Ter­re­nos in­fra-es­tru­tu­ra­dos co­mer­ci­a­li­za­dos em No­vem­bro

Em Ben­gue­la e no Cu­an­za-Sul, par­te dos ter­re­nos dis­po­ní­veis em al­gu­mas centralida­des pa­ra pro­jec­tos so­ci­ais, es­tão a ser in­va­di­dos por po­pu­la­res

Jornal de Angola - - Sociedade - Ar­cân­ge­la Ro­dri­gues

Os ter­re­nos in­fra-es­tru­tu­ra­dos exis­ten­tes a ní­vel das centralida­des do Lo­bi­to, Luhon­go (Ca­tum­be­la) e Baia-Far­ta, na pro­vín­cia de Ben­gue­la, co­me­çam a ser ven­di­dos à po­pu­la­ção a par­tir do pró­xi­mo mês de No­vem­bro, deu a co­nhe­cer o pre­si­den­te do Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção da Em­pre­sa

Ges­to­ra de Ter­re­nos.

Pedro Cris­tó­vão, que ini­ci­ou, on­tem, uma vi­si­ta à pro­vín­cia de Ben­gue­la, com o ob­jec­ti­vo de ava­li­ar o es­ta­do dos ter­re­nos sob a ges­tão da ins­ti­tui­ção que di­ri­ge, in­for­mou que to­do e qu­al­quer ci­da­dão po­de con­cor­rer na com­pra de um ter­re­no, des­de que te­nha ca­pa­ci­da­de pa­ra in­ves­tir.

O res­pon­sá­vel da EGTIEP

dis­se que a ní­vel da pro­vín­cia de Ben­gue­la vai ser ins­ta­la­da uma área re­gi­o­nal pa­ra aten­der to­dos os can­di­da­tos ou in­te­res­sa­dos.

Qu­an­to ao mo­de­lo de aqui­si­ção, o in­ter­lo­cu­tor fez sa­ber que se­rão apro­va­dos e ade­qua­dos a ca­da cen­tra­li­da­de de­vi­do às es­pe­ci­fi­ci­da­des, sen­do que a ti­po­lo­gia de cons­tru­ção te­rá de acom­pa­nhar o padrão das mes­mas.

De acor­do com Pedro Cris­tó­vão, es­tá a ser fei­to um le­van­ta­men­to pa­ra se apu­rar o nú­me­ro de lo­tes de ter­re­nos dis­po­ní­veis em ca­da uma das lo­ca­li­da­des e na de­vi­da al­tu­ra se­rão anun­ci­a­dos to­dos os re­qui­si­tos ne­ces­sá­ri­os pa­ra a sua ob­ten­ção.

Os pre­ços dos lo­tes de ter­re­nos a dis­po­ni­bi­li­zar, es­cla­re­ceu Pedro Cris­tó­vão, va­ri­am me­di­an­te à ti­po­lo­gia da cen­tra­li­da­de, e ne­les po­dem ser im­ple­men­ta­dos ins­ta­la­ções pa­ra o co­mér­cio, la­zer, ser­vi­ços de saú­de, edu­ca­ção e ou­tros.

Pedro Cris­tó­vão re­ve­lou que al­guns ter­re­nos em al­gu­mas re­giões do país fo­ram ocu­pa­dos ile­gal­men­te por in­va­so­res, es­tan­do a ser tra­ça­do um pla­no pa­ra pôr fim a es­ta si­tu­a­ção que pas­sa pe­la re­ti­ra­da dos in­tru­sos ou a in­te­gra­ção ade­qua­da ao mo­de­lo da ur­ba­ni­za­ção, com vis­ta ao de­sen­vol­vi­men­to e ex­pan­são da ci­da­de.

O PCA da EGTI-EP re­al­çou que cres­ce o nú­me­ro de mo­ra­do­res nas di­fe­ren­tes centralida­des em Ben­gue­la e es­tes sen­tem a fal­ta de ser­vi­ços de pro­xi­mi­da­de, ra­zão pe­la qual é ne­ces­sá­rio a cri­a­ção de vá­ri­os equi­pa­men­tos so­ci­ais pa­ra uma me­lhor qua­li­da­de de vi­da das pes­so­as. O res­pon­sá­vel es­te­ve na, se­gun­da-fei­ra. na pro­vín­cia do Cu­an­za-Sul.

AR­CÂN­GE­LA RO­DRI­GUES

PCA da EGTI-EP, Pedro Cris­tó­vão (ca­mi­so­la bran­ca), es­tá pre­o­cu­pa­do com in­va­são de es­pa­ços

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.