Re­cor­dis­ta foi im­pe­ri­al

Jornal dos Desportos - - ÚLTIMA -

A len­da de Roger Federer em Wimbledon co­nhe­ceu on­tem o seu o seu epi­só­dio mais em­ble­má­ti­co, com o te­nis­ta suíço a der­ro­tar um le­si­o­na­do Ma­rin Ci­lic pa­ra se con­ver­ter no re­cor­dis­ta ab­so­lu­to de tí­tu­los no All En­gland Club. Ab­so­lu­ta­men­te im­pe­ri­al, o re­nas­ci­do suíço impôs-se ao cro­a­ta, sex­to te­nis­ta mun­di­al, por 6-3, 6-1 e 64, pa­ra vol­tar a er­guer um tro­féu que lhe fu­gia há cin­co anos. O oi­ta­vo tí­tu­lo de Federer em Wimbledon não é ape­nas um má­xi­mo ‘per si’, já que acar­re­ta uma sé­rie de ou­tros re­cor­des: o de tí­tu­los (19) e de en­con­tros ga­nha­dos (321) em ‘Grand Slam’ (19), o de te­nis­ta mais ve­lho de sem­pre a ven­cer (com 35 anos e 342 di­as) no All En­gland Club e o do nú­me­ro de en­con­tros ven­ci­dos na rel­va lon­dri­na (91). A se­gun­da ju­ven­tu­de do suíço, que ao apu­rar-se pa­ra a sua 29.ª fi­nal de um "ma­jor", tam­bém um re­cor­de, já se ti­nha con­ver­ti­do no pri­mei­ro ho­mem a dis­pu­tar 11 ve­zes o úl­ti­mo en­con­tro de um mes­mo ‘Grand Slam’, pa­re­ce es­tar pa­ra du­rar. “Te­nho de pa­rar mais ve­zes. Vou de­sa­pa­re­cer du­ran­te mais seis me­ses [ri-se], só não sei se vai fun­ci­o­nar. Ga­nhar ho­je só foi pos­sí­vel por es­tar sau­dá­vel. Es­tar de vol­ta aqui, sen­tir-me fa­bu­lo­so, se­gu­rar no tro­féu, de­pois de não ter ce­di­do um ‘set’, é má­gi­co. Ain­da não con­si­go acre­di­tar”, re­co­nhe­ceu o fu­tu­ro nú­me­ro três mun­di­al, que no fi­nal do ano pas­sa­do ti­rou um pe­río­do sa­bá­ti­co de seis me­ses. Ain­da in­cré­du­lo com o oi­ta­vo tí­tu­lo no seu "Grand Slam" pre­fe­ri­do, con­quis­ta­do sem ce­der um "set", o suíço con­fes­sou que, de­pois de ter per­di­do as finais de 2014 e 2015 com No­vak Djo­ko­vic, não acre­di­tou que pu­des­se ven­cer ou­tra vez. “É um so­nho jo­gar aqui. Es­pe­ro re­gres­sar no pró­xi­mo ano e de­fen­der o tí­tu­lo”, su­bli­nhou, de­pois de con­su­ma­do mais um ca­pí­tu­lo len­dá­rio na sua car­rei­ra. Ho­je, co­mo em 2009, Federer po­dia fa­zer his­tó­ria no ‘court’ cen­tral do All En­gland Club. Oi­to anos de­pois de tor­nar-se no re­cor­dis­ta de tí­tu­los do ‘Grand Slam’ na rel­va lon­dri­na, o suíço pre­pa­ra­va-se pa­ra de­sem­pa­tar com o nor­te-ame­ri­ca­no Pe­te Sam­pras e o bri­tâ­ni­co Wil­li­am Renshaw.

PUBLICIDADE

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.