Trans­por­tes e Fi­nan­ças apos­tam em Bom­bar­di­er

A par­ce­ria en­tre An­go­la e a fa­bri­can­te ca­na­di­a­na re­sul­tou no re­cen­te con­tra­to de aqui­si­ção de seis ae­ro­na­ves do ti­po Q400

Jornal de Economia & Financas - - Destaque - Ma­teus Ca­vum­bo

OEx-pre­si­den­te Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos au­to­ri­zou, em Abril de 2015, a com­pra e ven­da de uma ae­ro­na­ve de mo­de­lo Bom­bar­di­er in­cl. Global 6000, no va­lor de 62.500 mi­lhões dó­la­res (14,8 mil mihões de kwanzas). Além dis­so, fo­ram com­pra­das mais du­as ae­ro­na­ves pa­ra apoio ao serviço da Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca. A par­ce­ria com a fa­bri­can­te ca­na­di­a­na ori­gi­nou que se as­si­nas­se, no dia 05 de Maio de 2018, o his­tó­ri­co con­tra­to de aqui­si­ção de seis ae­ro­na­ves do ti­po Q400. Es­te acor­do foi as­si­na­do pelo no­vo ope­ra­dor de transporte aéreo an­go­la­no, em­pre­sa de­no­mi­na­da Air Ex­press– Transporte Aéreo S.A e a fa­bri­can­te ca­na­di­a­na Bom­bar­di­er. Se­gun­do apu­rou o Jornal de Eco­no­mia & Fi­nan­ças, a com­pra de 2015 esta en­qua­dra­do num pacote per­si­den­ci­al. Me­an­dros O Diário da Re­pú­bli­ca de 23 de Abril I Sé­rie Nº55, on­de cons­ta a in­for­ma­ção de uma das en­co­men­das, diz que o Mi­nis­té­rio dos Trans­por­tes foi au­to­ri­za­do a ce­le­brar o con­tra­to de aqui­si­ção da re­fe­ri­da ae­ro­na­ve com a em­pre­sa ME Avia- ti­on Li­mi­ted, en­quan­to o Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças as­se­gu­ra­ria os re­cur­sos fi­nan­cei­ros ne­ces­sá­ri­os. Dis­po­ni­bi­li­da­de Se­gun­do uma fon­te, as aqui­si­ções ocor­re­ram. O cer­to é que o mi­nis­tro dos Trans­por­tes, Au­gus­to da Sil­va Tomás, vi­si­tou o Ca­na­dá em No­vem­bro de 2009 e es­te ano em Mar­ço último, on­de anun­ci­ou a entrada da nova ope­ra­do­ra de transporte aéreo do­més­ti­co, com vis­ta a pro­por­ci­o­nar a cri­a­ção de em­pre­go e in­ves­ti­men­to na for­ma­ção de qu­a­dros an­go­la­nos. Os in­te­gran­tes da de­le­ga­ção an­go­la­na a si en­ca­be­ça­da man­ti­ve­ram en­con­tros com res­pon­sá­veis do consórcio In­tel­can Te­ch­nosys­tems na cidade de Otawa. Além dis­so, o mi­nis­tro dos Trans­por­tes te­ve um en­con­tro, em Mon­tre­al, com o pre­si­den­te da Or­ga­ni­za­ção In­ter­na­ci­o­nal da Avi­a­ção Ci­vil (ICAO), o ni­ge­ri­a­no Olu­muya Ber­nard Aliu, com quem ana­li­sou ques­tões li­ga­das à im­ple­men­ta­ção efec­ti­va das nor­mas e prá­ti­cas re­co­men­da­das pe­la or­ga­ni­za­ção. Na­que­las pa­ra­gens, o mi­nis­tro cons­ta­ta­ra tam­bém as po­ten­ci­a­li­da­des do fa­bri­can­te de ae­ro­na­ves do ti­po Bom­bar­di­er Q-400, com se­de e re­pre­sen­ta­ção nas ci­da­des de Mon­tre­al e To­ron­to. O mi­nis­tro Au­gus­to Tomás, em for­ma de re­al­ce, dis­se que a ae­ro­na­ve do ti­po tem si­do uti­li­za­do com su­ces­so na ac­ti­vi­da­de co­mer­ci­al aé­rea em vá­ri­os paí­ses do con­ti­nen­te afri­ca­no. Ori­gem do fi­nan­ci­a­men­to En­quan­to o acor­do de 2015 foi apro­va­do com o fi­nan­ci­a­men­to do Es­ta­do an­go­la­no (62.5 mi­lhões de dó­la­res) pa­ra uma úni­ca ae­ro­na­ve, já o se­gun­do as­si­na­do es­te ano com a chan­ce­la do Mi­nis­té­rio dos Trans­por­tes fi­cou no va­lor de Usd 143.400 mil dó­la­res nor­te-ame­ri­ca­nos (34 mil mi­lhões de kwanzas) pa­ra a com­pra de seis ae­ro­na­ves mo­de­lo DH8-Q400.

Fa­zen­do os cál­cu­los, os cus­tos pa­ra a aqui­si­ção dos apa­re­lhos es­ta­ri­am à vol­ta de 23.83 mi­lhões de dó­la­res (5.4 mil mi­lhões de kwanzas), du­as ve­zes mais abai­xo do va­lor do con­tra­to de 2015.

Os subs­cri­to­res de­fen­di­am que a com­pra de ae­ro­na­ves po­de­ria ser na sua to­ta­li­da­de, ten­do os mes­mos che­ga­do a um en­ten­di­men­to de que o va­lor se­ria re­si­du­al da ae­ro­na­ve no fi­nal do con­tra­to de lo­ca­ção, po­den­do con­so­an­te op­ção pas­sar a ser pro­pri­e­da­de da Air Co­nec­ti­on me­di­an­te pa­ga­men­to de va­lor fi­nal.

O fi­nan­ci­a­men­to es­ta­va a ser mon­ta­do por um sin­di­ca­to ban­cá­rio com­pos­to e li­de­ra­do pelo Ban­co de Ne­gó­ci­os In­ter­na­ci­o­nal e Ban­cos de De­sen­vol­vi­men­to Afre­xim, se­di­a­do no Egip­to e EDC – Ex­port De­ve­lop­ment Ca­na­dá, sendo que nas de­vi­das pro­por­ções o BNI e o Afre­xim, fi­nan­ci­a­ri­am o PDP e a dí­vi­da “ju­ni­or” e o EDC fi­nan­ci­a­rá a dí­vi­da “sé­ni­or”.

Ha­via a ga­ran­tia de 90% do ca­pi­tal pa­ra a aqui­si­ção das ae­ro­na­ves e ne­ces­si­da­de de apor­te de ca­pi­tal por parte dos ac­ci­o­nis­tas do va­lor de 10% do ca­pi­tal e apre­sen­ta­ção de ga­ran­tia so­be­ra­na pa­ra as­se­gu­ra­men­to do fi­nan­ci­a­men­to.

AS PRIMEIRAS AQUI­SI­ÇÕES FO­RAM COM FUN­DOS PÚ­BLI­COS E A SE­GUN­DA SE­RIA COM CA­PI­TAIS PRIVADOS, POR VIA DE UM SIN­DI­CA­TO DE BAN­COS

EDIÇÕES NO­VEM­BRO

Go­ver­no de Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos apro­vou em 2015 con­tra­to no va­lor de USD 62.500 mi­lhões pa­ra aqui­si­ção de avião

EDIÇÕES NO­VEM­BRO

EDIÇÕES NO­VEM­BRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.