Cu­ne­ne pro­me­te

O pro­gra­ma de fo­men­to agrí­co­la pre­vê o en­qua­dra­men­to de 110 mil fa­mí­li­as e dar as­sis­tên­cia téc­ni­ca a 20 mil fa­mí­li­as or­ga­ni­za­das em as­so­ci­a­ções e co­o­pe­ra­ti­vas de cam­po­ne­ses a ní­vel de to­da a pro­vín­cia

Jornal de Economia & Financas - - Primeira Página - Adé­ri­to Ve­lo­so

Osec­tor da Agri­cul­tu­ra e Flo­res­tas, a ní­vel da pro­vín­cia do Cu­ne­ne pro­jec­ta pa­ra a épo­ca agrí­co­la 2018/2019 co­lher cer­ca de 100 mil to­ne­la­das de ce­re­ais.

Se­gun­do um do­cu­men­to do Ga­bi­ne­te da Agri­cul­tu­ra, Pecuária e Pes­cas da pro­vín­cia do Cu­ne­ne, du­ran­te a cam­pa­nha, o pro­gra­ma de fo­men­to agrí­co­la pre­vê o en­qua­dra­men­to de 110 mil fa­mí­li­as e as­sis­tên­cia téc­ni­ca a 20 mil fa­mí­li­as or­ga­ni­za­das em as­so­ci­a­ções e co­o­pe­ra­ti­vas de cam­po­ne­ses.

Aten­ção es­pe­ci­al se­rá tam­bém da­da na or­ga­ni­za­ção da pro­du­ção das co­mu­ni­da­des ru­rais, au­men­to da pro­du­ção e pro­du­ti­vi­da­de das fa­mí­li­as cam­po­ne­sas, bem co­mo na me­lho­ria da se­gu­ran­ça ali­men­tar e das po­pu­la­ções.

“Es­ta­mos a apos­tar no sec­tor em­pre­sa­ri­al que se apre­sen­ta um pou­co tí­mi­do. Há uma ne­ces­si­da­de im­pe­ri­o­sa de im­pul­si­o­nar es­te sec­tor pa­ra au­men­tar­mos a pro­du­ti­vi­da­de”, des­ta­ca a fon­te. Ba­lan­ço 2017/2018 Se­gun­do da­dos, na sa­fra pas­sa­da, a pro­vín­cia apoi­ou e as­sis­tiu 5 mil fa­mí­li­as nos mu­ni­cí­pi­os de Om­bad­ja, Cu­a­nha­ma e Cu­ve­lei, den­tro do Pro­gra­ma de Ex­ten­são e De­sen­vol­vi­men­to Ru­ral (PEDR) e 76.194 no pro­gra­ma de fo­men­to das ac­ti­vi­da­des agrí­co­las.

Qu­an­to à área se­me­a­da com trac­ção ani­mal e ma­nu­al, a ní­vel dos seis mu­ni­cí­pi­os da pro­vín­cia do Cu­ne­ne, os da­dos apon­tam um to­tal de 385.701 hec­ta­res, sen­do 333.600 por trac­ção ani­mal e 52.101 ma­nu­al. Na pro­vín­cia exis­tem 134 as­so­ci­a­ções e um to­tal de 8.753 as­so­ci­a­dos (4.278 ho­mens e 4.475 mu­lhe­res). A pro­vín­cia tem 14 co-ope­ra­ti­vas agrí­co­las, com 1.596 fa­mí­li­as.

Em com­pa­ra­ção com a cam­pa­nha 2016/2017, os re­sul­ta­dos ob­ti­dos na épo­ca 2017/2018 são con­si­de­ra­dos po­si­ti­vos, com o cul­ti­vo de 185.616 hec­ta­res, que re­sul­tou na pro­du­ção de 52.585 to­ne­la­das de mas­san­go e mas­sam­ba­la, prin­ci­pais cul­tu­ras da re­gião.

No mas­san­go fo­ram cul­ti­va­dos 143.850 hec­ta­res, ten­do co­mo re­sul­ta­do a pro­du­ção de 40.753 to­ne­la­das. A mas­sam­ba­la foi plan­ta­da nu­ma ex­ten­são de 41.766 hec­ta­res, com a pro­du­ção de 11.832 to­ne­la­das. Agri­cul­tu­ra em­pre­sa­ri­al O Ga­bi­ne­te da Agri­cul­tu­ra, Pecuária e Pes­cas lo­cal tem o con­tro­lo das fa­zen­das, sen­do que o da Caha­ma con­ta com uma fa­zen­da agrí­co­la e 13 pe­cuá­ri­as, Co­ro­ca (1) e seis pe­cuá­ri­as, Cu­a­nha­ma tem ape­nas seis fa­zen­das pe­cuá­ri­as. O mu­ni­cí­pio do Cu­ve­lai tem cin­co fa­zen­das agrí­co­las e no­ve pe­cuá­ri­as, Om­bad­ja con­ta com se­te agrí­co­las e qua­tro pe­cuá­ri­as. Já no mu­ni­cí­pio de Na­ma­cun­de não exis­te ne­nhu­ma fa­zen­da con­tro­la­da pe­las es­ta­tís­ti­cas do sec­tor.

O qua­dro plu­vi­o­mé­tri­co ca­rac­te­ri­zou-se aci­ma do nor­mal das pre­ci­pi­ta­ções, com 708.2 mm, cri­an­do as­sim con­di­ções favoráveis pa­ra a preparação de ter­ra e a se­men­tei­ra. Pecuária des­ta­ca-se A pecuária cons­ti­tui uma das prin­ci­pais ac­ti­vi­da­des eco­nó­mi­cas da pro­vín­cia do Cu­ne­ne, já que “tra­di­ci­o­nal­men­te o po­vo do Sul de An­go­la é pas­tor”.

Nes­te con­tex­to, apro­xi­ma­da­men­te 79,1 por cen­to da po­pu­la­ção do Cu­ne­ne pra­ti­ca a pecuária, sen­do que os mai­o­res de­ten­to­res são os cri­a­do­res tra­di­ci­o­nais, com mai­or des­ta­que pa­ra o ga­do bo­vi­no, mas tam­bém po­de-se en­con­trar cri­a­ção de gran­des ma­na­das de ca­pri­nos, ovi­nos, suí­nos e equi­nos.

No qua­dro da cam­pa­nha de va­ci­na­ção bo­vi­na em 2017, um to­tal de 502.243 ca­be­ças fo­ram imu­ni­za­das, e pa­ra es­te ano, até ago­ra 318.126 ani­mais já es­tão va­ci­na­dos.

A PECUÁRIA CONS­TI­TUI UMA DAS PRIN­CI­PAIS AC­TI­VI­DA­DES ECO­NÓ­MI­CAS

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.