Se­gu­ra­do­ras têm de pro­te­ger as di­vi­sas que o país ar­re­ca­da

Jornal de Economia & Financas - - Primeira Página - AGUINALDO JAI­ME

O pre­si­den­te do Con­se­lho de Adm­ni­nis­tra­ção da Agên­cia An­go­la­na de Regulação e Su­per­vi­são de Se­gu­ros (ARSEG), Aguinaldo Jai­me, dis­se que com a entrada, es­te ano, da An­go-Re, em­pre­sa na­ci­o­nal de Res­se­gu­ros, a eco­no­mia de­ve­rá pou­par a saí­da de di­vi­sas, que ac­tu­al­men­te sai de­vi­do a con­tra­ta­ção do res­se­gu­ro no ex­te­ri­or.

Fa­lan­do no Fó­rum da Bonw, Aguinaldo Jai­me dis­se, con­tu­do, que es­te fac­to não po­de ser apro­vei­ta­do pe­las em­pre­sas pa­ra ex­pa­tri­ar ca­pi­tais, pois que a con­cen­tra­ção do mai­or vo­lu­me de di­vi­sas in­ter­na­men­te além de for­ta­le­cer a eco­no­mia dá tam­bém mai­or ca­pa­ci­da­de de o mer­ca­do ge­rar in­ves­ti­men­to pa­ra es­te e ou­tros sec­to­res cru­ci­ais pa­ra o nos­so de­sen­vol­vi­men­to.

Aguinaldo Jai­me dis­se mes­mo tra­tar-se de uma ques­tão de de­fe­sa da so­be­ra­nia e in­te­res­se na­ci­o­nal, ra­zão pe­la qual es­tá-se a tra­ba­lhar pa­ra que a Res­se­gu­ra­do­ra An­go­la­na An­go-Re pos­sa no mais cur­to es­pa­ço de tem­po ser ope­ra­ci­o­na­li­za­da. O que o ges­tor da Arseg ape­nas po­de ga­ran­tir é o que ainda es­te ano a An­go-Re vai en­trar em fun­ções e com ela vai-se de uma vez por to­das mi­ti­gar a pro­ble­má­ti­ca da con­tra­ta­ção do res­se­gu­ro, uma ope­ra­ção ne­ces­sá­ria pa­ra as se­gu­ra­do­ras, por­quan­to tam­bém pre­ci­sam par­ti­lhar o ris­co que as­su­mem.

JOÃO GOMES | EDIÇÕES NO­VEM­BRO

Pca da Arseg, Aguinaldo Jai­me

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.