DESCONCENTRAÇÃO FI­NAN­CEI­RA

Jornal de Economia & Financas - - Entrevista -

A des­cen­tra­li­za­ção fi­nan­cei­ra é uma for­ma de dis­tri­bui­ção da ri­que­za e do ren­di­men­to na­ci­o­nal?

Os em­pre­en­de­do­res e os mu­ní­ci­pes de­vem acom­pa­nhar a di­nâ­mi­ca do país, e fa­zer de­le uma boa Na­ção pa­ra to­dos os an­go­la­nos e fi­lhos do bem. As au­tar­qui­as em 2020, pa­ra al­guns mu­ni­cí­pi­os nu­ma pri­mei­ra fa­se, é uma no­va re­a­li­da­de pa­ra as lo­ca­li­da­des or­ga­ni­za­rem-se eco­no­mi­ca­men­te, a fim de que os mu­ni­cí­pi­os te­nham in­ves­ti­men­tos do sec­tor em­pre­sa­ri­al pri­va­do pa­ra con­tri­buir no seu cres­ci­men­to e de­sen­vol­vi­men­to.

Com as au­tar­qui­as ha­ve­rá um no­vo “mo­dus ope­ran­di” no con­tro­lo e fis­ca­li­za­ção do or­ça­men­to lo­cal?

O ob­jec­ti­vo do Exe­cu­ti­vo an­go­la­no so­bre a im­ple­men­ta­ção das au­tar­qui­as é tra­zer uma no­va di­nâ­mi­ca aos mu­ni­cí­pi­os, mas é ne­ces­sá­rio cri­ar con­di­ções téc­ni­co-ope­ra­ci­o­nais lo­cal­men­te pa­ra as au­tar­qui­as fun­ci­o­na­rem co­mo de­ve ser e de for­ma gra­du­al pa­ra não com­pro­me­ter o pro­ces­so que es­tá bem de­se­nha­do. Os ór­gãos de con­tro­lo e fis­ca­li­za­ção do or­ça­men­to a ní­vel lo­cal de­vem ga­ran­tir a mai­or se­gu­ran­ça do pa­tri­mó­nio pú­bli­co lo­cal.

Há es­for­ços do Go­ver­no pa­ra a in­tro­du­ção do IVA em 2019. Te­rá al­gu­ma in­ci­dên­cia já no âm­bi­to da des­cen­tra­li­za­ção?

Nun­ca é tar­de. O Exe­cu­ti­vo an­go­la­no es­tá a fa­zer tu­do pa­ra que em 2019 se­ja pos­to em evi­dên­cia o Im­pos­to so­bre o Va­lor Acres­cen­ta­do, vul­go IVA, e con­si­de­ro uma mais-va­lia, não só pa­ra o Es­ta­do co­mo tam­bém há um gran­de ga­nho pa­ra os em­pre­sá­ri­os e os ope­ra­do­res do sec­tor eco­nó­mi­co, in­de­pen­den­te­men­te do lo­cal on­de es­ti­ver des­de que te­nha to­do o pro­ces­so con­ta­bi­lís­ti­co or­ga­ni­za­do e es­te­ja in­se­ri­do no sis­te­ma pe­la Ad­mi­nis­tra­ção Ge­ral Tri­bu­tá­ria. É uma das me­di­das mais as­ser­ti­vas do Exe­cu­ti­vo nos úl­ti­mos anos, no pon­to de vis­ta das po­lí­ti­cas eco­nó­mi­cas.

E as par­ce­ri­as pú­bi­co- pri­va­das são ou­tras so­lu­ções pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to lo­cal?

Con­si­de­ro que as par­ce­ri­as pú­bli­co-pri­va­das ve­nham a ser uma das so­lu­ções tam­bém pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to lo­cal, pois as em­pre­sas de­vem di­na­mi­zar o país.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.