Mor­te de pa­ci­en­te ge­ra po­lé­mi­ca no Jo­si­na Ma­chel

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - Au­gus­to Cu­te­ta

O fu­ne­ral da pa­ci­en­te Ju­li­e­ta An­tó­nio João, que fa­le­ceu no sá­ba­do, de­pois de se­te me­ses in­ter­na­da, no Hos­pi­tal Jo­si­na Ma­chel, em Lu­an­da, con­ti­nua sem da­ta mar­ca­da, re­ve­lou on­tem ao Jor­nal de An­go­la o di­rec­tor-ge­ral da uni­da­de clí­ni­ca.

Le­o­nar­do Rodrigues dis­se que o ca­dá­ver da jo­vem, de 21 anos, ain­da con­ti­nua sob cui­da­dos da direcção do Hos­pi­tal Ma­ria Pia, que se en­car­re­gou de as­su­mir gas­tos com a trans­la­da­ção do cor­po e fu­ne­ral, pre­vis­to pa­ra Ga­be­la, pro­vín­cia do Cu­an­za-Sul.

“Es­ta­mos à es­pe­ra que o hos­pi­tal cum­pra al­guns trâ­mi­tes le­gais jun­to do Go­ver­no Pro­vin­ci­al de Lu­an­da e de ou­tras en­ti­da­des, pa­ra a trans­la­da­ção do ca­dá­ver, o que es­tá a atra­sar o en­ter­ro”, ex­pli­cou um familiar.

O mem­bro da fa­mí­lia da ma­lo­gra­da, que fa­lou ao Jor­nal de An­go­la sob ano­ni­ma­to, avan­çou que ape­sar da aju­da, os fa­mi­li­a­res sen­tem-se frus­tra­dos, acu­san­do o hos­pi­tal de ter aban­do­na­do a pa­ci­en­te en­quan­to es­te­ve in­ter­na­da na or­to­pe­dia.

Quan­to ao pro­pa­la­do ca­so de aban­do­no, que che­gou a ter re­pul­sa, até nas re­des so­ci­ais, o di­rec­tor Rodrigues Le­o­nar­do des­men­tiu as de­cla­ra­ções dos fa­mi­li­a­res.

Pa­ra já, o di­rec­tor-ge­ral do Hos­pi­tal Jo­si­na Ma­chel es­pe­ra que as aten­ções se­jam vi­ra­das pa­ra a trans­la­da­ção e fu­ne­ral, um as­sun­to que es­tá bem en­ca­mi­nha­do.

O Mi­nis­té­rio da Saú­de re­a­giu às in­for­ma­ções pos­tas a cir­cu­lar so­bre a si­tu­a­ção da fa­le­ci­da pa­ci­en­te Ju­li­e­ta An­tó­nio João. O do­cu­men­to es­cla­re­ce que ela deu en­tra­da com um es­ta­do nu­tri­ci­o­nal de­fi­ci­en­te, com ane­mia se­ve­ra e uma tu­mo­ra­ção, no an­te­bra­ço di­rei­to, ul­ce­ra­ti­va do ti­po “cou­ve-flor”, com as­pec­to ma­lig­no, ocu­pan­do um ter­ço do an­te­bra­ço até ao pu­nho.

A pa­ci­en­te ti­nha si­do sub­me­ti­da à he­mo­trans­fu­são de vá­ri­as uni­da­des de san­gue. “A do­en­te es­ta­va grá­vi­da de 26 se­ma­nas, ao ter da­do iní­cio ao tra­ba­lho de par­to, aca­bou por ex­pul­sar um na­do-mor­to”.

VIGAS DA PURIFICAÇÃO | EDIÇÕES NO­VEM­BRO

Fa­mi­li­a­res de pa­ci­en­te e o hos­pi­tal em con­tra mão

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.