AC­ÇÕES PRE­VEN­TI­VAS AJU­DAM A ME­LHO­RAR SE­GU­RAN­ÇA NO TRA­BA­LHO

Jornal de Economia & Financas - - Gestão -

Na im­plan­ta­ção dos programas de qua­li­da­de, mui­tos ges­to­res fi­cam em dú­vi­da a res­pei­to do que são ac­ções cor­rec­ti­vas e pre­ven­ti­vas. Ten­do em vis­ta que al­guns pro­ble­mas são ine­vi­tá­veis, é mui­to im­por­tan­te ter ple­no co­nhe­ci­men­to dos con­cei­tos e das for­mas de apli­ca­ção des­sas ac­ções. Sa­bia que op­tar por ac­ções pre­ven­ti­vas ou cor­rec­ti­vas po­de im­pac­tar, tan­to na cul­tu­ra da em­pre­sa quan­to na sua saú­de fi­nan­cei­ra? Ac­ções cor­rec­ti­vas São prá­ti­cas ne­ces­sá­ri­as pa­ra que al­gum pro­ble­ma ocor­ri­do não ori­gi­ne ou­tros. Im­por­tan­te sa­li­en­tar que são efi­ca­zes so­men­te se me­di­das fo­rem to­ma­das ime­di­a­ta­men­te após o in­con­ve­ni­en­te ter ocor­ri­do, de for­ma a ame­ni­zar as con­sequên­ci­as. Pa­ra ci­tar um exem­plo, va­mos su­por que um cli­en­te ad­qui­riu um par de té­nis e, ao re­ce­ber a mer­ca­do­ria, re­cla­ma de que um dos pa­res veio sem o ata­dor. Nes­se ca­so, a ac­ção ime­di­a­ta a ser to­ma­da é en­ca­mi­nhar um no­vo ata­dor da­que­le mo­de­lo pa­ra o cli­en­te. Co­mo ac­ção cor­rec­ti­va, um no­vo pa­drão de ins­pec­ção fi­nal de mer­ca­do­ri­as é im­plan­ta­do pa­ra que o pro­ble­ma não vol­te a acon­te­cer. Ac­ções pre­ven­ti­vas De­fi­nin­do de for­ma sim­ples, as ac­ções pre­ven­ti­vas são me­di­das to­ma­das pa­ra que um pro­ble­ma hi­po­té­ti­co nun­ca acon­te­ça. Pa­ra ci­tar um exem­plo, va­mos su­por que nu­ma linha de pro­du­ção, um dos ges­to­res, ao pas­sar em revista o an­da­men­to dos tra­ba­lhos, ve­ri­fi­ca que um co­la­bo­ra­dor es­tá ma­nu­se­an­do uma fer­ra­men­ta de ma­nei­ra in­cor­rec­ta.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.