Preços an­dam no so­be e desce

Produtos co­mo óleo de so­ja e o fran­go con­ge­la­do es­tão en­tre os que nas pro­mo­ções da se­ma­na eva­po­ram ra­pi­da­men­te das pra­te­lei­ras e fri­go­rí­fi­cos nu­ma cor­ri­da li­de­ra­da pe­las se­nho­ras da “zun­ga”

Jornal de Economia & Financas - - Finanças - Vâ­nia Iná­cio e Isa­que Lourenço

Es­ta­se­ma­na,en­tre as lo­jas do Ke­ro, Ma­xi e Sho­pri­te, a “gu­er­ra” nos preços bai­xos dos produtos ali­men­ta­res, al­guns in­te­gran­tes da ces­ta bá­si­ca, foi bas­tan­te vi­sí­vel. No Ke­ro, por exem­plo, o li­tro de óleo de so­ja, que ha­bi­taul­men­te é co­mer­ci­a­li­za­do ao pre­ço 400 a 450 kwan­zas, de­pen­den­te­men­te da mar­ca, as­sim co­mo o fran­go que é em mé­dia ven­di­do a 700 kwan­zas, am­bos saíram a 275 e 550 kwan­zas, res­pec­ti­va­men­te.

O mes­mo pro­du­to (óleo de so­ja e fran­go) no Sho­pri­te tam- bém saíam a preços de sal­dos, pois con­tra os nor­mais 599 e 650 kwan­zas), os cli­en­tes du­ran­te ho­ras com­pra­ram os mesmos por 400 e 500 kwan­zas.

Já as lo­jas da Ma­xi, que con­ti­nu­am com as cam­pa­nhas de ani­ver­sá­rio, ven­de­ram também, na ter­ça e quarta-fei­ra, o óleo a pre­ço mais bai­xo que o ha­bi­tu­al. Se o óleo de so­ja tem si­do ven­di­do 450 kwan­zas, a cam­pa­nha fi­xou-o nos 325. No fran­go, hou­ve ten­dên­cia in­ver­sa, pois con­tra os ha­bi­tu­ais 569 kwan­zas, es­tes dias o pro­du­to con­ge­la­do foi-se nos 750. A equipa de­se­ja-lhe bo­as com­pras!

DR

O fi­nal de um mês e o iní­cio do se­guin­te não é um bom pe­río­do para com­pras

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.