821 mi­lhões de pes­so­as pas­sam fo­me

Re­la­tó­rio 2018 da FAO in­di­ca que pe­lo ter­cei­ro ano con­se­cu­ti­vo a se­gu­ran­ça ali­men­tar é pre­o­cu­pan­te

Jornal de Economia & Financas - - Mundo -

Cer­ca de 821 mi­lhões de pes­so­as no mun­do pas­sam fo­me, re­ve­lou a ONU, tra­du­zin­do um au­men­to pa­ra ní­veis de há 10 anos que se sen­te mais na Amé­ri­ca do Sul e na mai­or par­te de Áfri­ca.

O nú­me­ro é apon­ta­do pe­la Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das pa­ra Ali­men­ta­ção e Agricultura (FAO) no re­la­tó­rio so­bre o es­ta­do da se­gu­ran­ça ali­men­tar e nu­tri­ção de 2018, di­vul­ga­do re­cen­te­men­te, em que se con­fir­ma a ten­dên­cia pa­ra o au­men­to da fo­me no mun­do pe­lo ter­cei­ro ano con­se­cu­ti­vo, pas­san­do de 804 mi­lhões em 2016 pa­ra 821 mi­lhões em 2017.

“A va­ri­a­bi­li­da­de do cli­ma, que afec­ta os pa­drões da chu­va e as es­ta­ções, bem co­mo ex­tre­mos cli­má­ti­cos co­mo se­cas e inun­da­ções es­tão en­tre as prin­ci­pais cau­sas do au­men­to da fo­me, além dos con­fli­tos e abran­da­men­tos eco­nó­mi­cos”, con­si­de­ra a FAO.

Em nú­me­ros to­tais, uma em ca­da no­ve pes­so­as pas­sa fo­me, com 515 mi­lhões na Ásia, 256,5 mi­lhões em Áfri­ca e 39 mi­lhões na Amé­ri­ca Latina e Ca­raí­bas, Ape­sar de a er­ra­di­ca­ção da fo­me ser um dos ob­jec­ti­vos pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to a atin­gir até 2030, “os si­nais alar­man­tes do au­men­to da in­se­gu­ran­ça ali­men­tar e di­ver­sas for­mas de má ali­men­ta­ção”, des­de a obesidade nos adul­tos aos atra­sos de cres­ci­men­to nas cri­an­ças.

Cer­ca de 672 mi­lhões de adul­tos, ou 13 por cen­to do to­tal, são

O APE­LO DA FAO É PA­RA QUE AU­MEN­TEM OS ES­FOR­ÇOS PA­RA GA­RAN­TIR O ACES­SO A ALI­MEN­TOS NU­TRI­TI­VOS, PRES­TAN­DO ES­PE­CI­AL ATEN­ÇÃO ÀS PAR­TES DA PO­PU­LA­ÇÃO MAIS VUL­NE­RÁ­VEIS

obe­sos e 38,3 mi­lhões de cri­an­ças com me­nos de cin­co anos tam­bém.

A obesidade é mais sen­ti­da na Amé­ri­ca do Nor­te, mas tam­bém es­tá a au­men­tar na Áfri­ca e na Ásia, on­de co­e­xis­te com a sub­nu­tri­ção.

Nes­tas re­giões, a co­mi­da nutritiva é mais ca­ra, um dos fac­to­res que con­tri­bui pa­ra a obesidade.

Por con­tras­te, mais de 200 mi­lhões de cri­an­ças (29,7%) têm pe­so ou al­tu­ra a me­nos pa­ra a ida­de. Am­bas são áre­as em que a fal­ta de pro­gres­so é cla­ra, afir­ma a FAO.

Além dis­so, é “ver­go­nho­so” que um ter­ço das mu­lhe­res em ida­de re­pro­du­ti­va es­te­ja ané­mi­ca, o que se re­flec­te ne­las pró­pri­as e nas cri­an­ças.

Há “si­nais alar­man­tes do au­men­to da in­se­gu­ran­ça ali­men­tar e de ní­veis ele­va­dos de di­fe­ren­tes for­mas de pro­ble­mas ali­men­ta­res” que são “um cla­ro avi­so de que há mui­to tra­ba­lho a fa­zer pa­ra nin­guém fi­car pa­ra trás”, de­fen­dem nu­ma po­si­ção con­jun­ta os res­pon­sá­veis da ONU pa­ra a ali­men­ta­ção, agricultura, cri­an­ças e saú­de. O im­pac­to das al­te­ra­ções cli­má­ti­cas na pro­du­ção de ali­men­tos es­sen­ci­ais co­mo o tri­go, ar­roz e mi­lho nas re­giões tro­pi­cais e tem­pe­ra­das au­men­ta­rá se as tem­pe­ra­tu­ras con­ti­nu­a­rem a su­bir, aler­ta a FAO.

O ape­lo da FAO é pa­ra que au­men­tem os es­for­ços pa­ra ga­ran­tir o aces­so a ali­men­tos nu­tri­ti­vos, pres­tan­do es­pe­ci­al aten­ção às par­tes da po­pu­la­ção mais vul­ne­rá­veis, no­me­a­da­men­te be­bés, cri­an­ças com me­nos de cin­co anos, em ida­de es­co­lar, ra­pa­ri­gas ado­les­cen­tes e mu­lhe­res.

DR

Se­de da Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das pa­ra Ali­men­ta­ção e Agricultura (FAO) em Roma (ca­pi­tal ita­li­a­na)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.