o Lo­bi­to”, as­se­gu­rou.

Na oca­sião, o di­rec­tor da Ener­gia e Águas de Ben­gue­la, Bap­tis­ta Jo­sé As­sis, su­bli­nhou que o pro­jec­to vai tra­zer mui­tas van­ta­gens pa­ra a pro­vín­cia. “A ci­da­de do Lo­bi­to cres­ceu sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te e a su­bes­ta­ção que su­por­ta to­da a carga do cas­co ur­ba­no ain­da é do pe­río­do co­lo­ni­al e a po­tên­cia lá ins­ta­la­da já não é su­fi­ci­en­te pa­ra su­por­tar a pro­cu­ra, prin­ci­pal­men­te, do cen­tro da ur­be”, con­si­de­rou.

Bap­tis­ta Jo­sé As­sis re­fe­riu que é com es­se ob­jec­ti­vo que se vai cons­truir uma no­va su­bes­ta­ção na área ad­ja­cen­te do Ca­mi­nho-de-Fer­ro de Ben­gue­la (CFB), pa­ra su­por­tar a cres­cen­te pro­cu­ra por ener­gia que se re­gis­ta na ci­da­de. Após a sua che­ga­da, a co­mi­ti­va che­fi­a­da pe­lo mi­nis­tro da Ener­gia e Águas des­lo­cou-se ao mu­ni­cí­pio do Bo­coio, on­de cons­ta­tou o an­da­men­to dos pro­jec­tos em cur­so no sec­tor das águas e da bar­ra­gem hí­dri­ca e tér­mi­ca do Bió­pio, além da cur­ta pas­sa­gem pe­la su­bes­ta­ção da Qui­le­va, no mu­ni­cí­pio do Lo­bi­to.

JESUS SIL­VA | EDIÇÕES NO­VEM­BRO|LO­BI­TO

A mo­der­na su­bes­ta­ção da Qui­le­va, no mu­ni­cí­pio do Lo­bi­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.