FERAS VOLTAM À QUADRA

Agre­mi­a­ções dis­pu­tam a pri­mei­ra mão das mei­as-fi­nais da Ta­ça de An­go­la

Jornal dos Desportos - - PORTADA - MELO CLEMENTE

Num es­pa­ço de três di­as, as for­ma­ções do Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo e do 1º de Agos­to voltam a de­fron­tar-se no Pa­vi­lhão do Dre­am Spa­ce, em par­ti­da re­fe­ren­te à pri­mei­ra “mão” das mei­as-fi­nais da 33ª edi­ção da Ta­ça de An­go­la de bas­que­te­bol.

No es­pa­ço de três di­as, o Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo e o 1º de Agos­to voltam a de­fron­tar-se ho­je a par­tir das 18h00, no Pa­vi­lhão do Dre­am Spa­ce, em Vi­a­na, em par­ti­da re­fe­ren­te à pri­mei­ra "mão" das mei­as-fi­nais da 33ª edi­ção da Ta­ça de An­go­la de bas­que­te­bol se­ni­o­res mas­cu­li­no.

Sur­pre­en­di­dos na sex­ta-fei­ra, para a pe­núl­ti­ma jor­na­da da fa­se de gru­pos da 39ª edi­ção do Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal, vul­go BIC Bas­ket, em que per­deu para a equi­pa mi­li­tar, por 83-86, os vi­ce - campeões na­ci­o­nais es­tão em es­ta­do de aler­ta má­xi­ma a fim de não se­rem no­va­men­te ba­ti­dos em ple­no Pa­vi­lhão do Dre­am Spa­ce.

A jo­gar no seu re­du­to, a equi­pa do Cu­an­za Sul vai se­gu­ra­men­te pro­cu­rar es­ta noi­te um re­sul­ta­do que per­mi­ta "vi­a­jar" para o Pa­vi­lhão Vic­to­ri­no Cu­nha, no dia 25 do mês em cur­so, com al­gu­ma tran­qui­li­da­de.

O in­ter­na­ci­o­nal an­go­la­no Ro­ber­to For­tes, ex­tre­mo ba­se, que con­ti­nua sob cui­da­dos mé­di­cos do de­par­ta­men­to de Saú­de do Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo, cons­ti­tui uma car­ta fo­ra do ba­ra­lho do téc­ni­co es­pa­nhol, Hu­go Lo­pez.

Ape­sar des­ta con­tra­ri­e­da­de, o Li­bo­lo apre­sen­ta-se es­ta noi­te, no má­xi­mo da sua for­ça.

Na pre­sen­te épo­ca o Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo efec­tu­ou 28 par­ti­das, 26 para o BIC Bas­ket e du­as para a Ta­ça de An­go­la, e co­lec­ci­o­na 27 vi­tó­ri­as, con­tra uma der­ro­ta.

Fa­ce à re­gu­la­ri­da­de, na pre­sen­te épo­ca, os li­bo­len­ses en­tram no de­sa­fio des­ta noi­te com um li­gei­ro fa­vo­ri­tis­mo.

Atle­tas co­mo Olím­pio Ci­pri­a­no, Edu­ar­do Min­gas, Val­de­lí­cio Jo­a­quim, Mil­ton Bar­ros, to­dos in­ter­na­ci­o­nais, para além dos nor­te-ame­ri­ca­nos Ja­kel Fos­ter e An­dre Har­ris, vão se­gu­ra­men­te li­de­rar as ac­ções ofen­si­vas da for­ma­ção ca­sei­ra.

Mo­ti­va­do com o fei­to pro­ta­go­ni­za­do na sex­ta-fei­ra, em que pôs ter­mo ao ci­clo de triun­fos dos ac­tu­ais vi­ce -campeões na­ci­o­nais, o Clu­be Cen­tral das For­ças Ar­ma­das An­go­la­nas vai ten­tar re­pe­tir a pro­e­za, ou se­ja, con­se­guir uma vi­tó­ria con­for­tá­vel, que per­mi­ta en­ca­rar o jo­go da se­gun­da "mão" com al­gu­ma tran­qui­li­da­de.

O ex­tre­mo ba­se, Ed­son Ndo­mi­e­na, es­tá pra­ti­ca­men­te rein­te­gra­do no gru­po, de­ve por is­so fa­zer par­te do cin­co ini­ci­al da for­ma­ção mi­li­tar.

Ar­man­do Cos­ta e Ema­nu­el Qu­za­da de­vem as­su­mir a con­du­ção do jo­go ofen­si­vo da equi­pa ru­bro - ne­gra. Fe­li­zar­do Am­bró­sio "Mil­ler" e Is­lan­do Ma­nu­el vão es­prei­tar, igual­men­te, a ti­tu­la­ri­da­de.

O equi­lí­brio vai se­gu­ra­men­te pre­va­le­cer no pré­lio de mais lo­go, a jul­gar pe­lo po­ten­ci­al das du­as co­lec­ti­vi­da­des.

A for­ma­ção do Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo ven­ceu as úl­ti­mas du­as edições da Ta­ça de An­go­la.

A se­gun­da "mão" das mei­as-fi­nais da se­gun­da mai­or com­pe­ti­ção do ca­len­dá­rio da FAB, acon­te­ce a 25 do mês em cur­so.

Nos quar­tos -de -fi­nal, o Li­bo­lo dei­xou pe­lo ca­mi­nho o Pro­gres­so As­so­ci­a­ção do Sam­bi­zan­ga, ao pas­so que os mi­li­ta­res eli­mi­na­ram os ma­ri­nhei­ros.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.