O ami­go do in­ves­ti­men­to

Pre­si­den­te João Lou­ren­ço dis­cur­sou no Par­la­men­to Eu­ro­peu e ma­ni­fes­tou a aber­tu­ra de An­go­la à en­tra­da de mais re­cur­sos ex­ter­nos ca­pa­zes de con­tri­buí­rem no ac­tu­al mo­men­to de re­cu­pe­ra­ção da eco­no­mia na­ci­o­nal

Jornal de Economia & Financas - - Especial -

An­go­la vem se tor­nan­do, nos úl­ti­mos me­ses, num país mais aber­to ao mun­do e, por is­so, mais ami­go do in­ves­ti­men­to, e mais aber­to ao tu­ris­mo. Foi des­ta for­ma que o Pre­si­den­te João Lou­ren­ço, na sua in­ter­ven­ção, quar­ta-fei­ra úl­ti­ma, no Par­la­men­to Eu­ro­peu, cha­mou à si a aten­ção dos eu­ro­de­pu­ta­dos so­bre a aber­tu­ra a che­ga­da de in­ves­ti­do­res pa­ra os de­sa­fi­os de An­go­la.

Dis­se ain­da que “An­go­la es­tá aber­ta ao in­ves­ti­men­to pri­va­do es­tran­gei­ro, pra­ti­ca­men­te em to­dos os ra­mos da eco­no­mia, da agri­cul­tu­ra e pe­cuá­ria, das pes­cas, da ho­te­la­ria e do tu­ris­mo, da in­dús­tria trans­for­ma­do­ra e dos ma­te­ri­ais de cons­tru­ção, da re­fi­na­ção e dis­tri­bui­ção dos de­ri­va­dos do pe­tró­leo e gás na­tu­ral, da cons­tru­ção e ope­ra­ci­o­na­li­za­ção de in­fra­es­tru­tu­ras ro­do­viá­ri­as, fer­ro­viá­ri­as e por­tuá­ri­as, as­sim co­mo da pro­du­ção dis­tri­bui­ção e ges­tão de ener­gia eléc­tri­ca e águas”.

Cru­za­da con­tra cor­rup­ção

No qua­dro da mo­ra­li­za­ção da so­ci­e­da­de, da cri­a­ção de um me­lhor am­bi­en­te de ne­gó­ci­os e de mai­or aten­ção ao in­ves­ti­men­to pri­va­do es­tran­gei­ro, João Lou­ren­ço dis­se que se es­tá a le­var a ca­bo uma ver­da­dei­ra cru­za­da con­tra a cor­rup­ção e a im­pu­ni­da­de em to­da a so­ci­e­da­de, com des­ta­que pa­ra os cha­ma­dos cri­mes de co­la­ri­nho bran­co, cu­jo os re­sul­ta­dos po­si­ti­vos, as­se­gu­ra­mos, que em bre­ve co­me­ça­re­mos to­dos a sen­tir e a be­ne­fi­ci­ar.

Pa­ra­le­la­men­te, dis­se, um con­jun­to de ou­tras me­di­das vêm sen­do adop­ta­das co­mo a re­cen­te apro­va­ção pe­lo Par­la­men­to an­go­la­no da no­va Lei da Con­cor­rên­cia que tem co­mo ob­jec­ti­vo pre­ve­nir e san­ci­o­nar as ac­ções dos agen­tes eco­nó­mi­cos que não cum­pram as re­gras da con­cor­rên­cia, a apro­va­ção da Lei do In­ves­ti­men­to Pri­va­do, que se tor­nou mais atrac­ti­va pa­ra o in­ves­ti­dor no ge­ral, e em par­ti­cu­lar pa­ra o in­ves­ti­dor es­tran­gei­ro.

“No mes­mo qua­dro de mo­ra­li­za­ção da so­ci­e­da­de, com­ba­te à cor­rup­ção e à im­pu­ni­da­de, de­cor­rem nos com­pe­ten­tes ór­gãos de Jus­ti­ça pro­ces­sos cri­mes con­tra aque­les ci­da­dãos que pre­su­mi­vel­men­te te­rão le­sa­do o Es­ta­do em cen­te­nas de mi­lhões de dó­la­res ame­ri­ca­nos, aguar­de­mos pe­lo seu des­fe­cho”, rei­te­rou o che­fe de es­ta­do an­go­la­no.

No seu dus­cur­so, o Pre­si­den­te João Lou­ren­ço não deixou de fri­sar que com vis­ta a re­so­lu­ção dos prin­ci­pais pro­ble­mas so­ci­ais do ci­da­dão, co­mo o aces­so à água po­tá­vel, ener­gia eléc­tri­ca, re­co­lha e tra­ta­men­to dos re­sí­du­os só­li­dos, trans­por­te pú­bli­co, es­co­la, cui­da­dos pri­má­ri­os de saú­de e ou­tros, só pos­sí­vel no qua­dro de uma go­ver­na­ção ca­da vez mais pró­xi­ma do ci­da­dão atra­vés de ór­gãos por si elei­tos, es­tão a ser pre­pa­ra­das pa­ra 2020 as pri­mei­ras Elei­ções Au­tár­qui­ca. Dis­se que elas vão ser re­a­li­za­das de for­ma gra­du­al, de mo­do a do­tar pro­gres­si­va­men­te os di­ver­sos mu­ni­cí­pi­os de au­to­no­mia fi­nan­cei­ra, pa­tri­mo­ni­al e ad­mi­nis­tra­ti­va.

Ana Go­mes fe­li­ci­ta

Mui­to crí­ti­ca à An­go­la e ao Go­ver­no, a eu­ro­de­pu­ta­da Ana Go­mes usou a sua con­ta no twittwe e pa­ra­be­ni­zou a in­ter­ven­ção do pre­si­den­te an­go­la­no.

A por­tu­gue­sa Ana Go­mes, que nem sem­pre to­ma a po­si­ção equi­dis­tan­tes de­vi­do a de­ter­mi­na­dos in­te­res­ses em An­go­la, ad­mi­tiu que o dis­cur­so so­bre o com­ba­te à cor­rup­ção e o da re­cu­pe­ra­ção dos ca­pi­tais ilí­ci­tos se­de­a­dos em con­tas no es­tran­gei­ro que o pre­si­den­te an­go­la­no e o seu go­ver­no en­cen­tam é pa­ra le­var a sé­rio pe­la for­ma rei­te­ra­da e pú­bli­ca co­mo têm si­do ma­ni­fes­ta­das.

AN­GO­LA ES­TÁ ABER­TA AO IN­VES­TI­MEN­TO PRI­VA­DO ES­TRAN­GEI­RO, PRA­TI­CA­MEN­TE EM TO­DOS OS RA­MOS DA ECO­NO­MIA

FRAN­CIS­CO MIÚDO | ANGOP

Pre­si­den­te João Lou­ren­ço dis­cur­sou no Par­la­men­to Eu­ro­peu so­bre a ac­tu­al si­tu­a­ção de An­go­la e de Áfri­ca no ge­ral

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.