Rei­no Uni­do pre­pa­ra saí­da da UE

The­re­sa May con­fir­ma o con­tro­lo de imi­gran­tes e a re­ti­ra­da do mer­ca­do úni­co e avi­sa mes­mo que se a co­mu­ni­da­de qui­ser pu­nir o país o ti­ro sai­rá pe­la cu­la­tra

Jornal de Economia & Financas - - Mundo -

A de­ci­são do re­fe­ren­do de 23 de Ju­nho “não foi to­ma­da pa­ra tor­nar o Rei­no Uni­do um país vi­ra­do pa­ra den­tro”, afir­mou es­ta ter­ça-fei­ra The­re­sa May, a pri­mei­ra-mi­nis­tra do Rei­no Uni­do.

A res­pon­sá­vel diz que a saí­da da União Eu­ro­peia es­tá a ser “mal com­pre­en­di­da” por al­guns ou­tros mem­bros, mas ga­ran­te que, ao con­trá­rio do que al­guns re­cei­am, May es­pe­ra que a saí­da do Rei­no Uni­do não ori­gi­ne o des­mem­bra­men­to da União Eu­ro­peia.

The­re­sa May diz-se con­fi­an­te de que “se­rá pos­sí­vel che­gar a um acor­do po­si­ti­vo” e pe­diu uma “ne­go­ci­a­ção jus­ta com os par­cei­ros eu­ro­peus”. Mas dei­xa um avi­so: se le­va­rem a sua opi­nião adi­an­te, aque­les que di­zem que os res­tan­tes mem­bros da UE de­vem ser du­ros e “pu­ni­ti­vos” com o Rei­no Uni­do, pro­cu­ran­do ga­ran­tir que ou­tros não vão que­rer se­guir o mes­mo ca­mi­nho, “is­so se­ria um er­ro de pro­por­ções ca­la­mi­to­sas” pa­ra a pró­pria união.

“Va­mos sair da União Eu­ro­peia mas não va­mos sair da Eu­ro­pa”, afir­mou The­re­sa May, ga­ran­tin­do que a in­ten­ção é “co­la­bo­rar com os par­cei­ros eu­ro­peus”, co­mo “vi­zi­nhos e me­lho­res ami­gos”. A pri­mei­ra-mi­nis­tra con­fir­mou que o go­ver­no irá sub­me­ter ao par­la­men­to bri­tâ­ni­co o acor­do fi­nal pa­ra a saí­da da UE, mas não pa­ra a ac­ti­va­ção do ar­ti­go 50 (que de­ve­rá acon­te­cer já em Mar­ço).

Mas o que é que is­so po­de sig­ni­fi­car? Is­to é, e se o Par­la­men­to re­jei­tar, nes­sa al­tu­ra, o acor­do fi­nal? The­re­sa May diz que es­tá con­fi­an­te de que “o Par­la­men­to irá que­rer res­pei­tar as opi­niões das pes­so­as. The­re­sa May ga­ran­tiu que o Rei­no Uni­do vai con­ti­nu­ar a ser uma eco­no­mia aber­ta ao ex­te­ri­or, so­bre­tu­do aos tra­ba­lha­do­res “qua­li­fi­ca­dos”. Mas con­fir­mou que, ten­do em con­ta aque­la que acre­di­ta ter si­do uma das men­sa­gens trans­mi­ti­das pe­los elei­to­res no re­fe­ren­do, vai ha­ver um con­tro­lo dos nú­me­ros de imi­gran­tes.

DR

Pri­mei­ra-Mi­nis­tra do Rei­no Uni­do es­pe­ra que a saí­da do seu país não ori­gi­ne o des­mem­bra­men­to da União Eu­ro­peia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.