CAM­PEÃO ME­LHO­RA FI­NA­LI­ZA­ÇÃO

Jornal dos Desportos - - PORTADA - JOR­GE NE­TO

Pe­la pri­mei­ra vez es­ta épo­ca, o ata­que do 1º de Agos­to apli­cou uma go­le­a­da, por 4-0. A ví­ti­ma foi a for­ma­ção do Pro­gres­so do Sam­bi­zan­ga, na jor­na­da pas­sa­da, co­mo re­sul­ta­do do tra­ba­lho a que o téc­ni­co-ad­jun­to Ivo Tra­ça se tem re­fe­ri­do.

O ata­que do 1º de Agos­to, pe­la pri­mei­ra vez es­ta épo­ca, apli­cou uma go­le­a­da, por 4-0, a ví­ti­ma foi o Pro­gres­so do Sam­bi­zan­ga, na jor­na­da pas­sa­da, em ple­na véspera do clás­si­co com o Libolo, no do­min­go, em Calulo, apre­sen­ta uma amos­tra do tra­ba­lho que o téc­ni­co -ad­jun­to Ivo Tra­ça tem re­fe­ri­do, pa­re­ce es­tar a sur­tir os efei­tos de­se­ja­dos.

Des­de à pri­mei­ra jor­na­da do Gi­ra­bo­la Zap que se fa­la so­bre o pouco acer­to dos avan­ça­dos agos­ti­nos com as ba­li­zas ad­ver­sá­ri­as, ou mes­mo a fal­ta de um go­le­a­dor­na­to, ape­sar das con­tra­ta­ções de Ram­bé, Diogo Ro­sa­do e Gu­e­lor.

A es­ta­tís­ti­ca mos­tra que os dois pri­mei­ros so­mam qua­tro go­los, três pa­ra Ram­bé e um pa­ra Diogo Ro­sa­do, e ne­nhum pa­ra Gu­e­lor, que tem me­nos jo­gos dis­pu­ta­dos, por cau­sa de uma le­são que o afas­tou dos pri­mei­ros seis jo­gos do cam­pe­o­na­to.

O dér­bi de sá­ba­do, mos­trou que ca­so es­te­ja em "dia sim", os avan­ça­dos po­dem fa­zer go­los. Nes­te par­ti­cu­lar, sur­ge o ca­bo­ver­di­a­no Ram­bé. De­pois de al­gu­mas con­tes­ta­ções dos adep­tos mi­li­ta­res, mos­trou no­va ca­ra e pin­ta de "ma­ta­dor". O "bis" di­an­te dos sam­bi­las pro­vou não só que o reforço mi­li­tar é bom na fi­na­li­za­ção, co­mo tam­bém na dan­ça, pe­la for­ma co­mo fes­te­ja os ten­tos.

O avan­ça­do ves­te a ca­mi­so­la 27, uti­li­za­da por Gel­son, po­de es­cre­ver uma no­va his­tó­ria na equi­pa ru­bro-ne­gro e qui­çá, mar­car pre­sen­ça no­va­men­te no "on­ze" ini­ci­al, des­ta vez na des­lo­ca­ção à Vi­la de Calulo ao en­con­tro do Re­cre­a­ti­vo do Libolo, no sá­ba­do, jo­go re­fe­ren­te à 11ª jor­na­da.

O re­sul­ta­do mais ex­pres­si­vo que os cam­peões na­ci­o­nais lo­gra­ram es­te ano, foi o 3-0, em Ben­gue­la, di­an­te do 1º de Maio, de­sa­fio a con­tar pa­ra a ter­cei­ra jor­na­da, com go­los de Va­do, Diogo Ro­sa­do e Min­go Bi­le. De lá pa­ra cá, e an­tes dis­so, os pla­ca­res va­ri­a­vam de um, dois, ou mes­mo ne­nhum go­lo.

Em 2016, os agos­ti­nos até à saí­da da 10ª jor­na­da, não ti­nham go­le­a­do ne­nhu­ma equi­pa por 4-0, mas mar­ca­ram três go­los, em qua­tro jo­gos, ou se­ja, na 2ª ronda di­an­te do Pro­gres­so do Sam­bi­zan­ga (3-0), na 4ª jor­na­da so­bre a Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to (3-1), 5ª jor­na­da na re­cep­ção ao Pro­gres­so da Lun­da Sul (3-1) e na 7ª ronda fren­te ao Re­cre­a­ti­vo do Libolo (3-1), no Es­tá­dio 11 de No­vem­bro.

Es­te ano, é igual­men­te a pri­mei­ra vez, que um avan­ça­do as­su­me a ar­ti­lha­ria da equi­pa, de­pois do de­fe­sa/mé­dio Min­go Bi­le, e o mé­dio Nel­son da Luz se­rem os pro­ta­go­nis­tas. O mo­men­to, ago­ra é de Ram­bé, que to­ta­li­za três ten­tos.

JOSE SO­A­RES | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Mi­li­ta­res de­fron­tam libolenses ani­ma­dos com go­le­a­da so­bre sam­bi­las

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.