Exe­cu­ti­vo cum­pre 45% das me­tas do PDN

Reu­nião ser­viu pa­ra apre­ci­ar o re­la­tó­rio de ba­lan­ço das ac­ti­vi­da­des do Pla­no de De­sen­vol­vi­men­to Na­ci­o­nal

Jornal de Angola - - Política - Cé­sar Es­te­ves

O Exe­cu­ti­vo con­se­guiu exe­cu­tar 45 por cen­to dos indicadore­s e me­tas do Pla­no de De­sen­vol­vi­men­to Na­ci­o­nal (PDN), ape­sar dos cons­tran­gi­men­tos pro­vo­ca­dos pe­la pan­de­mia da Covid-19, en­tre os quais a que­bra de re­cei­tas. A in­for­ma­ção foi pres­ta­da, on­tem, à im­pren­sa, pe­lo mi­nis­tro da Eco­no­mia e Pla­ne­a­men­to, Sérgio dos San­tos, no fi­nal da 9ª ses­são or­di­ná­ria da Co­mis­são Eco­nó­mi­ca do Con­se­lho de Mi­nis­tros, ori­en­ta­da pe­lo Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, João Lou­ren­ço. Sérgio dos San­tos re­fe­riu que tal de­si­de­ra­to só foi pos­sí­vel de ser al­can­ça­do por­que o Exe­cu­ti­vo adop­tou me­di­das de­ci­si­vas, so­bre­tu­do nos pri­mei­ros me­ses do ano. A ses­são da Co­mis­são Eco­nó­mi­ca do Con­se­lho de Mi­nis­tros, dis­se, ser­viu pa­ra apre­ci­ar o re­la­tó­rio de ba­lan­ço das ac­ti­vi­da­des do PDN re­fe­ren­tes aos seis pri­mei­ros me­ses do ano, ten­do si­do vis­tas as ac­ções que con­cre­ti­zam as cer­ca de 23 po­lí­ti­cas es­tra­té­gi­cas e 70 pro­gra­mas de ac­ção que têm uma ava­li­a­ção mo­de­ra­da, da­do o im­pac­to da crise pro­vo­ca­da pe­la pan­de­mia da Covid-19 so­bre a ac­ti­vi­da­de da eco­no­mia na­ci­o­nal e as re­cei­tas fis­cais. Du­ran­te o en­con­tro, in­for­mou, foi, ain­da, aprovado o Re­la­tó­rio de Ba­lan­ço do PDN 2018-2022, com re­fe­rên­cia ao pri­mei­ro se­mes­tre do ano em cur­so. Es­te do­cu­men­to tra­duz o acom­pa­nha­men­to e a ava­li­a­ção dos re­sul­ta­dos da im­ple­men­ta­ção dos pro­gra­mas con­ti­dos nos seis ei­xos de in­ter­ven­ção do pla­no. O re­la­tó­rio faz uma aná­li­se mi­nu­ci­o­sa ao con­tex­to ma­cro­e­co­nó­mi­co na­ci­o­nal no qual o PDN foi im­ple­men­ta­do, mar­ca­do, fun­da­men­tal­men­te por cons­tran­gi­men­tos li­ga­dos ao im­pac­to da Covid- 19. Par­ce­ri­as pú­bli­co-pri­va­das A 9ª ses­são or­di­ná­ria da Co­mis­são Eco­nó­mi­ca do Con­se­lho de Mi­nis­tros apro­vou, igual­men­te, o Pla­no Ope­ra­ci­o­nal de Es­tru­tu­ra­ção de Par­ce­ri­as Pú­bli­co-Pri­va­das, até De­zem­bro de 2021. Es­te do­cu­men­to re­flec­te uma no­va con­cep­ção de go­ver­na­ção, ca­rac­te­ri­za­da pe­lo re­for­ço do pa­pel do Es­ta­do co­mo agen­te co­or­de­na­dor e re­gu­la­dor do de­sen­vol­vi­men­to eco­nó­mi­co, dei­xan­do, as­sim, ao sec­tor pri­va­do o pa­pel de agen­te ac­ti­vo de pro­du­ção e co­mer­ci­a­li­za­ção de bens e ser­vi­ços tí­pi­cos de uma eco­no­mia de mer­ca­do. De acor­do com o co­mu­ni­ca­do saí­do da reu­nião, o Pla­no, que con­tém a lis­ta in­di­ca­ti­va de 41 pro­jec­tos de in­ves­ti­men­tos que se­rão es­tru­tu­ra­dos na mo­da­li­da­de de par­ce­ria pú­bli­co-pri­va­da, apre­sen­ta o cro­no­gra­ma da es­tru­tu­ra­ção até ao fi­nal de 2021, es­ta­be­le­ce as fa­ses pa­ra pre­pa­ra­ção, ne­go­ci­a­ção e lan­ça­men­to do pro­ce­di­men­to de es­ta­be­le­ci­men­to de Par­ce­ria Pú­bli­co-Pri­va­da. O mi­nis­tro da Eco­no­mia e Pla­ne­a­men­to dis­se ter si­do adop­ta­do, on­tem, um cro­no­gra­ma de 15 me­ses de tra­ba­lho pa­ra a es­tru­tu­ra­ção das re­fe­ri­das par­ce­ri­as. En­tre os activos a se­rem lan­ça­dos pa­ra o con­cur­so de par­ce­ri­as pú­bli­co-pri­va­das, Sérgio dos San­tos apon­tou, pa­ra o de­par­ta­men­to mi­nis­te­ri­al da Cul­tu­ra, Tu­ris­mo e Am­bi­en­te, o pro­ces­so de va­lo­ri­za­ção do Ater­ro dos Mun­le­vos, o de­sen­vol­vi­men­to e ex­plo­ra­ção do Pó­lo de De­sen­vol­vi­men­to Tu­rís­ti­co do Ca­bo Le­do e do Oka­van­go, além da ges­tão dos cen­tros agro-eco­ló­gi­cos. No Mi­nis­té­rio da Ener­gia e Águas es­tão pers­pec­ti­va­das ope­ra­ções de par­ce­ri­as pú­bli­co-pri­va­das pa­ra a cons­tru­ção e ex­plo­ra­ção de apro­vei­ta­men­tos hi­dro­e­léc­tri­cos, com des­ta­que pa­ra o tre­cho in­ter­na­ci­o­nal do Rio Cu­ne­ne, e o apro­vei­ta­men­to de Bin­nes, pre­ven­do-se, com is­to, um trans­va­se pa­ra for­ne­cer água à zo­na do Cu­ro­ca. O mi­nis­tro res­sal­tou es­tar, igual­men­te, pre­vis­to, pa­ra es­te sec­tor, o apro­vei­ta­men­to hi­dro­e­léc­tri­co de Chi­ca­pa II, em Sau­ri­mo, de mo­do a for­ne­cer ener­gia ao Sau­ri­mo e pa­ra ope­ra­ções mi­nei­ras. “Es­tão pre­vis­tos pro­jec­tos de abas­te­ci­men­to de água e sa­ne­a­men­to pa­ra Ca­bin­da e Lu­an­da”, fri­sou. Obras pú­bli­cas No do­mí­nio das Obras Pú­bli­cas e Or­de­na­men­to do Ter­ri­tó­rio, o mi­nis­tro dis­se es­ta­rem re­ser­va­dos par­ce­ri­as pú­bli­co-pri­va­das pa­ra a cons­tru­ção da au­to-es­tra­da no cor­re­dor Nor­te e Sul, com pri­o­ri­da­de pa­ra os ei­xos que vão li­gar a pro­vín­cia do Zai­re a San­ta Cla­ra, na re­gião que li­ga a es­tra­da in­ter­na­ci­o­nal que pas­sa pe­lo ei­xo Nor­te até ao Sul, nu­ma dis­tân­cia de cer­ca de 1.400 qui­ló­me­tros. In­for­mou es­ta­rem, igual­men­te, pre­vis­tos a cons­tru­ção de uma no­va pon­te so­bre o Rio Kwan­za e o de­sen­vol­vi­men­to de pro­jec­tos de por­ta­gens em zo­nas fron­tei­ri­ças. Pa­ra o Mi­nis­té­rio dos Trans­por­tes, Sérgio dos San­tos des­ta­cou a cons­tru­ção de li­ga­ções fer­ro­viá­ri­as, no Cor­re­dor Nor­te, li­gan­do o Ca­mi­nho de Fer­ro de Lu­an­da à re­gião fron­tei­ri­ça do Leua, pa­ra li­gar a Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go e, tam­bém, o cor­re­dor co­nhe­ci­do por Trans­cu­ne­ne, com des­ta­que pa­ra a li­ga­ção fer­ro­viá­ria do Ca­mi­nho de Fer­ro de Mo­çâ­me­des a Vi­tó­ria Falls, no Zim­babwe. Acres­cen­tou es­tar, tam­bém, pre­vis­to um con­jun­to de pla­ta­for­mas lo­gís­ti­cas, com re­al­ce pa­ra as zo­nas da Caá­la, Lom­be, Lu­ve e Soyo.

O de­si­de­ra­to só foi pos­sí­vel de ser al­can­ça­do por­que o Exe­cu­ti­vo adop­tou me­di­das de­ci­si­vas, so­bre­tu­do nos pri­mei­ros me­ses do ano

DOMBELE BERNARDO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Pre­si­en­te da Re­pú­bli­ca ori­en­tou reu­nião da Co­mis­são Eco­nó­mi­ca do Con­se­lho de Mi­nis­tros

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.