INDÚSTRIAL LO­CAL DE PAPEL GA­NHA NO­VO INVESTIMENTO

Jornal de Economia & Financas - - Infra-estrutura - Gas­par Mi­co­lo

A Es­tre­la da Flo­res­ta, cri­a­da pe­la Qu­an­tum Glo­bal, com sede na Suí­ça, co­mo par­te do seu port­fó­lio di­ver­si­fi­ca­do de in­ves­ti­men­tos em ma­dei­ra, pre­ten­de au­men­tar nos pró­xi­mos dez anos os produtos de ma­dei­ra e im­pul­si­o­nar a in­dús­tria do papel, num investimento de mais de 100 mi­lhões de dó­la­res. Si­tu­a­da na re­gião do Pla­nal­to Cen­tral em An­go­la, a em­pre­sa, que ge­re 18 con­ces­sões de ter­ras do Go­ver­no an­go­la­no, pre­ten­de al­can­çar for­tes re­tor­nos de investimento a lon­go pra­zo e já lan­çou es­te mês o seu pro­jec­to de re­flo­res­ta­men­to de eu­ca­lip­tos para in­dús­tria de ce­lu­lo­se e papel do país na vi­la do Al­to Ca­tum­be­la (Gan­da), em Ben­gue­la. O pro­jec­to de ex­plo­ra­ção de ma­dei­ra de eu­ca­lip­tos, pi­nho e ce­dro con­ce­bi­do por es­ta em­pre­sa, vi­sa de­sen­vol­ver novas plan­ta­ções flo­res­tais nos 18 pe­rí­me­tros flo­res­tais da até en­tão per­ten­cen­te ex-com­ple­xo da companhia de ce­lu­lo­se e papel de An­go­la (CCPA) na re­gião de Ben­gue­la e Hu­am­bo. De­no­mi­na­do “Por­tas aber­tas”, es­sa ini­ci­a­ti­va empresarial tem por ob­jec­ti­vo de­mons­trar o po­ten­ci­al dos pro­jec­tos de re­flo­res­ta­men­to e in­dus­tri­a­li­za­ção da em­pre­sa com a subs­ti­tui­ção e re­plan­ta­ções de novas es­pé­ci­es de eu­ca­lip­tos, pi­nhei­ros e ce­dros, cu­jos re­sul­ta­dos po­dem ser vis­tos dentro dos pró­xi­mos anos. De acor­do com o di­rec­tor ge­ral da “Es­te­la da Flo­res­ta”, Bernardo Freitas, tra­ta-se do co­me­ço de uma no­va eta­pa para sua em­pre­sa e do país em especial, cu­ja im­ple­men­ta­ção do pro­jec­to que con­sis­tiu nos es­tu­dos de so­los, es­pé­ci­es de eu­ca­lip­tos já ocor­re há mais de um ano.

Pri­mei­ra fa­se

A Es­te­la da Flo­res­ta pre­pa­rou nes­sa pri­mei­ra fa­se de 2017/2018 uma área de 230 hec­ta­res, onde se­rão co­lo­ca­das 50 mil plan­tas de eu­ca­lip­tos no Al­to Ca­tum­be­la, das 275 mil es­pé­ci­es pre­vis­tas em toda ex­ten­são do pro­jec­to, que com­pre­en­de as pro­vín­ci­as de Ben­gue­la e Hu­am­bo. No I tri­mes­tre des­te ano, foi cri­a­do um vi­vei­ro no re­cin­to fa­bril do Al­to Ca­tum­be­la, onde exis­tem ac­tu­al­men­te 90 mil mu­das, das 500 mil de ca­pa­ci­da­de pre­vis­ta de es­pé­ci­es de eu­ca­lip­tos que de­vem ser co­lo­ca­das em 500 hec­ta­res até ao ano de 2019.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.