Cer­ve­jei­ra lan­ça no­va cam­pa­nha no mer­ca­do

A no­va co­mu­ni­ca­ção da em­pre­sa es­tá a ser vin­cu­la­da em to­das pla­ta­for­mas de co­mu­ni­ca­ção so­ci­al es­tan­do a vei­cu­la­ção da sua cam­pa­nha a con­su­mir cer­ca de 30 por cen­to do orçamento anu­al da mar­ca

Jornal de Economia & Financas - - Empresas - Pe­dro Pe­ter­son

A No­va Em­pre­sa de Cer­ve­ja, (No­cal) lan­çou a uma no­va cam­pa­nha pa­ra o re­po­si­ci­o­na­men­to da mar­ca, “mais pre­mium”, com ob­jec­ti­vo de cap­tar no­vos con­su­mi­do­res.

Se­gun­do uma no­ta de im­pren­sa que o JE te­ve aces­so, na no­va cam­pa­nha em­pre­sa apre­sen­ta-se com num no­vo po­si­ci­o­na­men­to de mer­ca­do, on­de a mar­ca re­ju­ve­nes­ceu a sua imagem em to­dos os for­ma­tos – la­ta, 31 cl e sa­ca fá­cil 25 cl.

Pa­ra Tâ­nia Jar­dim di­rec­to­ra de Mar­ke­ting cer­ve­jei­ra do gru­po Cas­tel Angola, es­te é um gran­de mo­men­to pa­ra a mar­ca vol­tar a co­mu­ni­car, nu­ma al­tu­ra em que as mar­cas de cer­ve­ja na­ci­o­nais do­mi­nam o mer­ca­do, e on­de a con­cor­rên­cia es­tá mais di­nâ­mi­ca.

“Com 59 anos, a No­cal te­ve a ne­ces­si­da­de de se re­po­si­ci­o­nar, ajus­tar-se à no­va re­a­li­da­de do mer­ca­do e as no­vas exi­gên­ci­as dos con­su­mi­do­res”.

Por is­so, fo­ram fei­tas pe­que­nas afi­na­ções à mar­ca/lo­go, on­de o dou­ra­do pas­sa a ter um ou­tro pro­ta­go­nis­mo, a qua­li­da­de su­pe­ri­or e a es­tre­la ga­nham ou­tra di­men­são, pa­ra que a per­cep­ção do con­su­mi­dor se­ja de que es­tá mais bo­ni­ta, mas sem sen­tir que a mar­ca mu­dou.

Es­ta no­va cam­pa­nha de publicidade, se­gun­do o do­cu­men­to, apre­sen­ta men­sa­gens co­mo “So­be de ní­vel”; “Es­tá na tua mão”, que re­me­tem pa­ra a ca­pa­ci­da­de in­trín­se­ca que ca­da con­su­mi­dor tem em es­co­lher o me­lhor, o me­lhor pa­ra si, o que me­lhor o de­fi­ne.

Fun­da­da a 24 de Maio de 1958, foi ga­lar­do­a­da a vá­ri­os pré­mi­os co­mo: me­lhor imagem da mar­ca de Angola em Ma­drid no ano de 1994, Ame­ri­can Qu­a­lity Award em No­va Ior­que no ano de 1998 e em 2015 pe­la Su­per­brands co­mo Mar­ca de Ex­ce­lên­cia. Apre­sen­ta-se em três for­ma­tos: gar­ra­fa re­tor­ná­vel, mi­ni não re­tor­ná­vel e o for­ma­to em la­ta.

DR

No­cal, uma cer­ve­ja com tra­di­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.