Luther King é Pré­mio No­bel da paz pe­la lu­ta an­ti-ra­cis­ta

Jornal de Angola - - LAZER -

Num dia co­mo ho­je, a 14 de Ou­tu­bro de 1964, Mar­tin Luther King re­ce­be o Pré­mio No­bel da Paz pe­la sua de­fe­sa dos di­rei­tos ci­vis e a sua liderança na re­sis­tên­cia pa­cí­fi­ca pe­lo fim do pre­con­cei­to ra­ci­al nos Es­ta­dos Uni­dos. Com ape­nas 35 anos de ida­de, se tor­nou a pes­soa mais jo­vem a re­ce­ber o pré­mio. Nas­ci­do em Atlan­ta, a 15 de Ja­nei­ro de 1929, Mar­tin Luther King vi­veu nu­ma so­ci­e­da­de ra­cis­ta e o seu pro­ta­go­nis­mo foi de­ci­si­vo pa­ra a de­cla­ra­ção de in­cons­ti­tu­ci­o­na­li­da­de da se­gre­ga­ção ra­ci­al dos ne­gros nos EUA. Ele li­de­rou o mo­vi­men­to a fa­vor dos di­rei­tos ci­vis da po­pu­la­ção ne­gra ame­ri­ca­na na dé­ca­da de 1950. Após o epi­só­dio da prisão de Ro­sa Parks, em 1955, uma mu­lher ne­gra que se re­cu­sou a ce­der o seu lu­gar num au­to­car­ro a uma mu­lher bran­ca, Mar­tin Luther King con­ven­ceu os ne­gros a boi­co­tar o sis­te­ma de trans­por­tes da ci­da­de de Mont­go­mery, no Ala­ba­ma. Du­ran­te a cam­pa­nha de 381 di­as, co-li­de­ra­da por King, mui­tas ameaças fo­ram fei­tas con­tra si. King che­gou a ser pre­so e te­ve a sua ca­sa ata­ca­da. O boi­co­te foi en­cer­ra­do com a de­ci­são da Cor­te Su­pre­ma ame­ri­ca­na de proi­bir a dis­cri­mi­na­ção ra­ci­al nos trans­por­tes pú­bli­cos. King tam­bém or­ga­ni­zou mar­chas pa­ra con­se­guir o di­rei­to ao vo­to, além de ou­tros di­rei­tos ci­vis bá­si­cos, bem co­mo o fim da se­gre­ga­ção e das dis­cri­mi­na­ções no tra­ba­lho.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.