Vi­va o Petro e o D’Agos­to

Jornal dos Desportos - - FUTEBOL - ANTÓNIO FÉLIX

Foi o su­fi­ci­en­te pa­ra es­tar ho­je, de no­vo, no pri­mei­ro pos­to da ta­be­la clas­si­fi­ca­ti­va e, mes­mo que se di­ga se­ja ape­nas pas­sa­gei­ro ou a pra­zo, pe­lo me­nos obri­ga o seu gran­de ri­val, 1º de Agos­to, a pen­sar que os tri­co­lo­res con­ti­nu­am nos seus "cal­ca­nha­res", qual per­se­gui­ção im­pi­e­do­sa!

Pe­la ani­ma­ção que es­tá a dar ao cam­pe­o­na­to, so­bre­tu­do na al­ter­nân­cia na clas­si­fi­ca­ção, ho­je o Petro, ama­nhã o 1º de Agos­to e vi­ce­ver­sa, a pro­va es­tá, co­mo se diz, no "pon­to re­bu­ça­do" e, por­tan­to, vi­va o Petro de Lu­an­da, vi­va tam­bém o 1º de Agos­to! O 1º de Agos­to só des­ce ao rel­va­do ho­je pa­ra de­fron­tar o Pro­gres­so do Sam­bi­zan­ga, mas on­tem foi o Petro que es­te­ve em gran­de di­an­te da Académica do Lo­bi­to. Eu acho que, co­mo no ano pas­sa­do, o Petro de Lu­an­da es­tá a dar lu­ta du­ra ao 1º de Agos­to e is­to, se dú­vi­da hou­ver, jus­ti­fi­ca-se com a vi­tó­ria que os ra­pa­zes de Be­to Bianchi con­se­gui­ram por cla­ros 4-2, mes­mo que se di­ga que foi so­fri­da. Foi o su­fi­ci­en­te pa­ra es­tar ho­je, de no­vo, no pri­mei­ro pos­to da ta­be­la clas­si­fi­ca­ti­va e, mes­mo que se di­ga se­ja ape­nas pas­sa­gei­ro ou a pra­zo, pe­lo me­nos obri­ga o seu gran­de ri­val, 1º de Agos­to, a pen­sar que os tri­co­lo­res con­ti­nu­am nos seus "cal­ca­nha­res", qual per­se­gui­ção im­pi­e­do­sa! Ago­ra es­ta per­se­gui­ção im­pi­e­do­sa é o que o 1º de Agos­to te­rá de en­ce­tar ho­je, ten­tan­do ga­nhar a um ve­lho ad­ver­sá­rio de cos­tu­me que se cha­ma Pro­gres­so do Sam­bi­zan­ga. Quem ga­nha ho­je? Bom, na ver­da­de, o Petro de Lu­an­da, ao ter ven­ci­do já a pri­mei­ra vol­ta ti­nha de­mons­trou que es­te ano, em­bo­ra não as­su­ma di­rec­ta e ofi­ci­al­men­te co­mo ob­jec­ti­vo prin­ci­pal ven­cer o cam­pe­o­na­to, vai, no en­tan­to, re­ve­lan­do que não é por aca­so que os­ten­ta 15 tí­tu­los. E por es­ta ra­zão a sua "cau­sa" vai ser ver­da­dei­ra­men­te acér­ri­ma até ao fim, en­fren­tan­do e dan­do lu­ta ao 1º de Agos­to, es­ta equi­pa do Rio Se­co que, à saí­da da pri­mei­ra vol­ta, não trans­bor­dou na li­de­ran­ça. Es­tá vis­to que o cam­pe­o­na­to vai ser de­fi­ni­do ape­nas nas úl­ti­mas pri­mei­ras jor­na­das des­ta se­gun­da vol­ta. Ve­ja-se que o Petro lo­grou até ago­ra 25 vi­tó­ri­as, ape­nas dois em­pa­tes e só seis der­ro­tas, e es­tá des­de on­tem com 56 pon­tos, mais dois que o seu ar­qui-ri­val 1º de Agos­to, em se­gun­do, e mais on­ze que o ter­cei­ro Ka­bus­corp do Pa­lan­ca. Com es­ta "pro­du­ção pe­tro­lí­fe­ra", fi­cou on­tem um ou­tro si­nal que es­ti­mu­la e mo­ti­va o plan­tel a jo­gar pa­ra o tí­tu­lo. E mais ain­da: o fac­to de a di­rec­ção do clu­be apos­tar na ma­nu­ten­ção do téc­ni­co bra­si­lei­ro Be­to Bianchi até ao ano de 2020, on­tem es­te, mes­mo nas ban­ca­das "mos­trou" àque­les que o cru­ci­fi­cam que nem pe­la sua ma­nei­ra de es­tar e ac­tu­ar no nos­so "as­so­ci­a­ti­on" o tí­tu­lo não es­tá ame­a­ça­do. Eu acho tam­bém que bra­si­lei­ro Ti­a­go Azu­lão, que es­tá na li­de­ran­ça dos me­lho­res mar­ca­do­res com 14 es­tá a su­pe­rar bem a con­cor­rên­cia. Por­tan­to, o 1º de Agos­to te­rá de re­do­brar es­for­ços pa­ra nos jo­gos e jor­na­das que so­bram fa­zer mais do que os seus ac­tu­ais 53 pon­tos, nes­ta eta­pa em que o seu prin­ci­pal di­an­tei­ro, Ram­bé, es­tá ape­nas com 11 go­los. Não é pro­vo­ca­ção, mas con­si­de­ro que es­tá mui­to cla­ro: o cam­peão 1º de Agos­to ain­da res­sen­te-se das au­sên­ci­as de Gel­son e Ary Pa­pel que fo­ram dos abo­nos de fa­mí­lia da for­ma­ção ru­bro-ne­gra em 2016. É que es­te ca­bo-ver­di­a­no Ram­bé ao ser­vi­ço do 1º de Agos­to, com 11 ten­tos, ain­da não es­tá a bas­tar pa­ra as en­co­men­das. Foi por is­so que, com o mes­mo na li­nha de ata­que, o 1º de Agos­to dei­xou es­ca­par a opor­tu­ni­da­de de ter­mi­nar a pri­mei­ra à fren­te , em­bo­ra na al­tu­ra ti­ves­se con­ta­do com as su­ces­si­vas le­sões que as­so­la­ram o plan­tel mi­li­tar.

M. MACHANGONGO/ EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.