Mau es­ta­do das es­tra­das di­fi­cul­ta es­co­a­men­to

Agri­cul­to­res aguar­dam com a má­xi­ma ur­gên­cia a re­so­lu­ção des­te pro­ble­ma que po­de di­mi­nuir as co­lhei­tas nu­ma al­tu­ra em que o Go­ver­no es­tá a im­ple­men­tar o pro­jec­to de de­sen­vol­vi­men­to in­te­gra­do do co­mér­cio ru­ral em to­do o ter­ri­tó­rio

Jornal de Economia & Financas - - Destaque -

OXa­vi­er An­tó­nio mau es­ta­do das es­tra­das, o cus­to de com­bus­tí­vel e a ta­xa de trans­por­ta­ção con­ti­nu­am a ser os prin­ci­pais cons­tran­gi­men­tos no que to­ca ao es­co­a­men­to da pro­du­ção agrícola do cam­po pa­ra as ci­da­des, o que tem de­sen­co­ra­ja­do os cam­po­ne­ses a pro­du­zir em gran­de es­ca­la.

Es­ta pre­o­cu­pa­ção foi ma­ni­fes­ta­da ao JE, pe­lo agri­cul­tor Ed­gar So­ma­cum­bi, ten­do re­al­ça­do que em­bo­ra se ve­ri­fi­que al­gu­mas me­lho­ri­as nas vi­as prin­ci­pais, mas as ter­ciá­ri­as pre­ci­sam de in­ter­ven­ção ur­gen­te por es­ta­rem mui­to pró­xi­mas às zo­nas de pro­du­ção.

O pro­du­tor da zo­na da Sul do país en­ten­de que se es­tes cons­tran­gi­men­tos não fo­rem pon­tu­al­men­te re­sol­vi­dos, ha­ve­rá uma bai­xa na pro­du­ção na­ci­o­nal.

“Nes­ta ca­deia, o bol­so que pe­sa mais é do con­su­mi­dor fi­nal”, avan­ça Ed­gar So­ma­cum­bi.

Por es­sa ra­zão, su­ge­re que, além de um sis­te­ma de elec­tri­fi­ca­ção fun­ci­o­nal de­vem ser cri­a­das bri­ga­das lo­cais pa­ra dar res­pos­ta às in­ter­ven­ções que se im­põem. Ed­gar So­ma­cum­bi apon­tou as vi­as da Qui­ba­la/Wa­co Cun­go (Cu­an­za Sul) e Ben­gue­la/Cu­an­za Sul, co­mo sen­do es­tra­té­gi­cas pa­ra o es­co­a­men­to da mai­or par­te da pro­du­ção da re­gião Sul do país.

“Se não hou­ver uma in­ter­ven­ção nes­tas vi­as, os pro­du­tos vão con­ti­nu­ar a es­tra­gar, as­sim co­mo en­ca­re­cer ca­da vez mais”, as­se­gu­rou.

Re­fe­riu que, além das li­cen­ças de trans­por­ta­ção se­rem mui­to one­ro­sas (nes­ta al­tu­ra a ron­dar os 40 mil kwan­zas), a pou­ca ac­ção pe­da­gó­gi­ca dos agen­tes re­gu­la­do­res de trân­si­to que mui­tas ve­zes só di­fi­cul­tam o tra­jec­to ro­do­viá­rio tam­bém tem es­ta­do a con­tri­buir pa­ra o in­su­ces­so do tra­ba­lho.

“É ur­gen­te que o Mi­nis­té­rio dos Trans­por­tes fa­ça um le­van­ta­men­to dos “ver­da­dei­ros” trans­por­ta­do­res e re­vê tam­bém a ta­xa e o cus­to”, afir­mou.

Zo­na Nor­te mais con­for­tá­vel

A re­a­bi­li­ta­ção das vi­as que li­gam o Nor­te do país têm fa­ci­li­ta­do o es­co­a­men­to da pro­du­ção agrícola, de acor­do com a di­rec­to­ra co­mer­ci­al da fa­zen­da Gi­ras­sol.

Lo­ca­li­za­da no mu­ni­cí­pio do Nze­to, na pro­vín­cia do Ben­go, a fa­zen­da con­se­gue es­co­ar to­da a pro­du­ção pa­ra os mer­ca­dos da ca­pi­tal do país num cur­to es­pa­ço de tem­po.

“Anu­al­men­te, vendemos mais de cin­co mi­lhões de to­ne­la­das de di­ver­sos pro­du­tos sem gran­des cons­tra­gi­men­tos”, re­ve­lou a ges­to­ra.

So­lu­ção à vis­ta

Em en­tre­vis­ta re­cen­te ao JE, o adm­nis­tra­dor da em­pre­sa “Agro­lí­der”, Jo­sé Ma­ce­do, res­sal­tou ser uma mais-va­lia res­pon­sa­bi­li­zar o es­co­a­men­to da pro­du­ção agrícola do país ao sec­tor pri­va­do, me­di­da to­ma­da pe­lo Go­ver­no.

Com is­so, o Exe­cu­ti­vo pre­ten­de evi­tar os cons­tran­gi­men­tos ali­nhan­do com o Pro­jec­to de De­sen­vol­vi­men­to e Im­ple­men­ta­ção In­te­gra­do do Co­mér­cio Ru­ral 2018-2022.

A ini­ci­a­ti­va vi­sa in­cen­ti­var os pro­du­to­res na­ci­o­nais a au­men­ta­rem a pro­du­ção, cri­ar ex­ce­den­tes e po­ten­ci­ar a ex­por­ta­ção.

O pro­gra­ma se­rá im­ple­men­ta­do pe­lo sec­tor pri­va­do, ca­ben­do ao Es­ta­do o pa­pel re­gu­la­dor e fis­ca­li­za­dor.

Ca­be­rá ao sec­tor pri­va­do im­ple­men­tar as so­lu­ções, quer do pon­to de vis­ta de me­lho­ria da pro­du­ção, quer do fi­nan­ci­a­men­to.

Pre­vê-se a cons­tru­ção de es­tra­das se­cun­dá­ri­as e ter­ciá­ri­as, bem co­mo de pla­ta­for­mas lo­gís­ti­cas por par­te do Mi­nis­té­rio dos Trans­por­tes.

ANU­AL­MEN­TE, VENDEMOS MAIS DE CIN­CO MI­LHÕES DE TO­NE­LA­DAS DE PRO­DU­TOS

VIGAS DA PURIFICAÇÃO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

DR

Fi­lo­me­na Pin­to, da Fa­zen­da Gi­ras­sol

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.