Ruí­dos atra­pa­lham co­mu­ni­ca­ção

A qua­li­da­de da co­mu­ni­ca­ção po­de ser afec­ta­da por in­ter­fe­rên­ci­as no ca­nal en­tre emis­sor e re­cep­tor

Jornal de Economia & Financas - - Gestão -

No mun­do cor­po­ra­ti­vo, uma in­for­ma­ção ade­qua­da, di­rec­ci­o­na­da ao de­sem­pe­nho da equi­pa, po­de ser me­lhor ab­sor­vi­da, se as pes­so­as do­mi­na­rem os con­cei­tos que a fun­da­men­tam e se de igual for­ma es­ti­ve­rem pre­pa­ra­das emo­ci­o­nal e tec­ni­ca­men­te, pa­ra li­dar com tal in­for­ma­ção no sen­ti­do de am­pli­ar os ho­ri­zon­tes de pos­si­bi­li­da­des no pró­prio am­bi­en­te de tra­ba­lho. A gran­de bar­rei­ra que im­pe­de es­se sal­to de qua­li­da­de, é o fac­to de a co­mu­ni­ca­ção não se re­a­li­zar na sua ple­ni­tu­de e se per­der em tro­pe­ços no ca­mi­nho en­tre o emis­sor e o re­cep­tor. Se­gun­do Peter Druc­ker, pai da ad­mi­nis­tra­ção mo­der­na, 70 por cen­to dos pro­ble­mas nas or­ga­ni­za­ções es­tão li­ga­dos à co­mu­ni­ca­ção. En­tre­tan­to, nos di­as de ho­je, de­pa­ra­mo-nos com um pro­ble­ma mais gra­ve, que é a fal­ta de ba­se pa­ra a tro­ca de in­for­ma­ções, dan­do ori­gem ao di­le­ma en­tre en­ten­der e com­pre­en­der. Qu­an­do a in­for­ma­ção não é de­vi­da­men­te en­ten­di­da pe­lo re­cep­tor, es­te não sa­be a uti­li­da­de a dar pois que lhe fal­tam os con­cei­tos que da­ri­am vi­da à in­for­ma­ção e se con­su­mas­se as­sim a co­mu­ni­ca­ção. No pla­no das li­de­ran­ças não é di­fe­ren­te, por­que en­quan­to mui­tos lí­de­res per­dem tem­po a ava­li­ar a co­mu­ni­ca­ção, es­que­cem-se de ava­li­ar se o re­cep­tor tem for­ma­ção pa­ra en­ten­der o que lhe che­ga. Nes­se sen­ti­do, é fun­da­men­tal de­pu­rar an­tes o que se pre­ten­de co­mu­ni­car, di­men­si­o­nar a área de abran­gên­cia do con­teú­do a ser ex­pos­to, e es­co­lher cor­rec­ta­men­te as pa­la­vras que vão sus­ten­tar es­sa co­mu­ni­ca­ção, uma vez que se co­nhe­ce o ní­vel do re­cep­tor.È igual­men­te im­por­tan­te,ti­rar as dú­vi­das de ime­di­a­to, pa­ra que as pes­so­as pos­sam fa­zer bom uso da men­sa­gem re­ce­bi­da.

DR

A qua­li­da­de da co­mu­ni­ca­ção nas or­ga­ni­za­ções de­ve ser de ex­ce­lên­cia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.