6

Jornal de Economia & Financas - - Finanças -

s ban­cos de Fo­men­to Angola (BFA), In­ter­na­ci­o­nal de Cré­di­to (BIC) e o de Pou­pan­ça e Cré­di­to (BPC) con­ti­nu­am no “top 3” dos mai­o­res em ter­mos de cli­en­tes.

De acor­do com um le­van­ta­men­to re­cen­te fei­to pe­lo JE jun­to de re­la­tó­ri­os e press re­le­a­se des­tes três “players” da ban­ca, dos pou­co mais de seis mi­lhões de an­go­la­nos com con­ta ban­cá­ria, con­for­me úl­ti­mos da­dos do BNA, o BPC, com 2,2 mi­lhões, o BFA, com 1,5 mi­lhão, e o BIC, com 1,3 mi­lhão, to­ta­li­zam, só en­tre si, cin­co mi­lhões de cli­en­tes ban­ca­ri­za­dos até fi­nais de 2016.

Em ter­mo de bal­cões, o BPC com 421; o BIC com 226 e o BFA com 191, até ao mes­mo pe­río­do, agre­ga­vam 838 das 1.600 agên­ci­as e pos­tos de aten­di­men­to dis­po­ní­veis no mer­ca­do em 2016.

Da­dos do banco cen­tral

O go­ver­na­dor do BNA, Val­ter Fi­li­pe da Sil­va, dis­se, re­cen­te­men­te, à mar­gem de uma ac­ti­vi­da­de or­ga­ni­za­da pe­lo banco cen­tral, que o sis­te­ma fi­nan­cei­ro an­go­la­no con­ta, ac­tu­al- men­te, com 30 ins­ti­tui­ções ban­cá­ri­as autorizadas e 29 em fun­ci­o­na­men­to. A ta­xa de ban­ca­ri­za­ção, em De­zem­bro de 2016, era de 59 por cen­to, sen­do que o sis­te­ma ban­cá­rio to­ta­li­za­va um va­lor su­pe­ri­or a seis mi­lhões de cli­en­tes.

Con­for­me os da­dos do BNA, em De­zem­bro de 2016, o mes­mo sis­te­ma ban­cá­rio apre­sen­ta­va um vo­lu­me de ne­gó­ci­os su­pe­ri­or a 10 mil mi­lhões de dó­la­res; o cré­di­to to­tal à eco­no­mia cor­res­pon­dia a três mil mi­lhões de dó­la­res e o cré­di­to ven­ci­do so­bre o cré­di­to to­tal re­pre­sen­ta­va cer­ca de 25.37 por cen­to.

Ju­lho de 2017

Os da­dos do úl­ti­mo Co­mi­té de Po­lí­ti­ca Mo­ne­tá­ria do BNA dão con­ta de que no mês de Ju­lho de 2017, a ta­xa de in­fla­ção men­sal, me­di­da pe­lo ín­di­ce de pre­ços no con­su­mi­dor da pro­vín­cia de Lu­an­da, pu­bli­ca­da pe­lo Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Es­ta­tís­ti­ca (INE), foi de 1,77 por cen­to, con­tra 1,58 por cen­to no mês an­te­ri­or e 35,30 por cen­to em Ju­lho de 2016. As­sim, a in­fla­ção dos úl­ti­mos do­ze me­ses si­tu­ou-se em 29,01 por cen­to, con­tra 31,89 por cen­to no mês an­te­ri­or e 35,30 por cen­to no pe­río­do ho­mó­lo­go de 2016, o que re­flec­te o cur­so des­cen­den­te da in­fla­ção ho­mó­lo­ga ini­ci­a­do em Ja­nei­ro de 2017.

MI­LHÕES

É o nú­me­ro de cli­en­tes que se es­ti­ma es­ta­rem ban­ca­ri­za­dos, até fi­nais de 2016, num sec­tor em que ope­ram 29 ins­ti­tui­ções do to­tal de 30 le­ga­li­za­das.

O SIS­TE­MA FI­NAN­CEI­RO AN­GO­LA­NO CON­TA, AC­TU­AL­MEN­TE, COM 30 INS­TI­TUI­ÇÕES BAN­CÁ­RI­AS AUTORIZADAS E 29 EM FUN­CI­O­NA­MEN­TO

De acor­do com da­dos pre­li­mi­na­res das con­tas mo­ne­tá­ri­as, no mês de Ju­lho de 2017, o Cré­di­to à Eco­no­mia au­men­tou em 1,75 por cen­to, en­quan­to que o Cré­di­to Bru­to ao Go­ver­no Cen­tral (ti­tu­la­do e não ti­tu­la­do) di­mi­nuiu em 0,96 por cen­to. Nes­te mes­mo pe­río­do, os De­pó­si­tos do Go­ver­no no Sis­te­ma Ban­cá­rio au­men­ta­ram em 9,85 por cen­to.

Os Mei­os de Pa­ga­men­tos re­pre­sen­ta­dos pe­lo agre­ga­do M2 di­mi­nui­ram em 0,86 por cen­to em Ju­lho de 2017 e em 5,87 por cen­to nos úl­ti­mos 12 me­ses. A Ba­se Mo­ne­tá­ria Res­tri­ta em mo­e­da na­ci­o­nal con­traiu 3,44 por cen­to em ter­mos men­sais e 16,10 por cen­to nos úl­ti­mos 12 me­ses.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.