TAAG voa sem li­mi­ta­ções

Trans­por­ta­do­ra aé­rea na­ci­o­nal tem luz ver­de pa­ra so­bre­vo­ar no es­pa­ço e ter­ri­tó­rio dos Es­ta­dos mem­bros da Zo­na Eu­ro

Jornal de Economia & Financas - - Empresas -

ATAAG é a única ope­ra­do­ra de trans­por­te aé­reo an­go­la­na au­to­ri­za­da a vo­ar, sem li­mi­ta­ções, no es­pa­ço aé­reo e ter­ri­tó­ri­os dos Es­ta­dos mem­bros da União Eu­ro­peia, de­pois de ver re­no­va­da, pe­la ter­cei­ra vez, a Li­cen­ça de Ope­ra­dor de Trans­por­te Aé­reo do País Ter­cei­ro (TCO - Third Coun­try Ope­ra­tor).

Em co­mu­ni­ca­do de im­pren­sa, a com­pa­nhia an­go­la­na de ban­dei­ra in­for­ma que, após o cum­pri­men­to das nor­mas per­ti­nen­tes cons­tan­tes dos ane­xos da Con­ven­ção In­ter­na­ci­o­nal da Avi­a­ção Ci­vil, a Agên­cia Eu­ro­peia pa­ra a Se­gu­ran­ça da Avi­a­ção, EASA, de­ci­diu re­no­var a re­fe­ri­da li­cen­ça.

A pri­mei­ra au­to­ri­za­ção Easa Tco da TA AG foi ob­ti­da em Ju­nho de 2016, de­pois de um tra­ba­lho de pre­pa­ra­ção de 18 me­ses, que cul­mi­nou com uma au­di­to­ria às Li­nhas Aé­re­as de An­go­la, em Fe­ve­rei­ro do mes­mo ano.

Na oca­sião, fo­ram ava­li­a­das a le­gis­la­ção e re­gu­la­men­ta­ção angolanas, par­ti­cu­lar­men­te a Lei da Avi­a­ção Ci­vil e as Nor­mas e Re­gu­la­men­tos pa­ra a Se­gu­ran­ça Ope­ra­ci­o­nal da Avi­a­ção Ci­vil Na­ci­o­nal.

Des­de es­sa da­ta, a TA AG tem pro­cu­ra­do as­se­gu­rar o con­tí­nuo cum­pri­men­to e con­for­mi­da­de com as nor­mas per­ti­nen­tes, cons­tan­tes dos ane­xos da Con­ven­ção so­bre a Avi­a­ção Ci­vil In­ter­na­ci­o­nal, Con­ven­ção de Chi­ca­go (art.16), e par­ti­cu­lar­men­te os ane­xos so­bre li­cen­ci­a­men­to do pes­so­al, re­gras do ar, ope­ra­ções de ae­ro­na­ves, trans­por­te aé­reo co­mer­ci­al in­ter­na­ci­o­nal, ae­ro­na­ve­ga­bi­li­da­de, mer­ca­do­ri­as pe­ri­go­sas e ges­tão da se­gu­ran­ça ope­ra­ci­o­nal.

A au­to­ri­za­ção Tco, única de Se­gu­ran­ça Ope­ra­ci­o­nal, é va­li­da em 32 Es­ta­dos mem­bros da Easa que com­pre­en­dem os 28 Es­ta­dos da U.E., qua­tro paí­ses da EFTA (Is­lân­dia, Li­e­ch­tens­tein, No­ru­e­ga e Suí­ça) e os ter­ri­tó­ri­os on­de se apli­ca o de­no­mi­na­do “Ba­sic Re­gu­la­ti­on” (Gi­bral­tar, Ilhas Aland, Aço­res, Ma­dei­ra, Ilhas Ca­ná­ri­as, Guadalupe, Gui­a­na Fran­ce­sa, Mar­ti­ni­ca, Ilhas Reu­nião e Saint-Mar­tin).

A TAAG man­tém-se as­sim ha­bi­li­ta­da a ope­rar pa­ra ca­da um des­tes 32 paí­ses sem res­tri­ções, além das ine­ren­tes aos seus acor­dos bilaterais de trans­por­te aé­reo en­tre a Re­pú­bli­ca de An­go­la e es­ses Es­ta­dos, e pre­ten­de con­ti­nu­ar a trabalhar de for­ma pro­fis­si­o­nal e com­pe­ten­te, no sen­ti­do de ga­ran­tir a trans­por­ta­ção aé­rea dos seus pas­sa­gei­ros e cli­en­tes em se­gu­ran­ça, ade­quan­do de for­ma con­tí­nua os seus ser­vi­ços aos pa­drões in­ter­na­ci­o­nais da avi­a­ção ci­vil, lê-se no do­cu­men­to.

EDIÇÕES NO­VEM­BRO

Com­pa­nhia aé­rea na­ci­o­nal já re­no­vou a sua li­cen­ça de ope­ra­dor ter­cei­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.