Galp man­tém rit­mo de ex­plo­ra­ção no “off sho­re” an­go­la­no

Jornal de Economia & Financas - - Empresas -

As ope­ra­ções da Galp em An­go­la con­ti­nu­am ani­ma­do­ras, ape­sar do de­clí­nio em al­gu­mas zo­nas de ex­plo­ra­ção. Se­gun­do o re­la­tó­rio ace­di­do pe­lo JE, em An­go­la, a pro­du­ção wor­king in­te­rest foi de 7,9 mil bar­ris de pe­tró­leo/ dia, uma di­mi­nui­ção de 19 por cen­to fa­ce a 2016, afec­ta­da pe­lo de­clí­nio na­tu­ral dos cam­pos em pro­du­ção no blo­co 14.

O re­la­tó­rio as­se­gu­ra que, a pro­du­ção net en­ti­tle­ment au­men­tou per­to de 41 por cen­to fa­ce a 2016, pa­ra 91,5 bar­ris/dia, na sequên­cia do cres­ci­men­to da pro­du­ção no Bra­sil

A Galp de­tém ac­ti­vos na pro­du­ção nos blo­cos 14 e 14k, atra­vés de duas pla­ta­for­mas em ope­ra­ção, de­ten­do ain­da uma par­ti­ci­pa­ção no pro­jec­to Ka­om­bo, no blo­co 32, que se en­con­tra em de­sen­vol­vi­men­to.

Du­ran­te 2017, pros­se­gui­ram os tra­ba­lhos de con­ver­são das duas FPSO a se­rem ins­ta­la­das no pro­jec­to Ka­om­bo, com ca­pa­ci­da­de de pro­ces­sa­men­to de 125 bar­ris ca­da.

O iní­cio da pro­du­ção do pro­jec­to es­tá pre­vis­to pa­ra o ano cor­ren­te. No fi­nal de 2017, a área con­ta­va já com 22 po­ços per­fu­ra­dos num to­tal de 59 pla­ne­a­dos pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to do cam­po Ka­om­bo.

No no blo­co 14/14k, os cam­pos Ben­gue­la-Be­li­ze-Lo­bi­to-Tom­bo­co (BBLT), Tôm­bua-Lân­da­na e Kui­to en­con­tram-se em fa­se de de­clí­nio na­tu­ral.

DR

Ope­ra­do­ra por­tu­gue­sa tem ac­ti­vos na pro­du­ção dos blo­cos 14 e 14k

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.