Bre­ves

Jornal de Angola - - ECONOMIA -

SUB­SÍ­DI­OS AO GASÓLEO AGRÍ­CO­LA SÃO AJUSTADOS

Os sub­sí­di­os ao com­bus­tí­vel agrí­co­la são ajustados em 2019 pa­ra dar lu­gar a uma re­du­ção de 20 a 30 por cen­to dos cus­tos de pro­du­ção, anun­ci­ou sex­ta­fei­ra, no Lu­e­na, o di­rec­tor na­ci­o­nal de Agri­cul­tu­ra. Jo­sé Bet­ten­court, que fa­la­va so­bre “A im­por­tân­cia da agri­cul­tu­ra fa­mi­li­ar no Mo­xi­co, de­sen­vol­vi­men­to agro-in­dus­tri­al e pers­pec­ti­vas”, no Fó­rum Em­pre­sa­ri­al do Mo­xi­co, de­cla­rou que a re­du­ção do preço dos com­bus­tí­veis pa­ra os agri­cul­to­res é cru­ci­al por a agri­cul­tu­ra re­pre­sen­tar a op­ção pa­ra ala­van­car a eco­no­mia. O sec­tor con­ti­nua a re­gis­tar cons­tran­gi­men­tos nos do­mí­ni­os da tec­no­lo­gia, pro­du­ção, comercialização e po­lí­ti­cas, as­sim co­mo na di­fi­cul­da­de de aces­so à ter­ra, água, ener­gia, isen­ções fis­cais e in­puts. As so­lu­ções, apon­tou, re­si­dem na cons­tru­ção de fá­bri­cas trans­for­ma­do­ras, unidades de mon­ta­gem de má­qui­nas agrí­co­las, pro­du­ção de se­men­tes, au­men­to da ca­pa­ci­da­de de ar­ma­ze­na­men­to e de frio, me­lho­ria das vi­as, cri­a­ção de cen­tros de ven­da, fei­ras e mer­ca­dos agrí­co­las.

ALERTA PA­RA RE­DU­ÇÃO DO EN­DI­VI­DA­MEN­TO

O eco­no­mis­ta-chefe do Ban­co Mundial pa­ra a Áfri­ca con­si­de­rou on­tem que An­go­la de­ve au­men­tar a pro­du­ti­vi­da­de e re­sol­ver o pro­ble­ma da dí­vi­da, su­bli­nhan­do que o frágil de­sem­pe­nho eco­nó­mi­co país es­tá a con­tri­buir pa­ra abran­dar o cres­ci­men­to afri­ca­no. “Há vá­ri­as coi­sas que An­go­la po­de fa­zer. Uma de­las pas­sa por au­men­tar a ca­pa­ci­da­de do sis­te­ma pro­du­ti­vo, por­que fa­zer su­bir os pre­ços não é o ca­mi­nho”, de­fen­deu Al­bert Zeu­feck, em de­cla­ra­ções à agên­cia Lu­sa à mar­gem dos En­con­tros Anu­ais do Fun­do Mo­ne­tá­rio In­ter­na­ci­o­nal (FMI) e do Ban­co Mundial que ho­je en­cer­ram em Ba­li, na Indonésia. “Três das mai­o­res eco­no­mi­as afri­ca­nas, An­go­la, Nigéria e Áfri­ca do Sul, es­tão a abran­dar o cres­ci­men­to eco­nó­mi­co de Áfri­ca”, sa­li­en­tou. “Há tam­bém um pro­ble­ma com a dí­vi­da, que pre­ci­sa de ser res­pon­di­do”, à se­me­lhan­ça do que acon­te­ce em Mo­çam­bi­que, acres­cen­tou, es­cla­re­cen­do, con­tu­do, que os ca­sos são di­fe­ren­tes nos dois paí­ses. An­tes, num de­ba­te so­bre o de­sem­pe­nho eco­nó­mi­co afri­ca­no, Al­bert Zeu­feck ti­nha aler­ta­do pa­ra o fac­to de só nos pri­mei­ros qua­tro me­ses do ano, os paí­ses afri­ca­nos te­rem emi­ti­do mais tí­tu­los de dí­vi­da so­be­ra­na sob a for­ma de Eu­ro­bonds do que em to­do o ano pas­sa­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.